Pular a barra do clicRBS e ir direto para o cabeçalho.
 

Posts com a tag "sebrae/sc"

O made in SC na passarela da São Paulo Fashion Week

21 de outubro de 2015 0

 

MARCELO SOUBHIA /FOTOSITE, DIVULGAÇÃO

MARCELO SOUBHIA /FOTOSITE, DIVULGAÇÃO

Esta edição da São Paulo Fashion Week tem sabor de vitória para mais de uma dezena de indústrias de SC. Segunda à noite, no desfile da coleção do renomado estilista Ronaldo Fraga, inspirada no amor, estrearam na maior semana de moda da América Latina dez empresas do polo calçadista de São João Batista: Século XXX, Ana Aguiar, Via America, Show Rio, Di Marce, Aye Aye, Menina Rio, Contramão, Formatt Embalagens e a indústria de solados Planeta Pé. Fraga usou estampas da RenauxView, de Brusque em looks com jacquard. Na foto, calçado da Século XXX e vestido composto com etiquetas tecidas pela blumenauense Haco. 

Além disso, as marcas de moda Liverpoll e Parco participam do SPFW como expositoras. Mais três empresas, a Gisele Pietro Acessórios, Chamelle e Pera participam de uma missão empresarial no evento. Tanto o trabalho do polo calçadista quanto o de moda têm assessoria e apoio financeiro do Sebrae/SC.

Leia as últimas notícias

Bellacatarina inaugura loja nos EUA e outros destaques desta quarta

07 de outubro de 2015 0

DO TESOURO

Um dos avanços da Fazenda do Estado foi a mudança no processo de contratação dos serviços de arrecadação, que inclui 11 instituições financeiras. Foi alterada a vigência dos contratos de 12 para 60 meses. Com isso, em cinco anos, o Tesouro de SC prevê que terá liberado 500 horas de trabalho; economizado 18 mil folhas A4, dispensado 44 pareceres jurídicos.

ROTA ITÁLIA

Enquanto os estaleiros participaram da Boat Show de SP, comitiva da Acatmar e do Sebrae/SC esteve no Salão Náutico de Gênova, Itália. Divulgou o potencial de turismo náutico do Estado. Em material impresso em inglês, italiano e português, foram informadas opções de passeios de escuna, marinas e outras.

EM MIAMI

A Bellacatarina, loja de móveis e decoração de alto padrão de Florianópolis, será multinacional. Vai inaugurar uma unidade nos Estados Unidos. Com móveis e decoração 100% brasileiros, a loja será instalada em Miami e será chamada OVOO, em parceria com loja homônima do Rio de Janeiro. Quem vai administrar a loja serão os filhos do empresário Milton Bordin, Gabriel e Mateus, que já trabalham na loja de SC.

Leia as últimas notícias

Avanço do setor náutico projeta vocação de SC

07 de outubro de 2015 0

Com empresas criativas e belíssimos 500 quilômetros de costa, Santa Catarina atingiu a liderança nacional na indústria náutica nos últimos anos e, agora, consolida esta posição que promete um ciclo ainda mais dinâmico. Na São Paulo Boat Show, maior feira de náutica da América Latina, que se encerrou ontem (06), dos 25 estaleiros presentes, 12 eram catarinenses, 48% do total, apurou o administrador do Projeto Polo Náutico do Sebrae/SC, Roberto Tavares. Segundo ele, isso reforçou a nova posição do Estado identificada no primeiro mandato do governador Raimundo Colombo, em 2012, quando a Secretaria de Desenvolvimento (SDS), na época comandada por Paulo Bornhausen, passou a pesquisar a nova economia e apurou crescimento de 106% da receita do setor frente ao ano anterior, 2011, somando mais de R$ 1 bilhão.

Esse resultado foi alcançado em função dos estaleiros já instalados, como pioneiro Schaefer, fundado por Márcio Schaefer; o Fibrafort e outros; e, também, os multinacionais que vieram com apoio do governo de Luiz Henrique, como Azimut, Brunswick e Sasse Marine. Todos marcaram presença no SP Boat Show. A mostra teve, ainda, as participações do FS Yatchs e Singular Boats, além dos cinco apoiados pelo Sebrae: Gamer Náutica, M1 Yachts, Brasboats. Mastro D’Ascia e Sec Boats. Conforme Tavares, em 2013 SC contava com 48 estaleiros de todos os portes que geravam 1.293 empregos diretos em 2013. Mais dois, de pequeno porte, estão fazendo contato para se instalar no Estado.

