Pular a barra do clicRBS e ir direto para o cabeçalho.
 

Resultados da pesquisa por "acif"

Acordo no pacífico preocupa agronegócio de SC

19 de outubro de 2015 0

Lideranças do agronegócio do Estado estão preocupadas com o fato de o Brasil ter ficado fora do maior acordo comercial do mundo, a Parceria Transpacífico, que inclui, Estados Unidos, Japão e mais 10 países. Elas estudam alternativas para não perder boa parte do mercado japonês de carne de frango, onde as agroindústrias brasileiras dominavam com nada menos de 90% do total. O tema foi abordado na Expolages, que se encerrou ontem. – Foi um erro da diplomacia brasileira não ter acompanhado, negociado ou participado das tratativas que resultaram na aprovação do acordo que criou o mercado comum do Pacífico – afirmou o presidente da Federação da Agricultura do Estado, José Zeferino Pedrozo. O atendimento pode ser pelos EUA. O Brasil se diferencia porque não teve gripe aviária.

Leia as últimas notícias

Agronegócio prevê perdas com o acordo transpacífico

09 de outubro de 2015 0

00b3216a

Enquanto o governo federal perde o sono para se manter no poder, a Parceria Transpacífico (TPP na sigla em inglês), assinada nesta semana pelos EUA, México, Japão, Austrália e mais oito países visando vantagens comerciais, começa a provocar insônia em líderes da agropecuária brasileira. Quinta-feira, no Fórum Catarinense do Agronegócio, realizado pela RBS TV durante a Expoeste 2015, na Efapi, em Chapecó, foi o assunto predominante. O ex-ministro da Agricultura Roberto Rodrigues, o presidente da Aurora, Mario Lanznaster, e o vice-presidente da Federação da Agricultura (Faesc), Enori Barbieri, afirmaram que o TPP, considerado o maior acordo comercial do mundo, vai prejudicar o agronegócio de SC e do país, embora ainda seja difícil quantificar. Também defenderam articulação urgente do governo federal para buscar acordos bilaterais com outros países e parcerias com blocos econômicos. Afinal, essa é tarefa da União.

Para Lanznaster, o impacto negativo começará a ser sentido daqui a dois anos, quando esses países equacionarem as parcerias.

– Tem um ditado que diz: diga-me com quem andas que eu direi quem és. O Brasil não buscou aproximação com outros mercados. Esse acordo TPP vai prejudicar sim, e muito, as nossas exportações, especialmente na Ásia – prevê Lanznaster.

Na avaliação de Rodrigues, haverá perdas porque o acordo envolve mercados nos quais o Brasil atua. Os EUA fornecem frango e suíno ao Japão, onde SC é líder no primeiro e luta para avançar com o segundo produto; a Austrália produz carne bovina e açúcar, mercados ocupados pelos brasileiros, e assim por diante.

Para Barbieri, o TPP vai trazer prejuízos e faltou ao Brasil fazer algo simples: olhar o que os vizinhos estão fazendo. O Chile tem acordos bilaterais com 180 países.

Aliás, a falta de acordos internacionais é um dos motivos pelos quais as exportações da indústria brasileira não param de cair. É preciso firmar parcerias urgentes com grandes mercados, especialmente EUA e Europa.

Afora a apreensão com o acordão comercial e a falta de infraestrutura, os participantes do painel traçaram um cenário promissor para o agronegócio brasileiro e catarinense. Além de Rodrigues, Barbieri e Lanznaster, foram debatedores do evento mediado pela colunista e comentarista do Grupo RBS em Brasília, Carolina Bahia, o presidente da Organização das Cooperativas do Estado, Marcos Zordan; e o conselheiro da Federação das Cooperativas Agropecuárias (Fecoagro) e presidente da Cooperalfa, Romeo Bet.

Na foto, a partir da esquerda: Romeo Bet, Mario Lanznaster, o secretário de Estado da Agricultura, Moacir Sopelsa, Carolina Bahia, Roberto Rodrigues, Marcos Zordan e Enori Barbieri.

