Pular a barra do clicRBS e ir direto para o cabeçalho.
 

Avanço do setor náutico projeta vocação de SC

07 de outubro de 2015 0

Com empresas criativas e belíssimos 500 quilômetros de costa, Santa Catarina atingiu a liderança nacional na indústria náutica nos últimos anos e, agora, consolida esta posição que promete um ciclo ainda mais dinâmico. Na São Paulo Boat Show, maior feira de náutica da América Latina, que se encerrou ontem (06), dos 25 estaleiros presentes, 12 eram catarinenses, 48% do total, apurou o administrador do Projeto Polo Náutico do Sebrae/SC, Roberto Tavares. Segundo ele, isso reforçou a nova posição do Estado identificada no primeiro mandato do governador Raimundo Colombo, em 2012, quando a Secretaria de Desenvolvimento (SDS), na época comandada por Paulo Bornhausen, passou a pesquisar a nova economia e apurou crescimento de 106% da receita do setor frente ao ano anterior, 2011, somando mais de R$ 1 bilhão.

Esse resultado foi alcançado em função dos estaleiros já instalados, como pioneiro Schaefer, fundado por Márcio Schaefer; o Fibrafort e outros; e, também, os multinacionais que vieram com apoio do governo de Luiz Henrique, como Azimut, Brunswick e Sasse Marine. Todos marcaram presença no SP Boat Show. A mostra teve, ainda, as participações do FS Yatchs e Singular Boats, além dos cinco apoiados pelo Sebrae: Gamer Náutica, M1 Yachts, Brasboats. Mastro D’Ascia e Sec Boats. Conforme Tavares, em 2013 SC contava com 48 estaleiros de todos os portes que geravam 1.293 empregos diretos em 2013. Mais dois, de pequeno porte, estão fazendo contato para se instalar no Estado.

O clima na SP Boat Show foi de otimismo, mas o organizador Ernani Paciornic disse que as vendas poderão ser iguais a da edição de 2014 ou até 10% menores, o que não é ruim diante da crise. O setor de carros recuou cerca de 30%.

Leia as últimas notícias

Comentários

comments

Envie seu Comentário