O clima na SP Boat Show foi de otimismo, mas o organizador Ernani Paciornic disse que as vendas poderão ser iguais a da edição de 2014 ou até 10% menores, o que não é ruim diante da crise. O setor de carros recuou cerca de 30%.

Leia as últimas notícias

Pequenos estaleiros de SC projetam R$ 10 milhões em vendas na SP Boat Show

06 de outubro de 2015 0
Foto: Juliana Mello Ferreira, divulgação

Foto: Juliana Mello Ferreira, divulgação

Não só os maiores estaleiros catarinenses e os multinacionais brilham na São Paulo Boat Show, o maior salão náutico da América latina que se encerra hoje (06). Cinco pequenas indústrias do setor, com apoio do Sebrae/SC, marcam presença na mostra com vendas expressivas. São a Gamer Náutica, M1 Yachts, Brasboats. Mastro D’Ascia e Sec Boats.Segundo o executivo do Sebrae que atende o projeto, Roberto Tavares, até ontem elas haviam encaminhado negócios da ordem de R$ 4 milhões e a estimativa é que, pelos contatos realizados, nos próximos seis meses somarão R$ 10 milhões.

Elas conseguiram firmar parcerias comerciais com profissionais da Bahia, Alagoas, Distrito Federal, São Paulo e Rio de Janeiro.

Tavares também destaca o poder do polo náutico catarinense na mostra: dos 25 estaleiros presentes, 12 são de Santa Catarina, número que representa 48% do total.

Leia as últimas sobre economia

Rota SC-Itália no setor náutico

06 de outubro de 2015 0

Enquanto estaleiros catarinenses participam da Boat Show de São Paulo, que se encerra hoje, comitiva catarinense no Salão Náutico de Gênova, Itália, divulga o potencial de turismo náutico do Estado. Em novo material impresso em inglês, italiano e português, são informadas opções de passeios de escuna, marinas e locais para a prática do mergulho no Estado. O material foi produzido em parceria entre o Sebrae/SC e a Associação Náutica Catarinense para o Brasil (Acatmar). 

Leia as últimas notícias

Modelo alemão de pequena empresa

21 de setembro de 2015 1

É unanimidade que a Alemanha tem um dos melhores modelos de desenvolvimento econômico do mundo, com peso expressivo de médias e pequenas indústrias inovadoras tocadas por engenheiros e técnicos altamente qualificados, ao lado de grandes players globais. Se no futebol o país venceu o Brasil por 7 a 1, na indústria inovadora a vantagem dos alemães é muito maior do que isto. Foi para buscar uma aproximação maior com o modelo do país europeu e encaminhar parcerias que foi realizado ontem (20) um fórum da pequena empresa entre os dois países. Entre os representantes do lado brasileiro, o presidente da Fiesc, Glauco José Côrte, e o superintendente do Sebrae/SC, Carlos Guilherme Zigelli.

Um dos temas foi o plano do Senai de trazer para o Brasil o sistema dual de ensino técnico alemão. Entre os obstáculos, a necessidade de adaptar à legislação. Enquanto um técnico brasileiro estuda 1,5 mil horas, o alemão estuda 4.580 horas. Pelos resultados da Alemanha, vale a pena fazer essa adaptação.

Calçados para exportar
Polo de calçados femininos com mais de 40 anos de atuação e 10 empresas exportadoras, São João Batista está no encontro Brasil-Alemanha para fazer contatos com potenciais importadores do país europeu. Estão no evento o secretário de desenvolvimento do município, Plácido Vargas; o sócio da marca Século XXX, Wanderley Zunino, e o diretor executivo do sindicato do setor, Rosenildo Amorim.

Imigração germânica
Momento Brasil-Alemanha foi o evento do Shopping Mueller, que mostrou na sua praça central de sexta até ontem (20) um pouco da cultura dos imigrantes alemães, como trajes típicos, gastronomia e outros itens. Quem estava no estande do shopping eram a rainha da Festa do Colono de Pirabeiraba, em Joinville, Rafaela Bauer, e a primeira-princesa do evento, Fernanda Fones.