Leia as últimas notícias

Acordo Transpacífico e o atraso do Brasil nas parcerias com o exterior

06 de outubro de 2015 1

Maior acordo comercial da história, o pacto Parceria Transpacífico (TPP na sigla em inglês), firmado ontem (05) entre 12 países – Estados Unidos, Austrália, Brunei, Canadá, Chile, Japão, Malásia, México, Nova Zelândia, Peru, Cingapura e Vietnã – escancara o atraso do Brasil nas negociações comerciais internacionais, o que limita as exportações e impede maior desenvolvimento e internacionalização da economia.O principal entrave do país é a ideologia dos governos petitas, que sempre foram contra uma aproximação com países de economia mais aberta, de mercado, como as dos EUA e União Europeia. Por isso, se limitaram em manter o Mercosul e em buscar alguma associação na África e na Ásia. Assim, o Brasil está fora das cadeias de valor globais, que permitem a movimentação de insumos com menor preço e, consequentemente, oferta de produtos finais mais baratos aos diversos mercados.

Paralisadas, negociações do Acordo Transpacífico continuam na sexta-feira

O TPP permite a a redução gradual de tarifas de importação entre os 12 países, estabelece redução de barreiras comerciais, protege propriedade intelectual e define padrões para meio ambiente e questões trabalhistas.

Entre as lideranças que sempre alertaram sobre a pífia presença do Brasil nos acordos internacionais e riscos que isso traz ao pais está a presidente da Câmara de Desenvolvimento do Comércio Exterior da Federação das Indústrias (Fiesc), Maria Teresa Bustamante. Questionada por mim sobre o acordo Transpacífico há algumas semanas, ela disse que o país está ficando cada vez mais para trás. Defendeu um acordo no Mercosul que autorize o Brasil a fazer negociações independentes porque são seis países no bloco, com interesses diferentes, o que dificulta qualquer consenso. A última sinalização foi do acordo Mercosul e União Europeia. Maria Teresa não acredita que sai este ano.

O que se espera é que a crise acorde o governo sobre a necessidade de acordos que envolvam cadeias de valor e o Brasil firme parcerias bilaterais, especialmente com os EUA. A indústria catarinense seria beneficiada com parceria assim.

Leia as últimas notícias

Caminhada Acif 100 Anos, um passeio com aula de história no Centro de Florianópolis

06 de julho de 2015 0
Foto: Estela Benetti

A partir da direita, Padilha, o prefeito Cesar Souza e Sander De Mira. Foto: Estela Benetti

Uma aula de história econômica com experiência. Foi assim a Caminhada Acif 100 Anos, realizada na manhã de sábado, no Centro de Florianópolis, numa iniciativa da Associação Comercial e Industrial (Acif), que está comemorando o centenário completado em 13 de maio. O trajeto, com duração de duas horas, começou na Escadaria do Rosário e se encerrou em frente da Catedral. O presidente da Associação, Sander De Mira, disse que a caminhada na cidade reforça o sentimento de pertencimento que o morador tem que ter da sua cidade, e também é um opção turística.

Foto: Renato Gama, Acif, divulgação

Foto: Renato Gama, Acif, divulgação

Entre os presentes, o prefeito Cesar Souza Junior e a primeira-dama Francine Souza; o ex-presidente da Acif e hoje conselheiro da entidade, Dilvo Tirloni; e o vice-presidente da Facisc, André Gaidzinski. O passeio foi coordenado pelo diretor da Regional Centro da Acif, Luiz Carlos Padilha.

O prefeito mostrou muito entusiasmo com esta fase final das obras do Mercado Público, que será reinaugurado em 5 de agosto, e a restauração da Casa de Câmara e Cadeia, que também está sendo restaurada e ganhará um museu histórico com gestão do Serviço Social do Comércio (Sesc).

O trajeto, a partir da escadaria, incluiu passagem pela Rua Vidal Ramos, revitalizada por sugestão da Acif, rua Trajano, Calçadão, Largo da Alfândega, Mercado Público, primeira sede da Acif na rua João Pinto, Casa de Câmara e Cadeia e o largo da Catedral. O roteiro histórico-econômico foi elaborado com a participação da historiadora Lélia Pereira Nunes, do Instituto Histórico e Geográfico de Santa Catarina, e executado pela empresa Floripa Walking Tour, que oferece caminhadas turísticas diárias no Centro da Capital. O escritor Edyr Leopoldo Tremel, presidente vitalício do “Senadinho” , também participou.

