Pular a barra do clicRBS e ir direto para o cabeçalho.
 

Missão ao Irã e ampliação das exportações

25 de outubro de 2015 0

Mesmo com o dólar cotado em torno de R$ 4, não está fácil ampliar as exportações, muito pelo contrário. Neste domingo, o presidente da Federação das Indústrias de Santa Catarina (Fiesc), Glauco José Côrte, na condição de representante da Confederação Nacional da Indústria (CNI), chega ao Irã. Integra comitiva brasileira liderada pelo ministro do Desenvolvimento, Armando Monteiro, com o objetivo de apresentar o potencial do país e fazer contatos durante toda a segunda-feira visando mais mercados para indústrias brasileiras.

A intenção é aproveitar oportunidades abertas após a assinatura do acordo nuclear pelo Irã, com mediação dos EUA. SC já exporta alimentos ao mercado iraniano por meio da BRF, Bunge e JBS. Conforme Côrte, a balança comercial ainda é desfavorável ao Estado e é possível ampliar. Apesar de ter boa participação no exterior, SC registrou queda de 14,4% nas exportações de janeiro a setembro frente o mesmo período do ano passado. Para consolo, as vendas externas brasileiras caíram 16,8% no mesmo período. Questionado sobre as dificuldades para avançar no mercado externo, Côrte disse que está muito caro produzir no Brasil e a concorrência nos mercados internacionais está muito mais acirrada. Os números mostram que não vai ser desta vez que a nossa economia terá um salto via mercado internacional. É mais um desafio.

Comentários

comments

Envie seu Comentário