Leia as últimas notícias

Santa Catarina é atraente para indústrias alemãs de máquinas

20 de setembro de 2015 0
VDMA, divulgação

VDMA, divulgação

Entre as entidades empresariais alemãs que participam do Encontro Econômico Brasil-Alemanha amanhã e terça, em Jjoinville, está a VDMA, que reúne a poderosa indústria de máquinas do país, a mais forte da Europa. Em entrevista para o blog, o diretor-executivo da entidade no Brasil,Tthomas Ulbrich (foto), diz que a crise preocupa, mas o foco é o longo prazo. Segundo ele, SC é atrativa para investimentos.

Qual é a abrangência da VDMA e quais são as expectativas da entidade para o Encontro Econômico Brasil Alemanha em Joinville?

A VDMA é a maior associação industrial da Alemanha, congrega mais de 3 mil empresas fabricantes de máquinas e instalações. Tem escritórios nos mais importantes mercados de exportação de máquinas como China, Índia e Rússia. No Brasil está desde 2013 e reúne cerca de 200 empresas. Promove a troca de informações e a defensa de interesses dos associados, especialmente de empresas de pequeno e médio porte. O Encontro Econômico é um evento bilateral muito importante, a principal plataforma para troca de informações e networking.

O senhor vai moderar um workshop terça-feira sobre a NR 12, norma de segurança exigida para máquinas e equipamentos. Por que essa norma gera tanta preocupação?

A norma NR 12 exige adequações técnicas nas máquinas importadas e exportadas, bem como nas máquinas existentes já em operação. Estas adequações, apesar de serem tecnicamente variáveis, encarecem o produto, podendo tirar a competitividade. Nas máquinas em operação, há riscos de interdições pelos fiscais, em muitos casos não preparados para sua tarefa. A norma carece de compatibilidade com normas de segurança já existentes no mundo. Falta um manual da norma oficialmente reconhecido, usado por todos os envolvidos. Este assunto vai causar muita dor de cabeça no futuro, mesmo não sendo, neste momento, o item número um na agenda de prioridades. Os fabricantes sentem isso, e assim os eventos temáticos da VDMA sobre a norma NR 12 atraem cada vez mais público. O objetivo é unificar as normas técnicas europeias e brasileiras para que não existam barreiras de mercado, nem na importação nem na exportação.

De que forma a crise está afetando as empresas alemãs que atuam no Brasil?

As empresas alemãs, em particular as de máquinas, estão no Brasil há muitas décadas e vieram para ficar. Conhecem os altos e baixos do mercado brasileiro e sabem que toda crise que tem seu final. Quando e retomada acontece, é preciso estar preparado. Caso contrário,o concorrente toma seu lugar. Na atual fase do Brasil elas enfrentam dificuldades. Fazem ajustes e adequações, inclusive algumas demissões. Felizmente, no setor de máquinas, não podemos falar de uma onda de demissões. Enquanto a investimentos novos, sempre há reinvestimentos na capacidade instalada, sem os quais as empresas perderiam a competitividade. Estas estão ocorrendo, muitas já foram decididos antes da crise. Inclusive grandes investimentos, vejam as fábricas da BMW em Joinville (Araquari), da Mercedes em São Paulo e da Audi, em Curitiba. Quanto a futuros investimentos, o Brasil sempre será um país atraente, com segmentos crescendo. Um exemplo são produtos para energias renováveis, máquinas para embalagens e outras. Assim, as empresas não vão virar as costas ao país. Evidentemente, a atual crise não está favorecendo decisões de curto prazo.

Como avalia o potencial catarinense para atrair investimentos da Alemanha?

Há grandes empresas alemãs no Estado: BMW, Netzsch, Bosch e Siemens (com tecnologia médica). Com certeza, o parque de fornecedores que eles criaram também favoreceu empresas catarinenses. Santa Catarina é atraente para os associados da VDMA porque oferece condições favoráveis a investimentos. Isto inclui o alto nível de educação da população e forte influência europeia local, que se traduz em uma cultura de negócios mais parecida com a da Alemanha.

Devido a desvalorização do real e de outros fatores, os ativos no Brasil estão baratos. Isso aumenta o interesse de investidores alemães em aquisições ou eles preferem próprios projetos?
Este é um aspecto bem interessante que podemos abordar nas nossas reuniões com as empresas associadas, para analisá-lo mais profundamente! Antes de fazermos propaganda. Por enquanto, acho que as empresas estão mais preocupadas com os ajustes e adequações. Como o desfecho da crise ainda não está nada claro, penso que isso ainda não está bem no foco das empresas. Para isso, é preciso ter mais confiança. A atual crise provoca muitas dúvidas para quem não conhece tão bem o Brasil.Para isto o nosso escritório está oferecendo apoio aos associados. Como também para um melhor entendimento das condições gerais no Brasil.