Primeira sede da Acif. O prédio é da Rua João Pinto

Primeira sede da Acif. O prédio é da Rua João Pinto. Foto: Estela Benetti

 

Evento Acif 100 anos: caminhada no centro histórico de Florianópolis

03 de julho de 2015 0

Em mais uma ação pelo centenário da Associação Comercial e Industrial de Florianópolis (Acif), a entidade realiza neste sábado, a partir das 10 horas, uma caminhada no centro da cidade. O Passeio Histórico pelo Centro de Florianópolis vai começar às 10 horas, na escadaria do Rosário. O presidente da Acif, Sander De Mira, adepto dos esportes, vai liderar o grupo que visitará diversas atrações culturais e arquitetônicas da cidade.

Acif mais ativa

06 de junho de 2015 0

Na nova gestão à frente da Associação Comercial e Industrial de Florianópolis (Acif), o empresário Sander De Mira está criando novas diretorias para que a entidade gere ainda mais impacto. O vice-presidente Luciano Andriani fica responsável também pela diretoria de opinião. A empresária Maria Carolina Linhares vai atuar em nova diretoria voltada a cidades e soluções. O objetivo, conforme De Mira, é pensar a cidade para as próximas décadas.

Leia as últimas notícias sobre a Acif

Emoção e cobranças no evento do centenário da Acif

14 de maio de 2015 0

Uma entidade fundada para unir empresários, criar pontes de Florianópolis com a região, o Estado, o Brasil e o mundo. Foi com um discurso emocionado que o presidente da Associação Comercial e Industrial de Florianópolis, a Acif, Sander DeMira, falou sobre a atuação da entidade nos últimos 100 anos e traçou linhas para o futuro. Mudou o protocolo ao citar, antes dos políticos, os ex-presidentes da entidade presentes no evento, Ody Varela, Osvaldo Moritz, Alaor Tissot, Augusto Gonzaga, Fernando Demetri, Dilvo Tirloni, e Doreni Caramori Jr. DeMira falou da série de conquistas defendidas pela Acif como a primeira agência do BB, a ponte Hercílio Luz e outras. 

O ponto alto do evento do centenário foi quando DeMira sugeriu que todas as quase mil pessoas presentes no teatro do CIC levantassem e colocassem a mão no ombro de quem estava ao lado, formando o que ele chamou de uma grande “ponte”. Essa união, declarou ele, vai fazer com que a entidade vença todos os seus próximos desafios. Doreni Caramori, presidente do conselho da entidade, afirmou que a agenda dos cem anos continua porque muitas mudanças propostas pela Acif ainda não aconteceram, entre elas, a redução da carga tributária e melhoria da infraestrutura.

O prefeito Cesar Souza Junior participou do evento. Fez um breve discurso, elogiando a atuação dos empresários, atribuindo a eles a qualidade de vida oferecida no município.

 

Festa dos 100 anos da Acif encerrou com show de Erasmo Carlos e sósia de Roberto Carlos

14 de maio de 2015 0

showErasmo

 

Os primeiros cem anos da Associação Comercial e Industrial de Florianóplis, a Acif, foram comemorados com homenagens, emoções e festa. A programação teve a dimensão de uma entidade centenária, mas jovem, futurista e animada, de acordo com o lifestyle de uma ilha turística onde também se trabalha muito. A última parte do evento no teatro do CIC teve show de Erasmo Carlos com uma divertida surpresa no final, um sósia do rei Roberto Carlos distribuindo rosas vermelhas. Segundo Erasmo, o Robson (na foto à frente) é o melhor sósia de Roberto.

Para vocês terem uma ideia, fiz uma foto com meu celular. Desculpem a qualidade, mas foi o que consegui.

Qualidade em serviços projeta a Acif

13 de maio de 2015 0

ACIF100anosEntidade voluntária, a Acif tem uma forte atuação descentralizada com foco na melhoria das condições para negócios a empresas e ações socioambientais que mais parece uma prefeitura. Com 3,5 mil associados, tem a matriz na Rua Emílio Blum, no Centro, e cinco regionais (Continente, Canasvieiras, Ingleses, Sul e Lagoa da Conceição). 
O presidente Sander DeMira, acaba de divulgar o balanço da primeira gestão que liderou, com números robustos (veja na arte ao lado). Das receitas da Acif dos últimos dois anos,  74% vieram de serviços prestados e 26%, de mensalidades. O crescimento alcançou 48%. A entidade investiu em modernização de imóveis, tecnologia da informação e em outras áreas R$ 1,235 milhão no período. A sobra de receita da gestão 2013-2015 somou 
R$ 658.262 montante que está reservado para a construção da futura sede da entidade. Esses resultados foram obtidos apesar de a Acif não reajustar as mensalidades há 2,5 anos. 
Outro número importante da entidade são as horas de trabalho dos mais de 80 empresários voluntários. Juntos, nos últimos dois anos, eles dedicaram à Acif 43.824 horas. Se considerarmos que cada hora vale R$ 100, um preço acessível de consultoria, eles somaram uma receita de 
R$ 4,3 milhões. 
Na lista de projetos socioambientais o destaque é o ReÓleo, que colocou Florianópolis no Guinness Book como a cidade que mais recicla óleo de cozinha. Nos últimos dois anos, a coleta cresceu 20% na cidade.

Os cem anos da Acif, associação à frente do seu tempo

13 de maio de 2015 0
BB, a segunda casa da esquina

Acif, divulgação

Foi de barco que chegou à Ilha de Santa Catarina a estrutura para a primeira agência do Banco do Brasil da região Sul. Essa foi uma das históricas conquistas da Associação Comercial e Industrial de Florianópolis, a Acif, entidade de vanguarda que hoje, dia 13 de maio de 2015, comemora cem anos de atuação.
A celebração desta data especial, uma festa para mil pessoas, será a partir das 19h30min, no Centro Integrado de Cultura (CIC), na Capital. A programação incluirá homenagens a empresários, associados e pessoas que fazem a diferença no município; posse da atual diretoria liderada por Sander DeMira para mais um mandato de dois anos; e um show do cantor Erasmo Carlos. Além do evento de hoje, o centenário está sendo comemorado desde o início do ano com lançamento do selo comemorativo, uma orquídea ganhou o nome da Acif, participação no Carnaval, homenagens da Assembleia Legislativa, Câmara de Vereadores e outros eventos. A programação segue com eventos voltados aos próximos cem anos.
A história da associação começa com a convicção da força do trabalho conjunto de cinco iluminados líderes empresariais de Florianópolis que se reuniram no dia 21 de abril de 1915, no tradicional Clube Doze de Agosto, para planejar a criação de uma associação empresarial.
O grupo era integrado pelos comerciantes André Wendhausen, Francisco Pereira Oliveira Filho, Emílio Blum, Paschoal Simone e Lauro Linhares. O próximo passo foi a convocação dos comerciantes da cidade para uma assembleia geral de fundação – realizada dia 13 de maio, quando foi fundada a Associação Comercial de Florianópolis e definida sua primeira diretoria. A presidência ficou com o coronel Emílio Blum; a vice-presidência, com Francisco Pereira Oliveira Filho; o primeiro-secretário foi
Lauro Linhares; e o primeiro-tesoureiro, Antônio Linhares. Essa diretoria foi empossada dia 20 de junho, e o primeiro mandato foi até 13 de maio de 1917, ou seja, dois anos, o mesmo período que vigora até hoje.
Segundo o presidente da Acif, Sander DeMira, um grande indutor dessa iniciativa, embora sem integrar o grupo de fundadores, foi Carl Hoepcke, o “barão” de Florianópolis. Ele tinha um estaleiro, navios que faziam importações da Europa, fábricas de gelo, pregos e de rendas.

Acif, divulgação

Florianópolis em 1915

– Florianópolis de 1915 tinha menos de 40 mil habitantes e o transporte público estava começando com alguns bondes elétricos. Nós éramos uma ilha sem ligação por ponte ao continente – disse DeMira.
A criação da agência bancária colaborou decisivamente para incrementar os negócios no Estado, no Brasil e no exterior. Conforme o empresário, a Acif teve um papel de liderança também no incentivo para a construção da ponte Hercílio Luz, que permitiu aproximar pessoas, facilitar negócios e desenvolvimento. Pressionou pela construção do Aeroporto Hercílio Luz, e depois pela sua ampliação e internacionalização. Também foi decisiva na construção da BR-282, que liga a Ilha ao Oeste de SC. Inicialmente, a rodovia ligaria Lages à região de Tubarão.