Na visita da chanceler Angela Merkel ao Brasil, em agosto, os dois países alinharam parcerias estratégicas em pesquisa e inovação. Há projetos em andamento envolvendo a VDMA ou empresas associadas a ela no país nesses segmentos?
O respaldo da política ao mais alto nível é muito importante, sim essencial, para o ambiente de negócios. As relações bilaterais sempre foram entre as melhores. A agenda política entre os dois países é positiva. A Alemanha foi no passado, está sendo e sempre poderá ser um parceiro ideal para transferência de tecnologia e projetos de inovação, ambas áreas ainda carentes no Brasil.Os nossos membros vivem da inovação. A VDMA tem uma central de cooperação em qual juntamos empresas mundialmente junto a tecnologia “Industrie 4.0”. Nos estamos apoiando as nossas empresas aqui no Brasil e também na Alemanha de investir em inovações para que o setor de máquinas continue on top!

Como pequenas empresas podem fornecer para estatais

17 de setembro de 2015 0

Com o objetivo de aproximar micro e pequenas empresas (MPEs) de estatais para facilitar negócios, o Sebrae/SC, numa parceria com a prefeitura de São José, vai realizar na próxima quarta-feira,23, o seminário Fomenta para MPEs da Grande Florianópolis. Durante todo o dia, representantes da Celesc, Casan, Corpo de Bombeiros, Polícia Militar, secretarias de Estado, prefeituras e outras instituições vão mostrar regras seus fornecedores precisam cumprir para produtos e serviços. O seminário faz parte do movimento Compre do Pequeno Negócio que visa estimular o consumo de pequenas empresas locais. Essa prática, além de dinamizar mais a geração de riqueza regional, é mais ecológica porque gera menos impacto ambiental.

Leia as últimas notícias 

Negócios com a alemães e outros destaques desta quarta-feira

02 de setembro de 2015 0

O encontro econômico Brasil-Alemanha será de 20 a 23 deste mês em Joinville, mas a cidade já atrai atenções de empresas alemãs. Indústrias da baviera participam da intermach, feira que acontece na expoville até sexta (04). O cônsul honorário da Alemanha para o norte de SC, Rodrigo Bornholdt, recebe empresários e diplomatas do país europeu esta semana.

MODA
Empresas de moda de Ilhota que participam de programa do Sebrae/SC vão expor suas coleções no Ilhota Fashion Day. O evento é para lojistas e profissionais de moda. Reunirá 22 marcas no Estaleiro Guest House, dia 15 de setembro, em Balneário Camboriú.

LUZES
Com design diferenciado em luminárias comerciais e residenciais, a Luciin Iluminação, de São José, abriu seu primeiro showroom fora de SC. Baseado em São Paulo, o espaço expõe 150 dos 900 produtos do da marca, divididos em três linhas.

CONTRA FEIRAS DO BRÁS
Tanto cidades quanto lojistas catarinenses querem coibir a realização de feiras itinerantes em Santa Catarina. Nesta sexta-feira (04) , o secretário de Desenvolvimento Econômico, Carlos Chiodini, e o presidente da Federação Catarinense de Municípios (Fecam), José Caramori, firmaram acordo de cooperação para regulamentar essas feiras itinerantes, conhecidas como Feiras do Brás.

OBJETIVOS DO MILÊNIO
As seis organizações selecionadas no edital 8 Jeitos de Mudar o Mundo, campanha de mobilização de recursos em prol dos Objetivos do Milênio, apresentam na manhã de hoje os resultados de projetos na sede da Tractebel Energia. O movimento Nós Podemos Santa Catarina mobilizou R$ 455.788, dos quais foram R$ 54.564 em recursos financeiros para os projetos.

TURISMO PREMIADO
Projetos encantadores de prefeituras e associações conquistaram o Prêmio Top Turismo ADVB/SC. Os vencedores são a Associação Náutica Catarinense, Associação das Micro e Pequenas Empresas de Brusque e Região, Associação Visite Pomerode, Centrosul, Sebrae/SC e as prefeituras de Florianópolis, Água Doce, Lages e São Francisco do Sul. A entrega será dia 29 de setembro no Beto Carrero World.