Acif no ritmo das comemorações do centenário

12 de maio de 2015 0

Amanhã será o grande dia do centenário da Associação Comercial e Industrial de Florianópolis, a Acif. A festa será à noite, no CIC, com posse da diretoria liderada pelo empresário Sander DeMira por mais dois anos, uma série de homenagens a empresários e um show do cantor Erasmo Carlos. Embora muitos da comunidade não percebam, mas a Acif, uma entidade voluntária criada por empresários que hoje tem  3,5 mil associados trabalha constantemente pela melhoria das empresas e da comunidade. Oferece uma série de serviços às empresas desde conciliação judicial a plano coletivo de saúde, até ações de preservação do meio ambiente e qualidade de vida.

Sander DeMira é reeleito presidente da Acif. Posse será no evento do centenário

05 de maio de 2015 0

O quadro de associados da Acif, a Associação Comercial e Industrial de Florianópolis que está em ritmo de comemoração do centenário, reelegeu o empresário Sander DeMira para presidir a entidade por mandado de mais dois anos. A posse será quarta-feira, dia 13 de maio, no auditório do CIC, quando a Acif completará 100 anos e estará realizando o maior evento alusivo à data.

O evento contará também com a entrega das tradicionais medalhas a empreendedores no município. O empresário Péricles Druck, do Grupo Habitasul, irá receber a medalha Carl Hoepcke pelo pioneirismo do bairro planejado e sustentável Jurerê Internacional.

100 anos da Acif

09 de abril de 2015 0

A agenda comemorativa dos 100 anos da Associação Comercial e Industrial de Florianópolis conta com mais um evento de peso hoje. A entidade será homenageada em sessão especial na Assembleia Legislativa à noite. O presidente Sander DeMira, diz que a Acif colabora com o desenvolvimento de SC e fica honrada com essas distinções pelo aniversário.

Acif inicia comemorações do centenário

21 de janeiro de 2015 0
Michele Monteiro, Acif, divulgação

Michele Monteiro, Acif, divulgação

Série de mais de 40 eventos comemorativos aos 100 anos da Associação Comercial e Industrial de Florianópolis (Acif) foi aberta hoje, no Palácio Cruz e Souza, com lançamentos que vão reforçar, por 12 meses, o aniversário de 13 de maio. Uma das ações foi a apresentação da Orquídea Acif, um tipo de Laelea purpurata, que também é a flor símbolo de Santa Catarina e de Florianópolis. O presidente da Acif, Sander de Mira (E) foi o primeiro a receber uma muda de presente, entregue pela coordenadora do projeto, Eneida Goss (C), acompanhada do coordenador da comissão do centenário, Doreni Caramori Junior (D). Também foram lançados o carimbo e o selo do centenário (imagens abaixo), mais o hotsite com a programação. O carimbo será usado pela entidade e o selo estará disponível nos Correios por todos os colecionadores interessados e também será usado em correspondências no país.

Acif, divulgação

Acif, divulgação

Acif, divulgação

Acif, divulgação

Acif no ritmo do centenário

18 de janeiro de 2015 0

A Associação Comercial e Industrial de Florianópolis (ACIF) apresentará quarta-feira, às 11h, no Palácio Cruz e Souza, Centro da cidade, o calendário de ações comemorativas do seu centenário. A programação inclui uma série de eventos e ações ao ano todo, entre as quais o lançamento de um selo e de um carimbo postal personalizados com a marca dos 100 anos. O selo será utilizado nos postais da entidade e estará à disposição para colecionadores na agência central dos Correios.

Acif critica indícios de corrupção em Florianópolis

30 de novembro de 2014 2

A festa de encerramento do ano da Associação Comercial e Industrial de Florianópolis (Acif) sábado à noite, no CentroSul, contou com duras críticas do presidente da entidade, Sander DeMira, aos supostos casos de corrupção que estão sendo apurados pela Polícia Federal envolvendo a Câmara de Vereadores, prefeitura e empresas na Operação Ave de Rapina. O prefeito Cesar Souza estava no evento, ouviu o discurso do empresário e defendeu apuração dos fatos.