Leia as últimas notícias 

Sebrae/SC recebe troféu pelo trabalho no Oeste

22 de agosto de 2015 0
Sebrae/SC, divulgação

Sebrae/SC, divulgação

O trabalho do Sebrae/SC voltado ao desenvolvimento econômico sustentável de pequenos negócios em Chapecó foi reconhecido com o troféu O Desbravador, em premiação promovida pela prefeitura. A distinção foi recebida pelo superintendente do Sebrae em SC, Carlos Guilherme Zigelli (C), o gerente de Empreendedorismo e Inovação Urandí Boppré (E) e o coordenador no Oeste, Enio Parmeggiani (D). A partir de Chapecó o Sebrae atende 54 municípios com incentivo à gestão inovadora.

Leia as últimas notícias

Pomerode tem semana de atenção ao empreendedorismo

21 de agosto de 2015 0
Prefeitura de Pomerode, divulgação

Prefeitura de Pomerode, divulgação

Pomerode dedicou esta semana a ações de incentivo para os empreendedores individuais, numa iniciativa com apoio do Sebrae/SC. O trabalho contemplou também empresários de outros municipios da região. Foram realizadas as oficinas Sei planejar, Sei Empreender, Sei Comprar, Sei Administrar e Sei Unir Forças.

Entre as empresárias que participam da semana está Dorli Arlete Sausen que deixou do emprego há dois meses para abrir o negócio próprio. Ela acaba de inaugurar a Leve & Saudável, que fabrica produtos para veganos, intolerantes e alérgicos. Pesou na decisão o fato de ela ter decidido, há dois meses, não consumir mais produtos de origem animal. Segundo ela, a alimentação vegana melhorou a saúde, eliminou doença respiratória e ajudou na perda de peso. A Leve & Saudável produz massas, pães, biscoitos, e pratos prontos para padarias e confeitarias de Pomerode e Blumenau. Segundo a prefeitura de Pomerode, o município possui 600 microempreendedores individuais, dos quais 250 são mulheres.

Leia as últimas notícias

Turismo de observação de baleias e outros destaques desta segunda-feira

10 de agosto de 2015 0

Por Julia Pitthan*

Combate à sonegação
A Secretaria da Fazenda conseguiu recuperar para os cofres do Estado R$ 11 milhões em ICMS de um único contribuinte da região de Joinville. A fiscalização foi realizada pelo grupo especialista em comércio exterior. A mesma equipe de auditores fiscais já havia recuperado r$ 17 milhões de outras três empresas de Joinville, Gaspar e São Francisco do Sul.

Baleias
O projeto de Fortalecimento do Turismo de Observação de Baleias no Litoral Sul catarinense foi lançado oficialmente no sábado, na Praia do Rosa, em Imbituba. Iniciativa do Sebrae/SC, o trabalho vai partir de um diagnóstico da situação turística de três municípios no Sul do Estado: Laguna, Imbituba e Garopaba. O Sebrae/SC vai coordenar 15 mil horas de consultoria, além de palestras e cursos nas áreas de gestão, marketing, administração, vendas, atendimento, finanças, inovação e tecnologia.

Visita
A Casan tem nesta semana mais uma rodada de negociações com representantes da Agência de Cooperação Internacional do Japão (Jica). De hoje até sexta-feira, técnicos da agência vão participar de reuniões com equipes da Casan e fazer visitas a Balneário Barra do Sul e Bombinhas, onde serão implantados sistemas de esgotamento com recursos da agência.

Leia as últimas notícias

* A colunista Estela Benetti está em férias até dia 19 de agosto, neste período a jornalista Julia Pitthan assume como interina.

Diretor de Administração do Sebrae/SC participa, nos EUA, de missão de benchmarking sobre negócios sociais

16 de julho de 2015 0

O diretor de Administração do Sebrae/SC, Sérgio Cardoso, participa, nos EUA, de missão de benchmarking sobre negócios sociais. A programação inclui visitas a cidade de Burlington, BOP Global Network, BID, Bird, Instituto de Aspen e outros.

Leia as últimas notícias sobre o Sebrae/SC

Incubadora para Microempreendedores Individuais

18 de setembro de 2014 0

Jaraguá do Sul é a primeira cidade do Brasil a criar uma incubadora para Microempreendedores Individuais (MEI). A iniciativa resultou de parceria entre a prefeitura e o Sebrae/SC vai facilitar a formalização desses negócios.