– A cidade vive um momento de muito tumulto e vem acompanhando com tristeza e decepção o desenrolar da investigação que aponta que alguns políticos transformaram contratos públicos em lucro privado. A Câmara deve perceber que sua imagem está desgastada e precisa mudar para representar os anseios da sociedade. Nos próximos dias, haverá uma movimentação na cidade e a Acif vai se posicionar – disse Sander DeMira.

Segundo ele, a entidade não tolera mais aumento da carga tributária. DeMira citou o Impostômetro da Acif que registrou sábado arrecadação em Florianópolis de R$ 1,3 bilhão para a União, Estado e Município. Para o empresário, 2014 foi um ano de grandes conquistas da Acif e a principal foi a derrubada do aumento do IPTU.

Acif faz festa de fim de ano hoje

29 de novembro de 2014 0

A tradicional festa de final de ano da Associação Comercial e Industrial de Florianópolis (Acif) será hoje, a partir das 20h30min, no CentroSul. O evento, que reunirá associados, parceiros e convidados, dará a largada para as comemorações do centenário da entidade, em 2015. O presidente Sander DeMira avalia que 2014 foi um ano de forte atuação da entidade.

- Participamos de momentos importantes para a vida da cidade, como as discussões sobre impostos, o andamento de obras e equipamentos essenciais para o desenvolvimento de Florianópolis, sem deixar de pensar nas questões do empresariado e na qualificação do mercado – afirmou o empresário.

Acif comemora 99 anos e faz homenagens

21 de maio de 2014 0

 acif997

A Associação Comercial e Industrial de Florianópolis (Acif) fez entraga de homenagens na festa dos seus 99 anos ontem à noite. As distinções foram para o tenente-coronel Sidnei Schmidt (E), do Proerd; Beto Barreiros, do Box 32; o presidente da Acif, Sander DeMira que acompanhou os premiados; Rodolfo Pinto da Luz, secretário de Educação de Florianópolis; Maria Stella Bittencourt Andrade e Dalmiro Francisco Andrade, sócios da Andra Uniformes; jornalista Moacir Pereira, do Grupo RBS. O professor Rodolfo da Luz recebeu a Ordem do Mérito Empresarial, Beto Barreiros e a família Andrade, a medalha Karl Hoepcke, Moacir Pereira e Schmidt, a medalha Emilio Blum.

Os cem dos 100 anos
Ao comemorar os seus 99 anos de atuação ontem, a Associação Comercial e Industrial de Florianópolis anunciou que uma comissão de cem associados vai coordenar as festividades do centenário. Segundo o presidente da entidade, Sander DeMira, serão Os cem dos 100 anos. Com 3,3 mil associados, a Acif vai festejar a data com dois grandes projetos à cidade no ano que vem.

Contra a alta de impostos
O empresário Doreni Caramori, que falou em nome do conselho superior da Acif no evento de ontem, destacou a força da entidade que conseguiu mobilizar a cidade e derrubar o aumento do IPTU este ano. Foi aplaudido. A luta contra a elevação da carga tributária é consenso entre empresários de SC e as próximas propostas serão pela redução dessa carga.

Acif é exemplo da força do associativismo

20 de maio de 2014 0

A Associação Comercial e Industrial de Florianópolis (Acif) chega aos 99 anos moderna e em sintonia com o mundo empresarial que representa. São diversos setores, em diferentes regiões, o que motivou a criação de cinco regionais. A associação tem, também, quase duas dezenas de núcleos setoriais e presta uma série de serviços relevantes aos seus associados e à comunidade. O evento de aniversário será hoje à noite, a partir das 19h30min, no Teatro Pedro Ivo, onde são esperadas cerca de 800 pessoas.

O presidente da entidade, Sander de Mira, dará a largada para a preparação das comemorações do centenário, que será no ano que vem. Ao chegar aos 100 anos, a Acif se une ao seleto grupo das entidades centenárias do Estado,que já é integrado pela Associação Empresarial de Blumenau (Acib) e a Associação Empresarial de Joinville (Acij).

Acif e prefeitura

12 de dezembro de 2013 0

O relacionamento entre a Associação Comercial e Industrial de Florianópolis (Acif) e o prefeito Cesar Junior vai bem. Ele cedeu para a entidade uma cadeira no conselho da prefeitura que se reúne uma vez por semana para discutir temas relevantes.

– Nós convergimos ou divergimos de forma construtiva – disse o presidente da Associação, Sander de Mira.