Pular a barra do clicRBS e ir direto para o cabeçalho.
 

Mistério na Alemanha: o que uma carteira perdida faz durante cinco meses passeando por Berlim?

31 de agosto de 2015 2
Tudo no lugar: todos os cartões ainda estavam na carteira

Tudo no lugar: todos os cartões ainda estavam na carteira

A Alemanha é um país relativamente seguro, mas isso não significa que se possa baixar a guarda. Os assaltos a mão armada são raros, mas Berlim já registra crimes dessa natureza no metro. O mais comum, no entanto, são furtos: os famosos batedores de carteira ou aquela bolsa deixada fora da vista por 30 segundos e que se vai.

Tive uma experiência bem chata este ano. Coloquei a carteira no bolso da jaqueta – coisa que não se deve fazer!!! – e até agora não sei se caiu do meu bolso e foi levada ou se foi sorrateiramente subtraída do meu bolso. Foram poucos minutos entre eu entrar em um supermercado – e usar uma moeda para pegar um carrinho, como contei aqui – e me dar conta que estava sem ela. Perguntei para todo mundo do mercado se alguém tinha visto, incluindo funcionários e clientes, e nada. Sumiu como um raio. Isso foi no dia 11 de março.

Saí correndo do mercado, cancelei cartões, fiz boletim de ocorrência. Depois de umas três semanas a polícia me mandou uma carta dizendo que tinha investigado e não havia encontrado nada. Isso porque a carteira foi levada de um lugar com câmeras em todos os corredores que, claro, servem apenas para que nós, ladrões, não levemos nada de suas prateleiras. Ok, esse comentário foi azedo, mas é bem chato saber que essa vigilância toda é uma via de mão única. Bom, andei para cima e para baixo atrás dos documentos novos: cartões do banco, do plano de saúde, identidade e afins. Já tinha esquecido a história toda até sexta-feira.

Eu já escrevi o quanto detesto meu plano de saúde aqui na Alemanha e, por isso, quando recebo qualquer carta deles fico de mau humor antes de abrir. Bom, na sexta-feira recebi mais uma. E então abro a tal da carta já pensando no quanto a mais querem me cobrar ou que documento estão pedindo dessa vez. Mas não, nada disso: foi a carta mais diferente de todas…

O plano de saúde (que tem o escritório sei lá eu onde) recebeu um aviso do setor de achados e perdidos da companhia de transporte público de Berlim dizendo que acharam alguma coisa minha! Me deram o número do objeto e o endereço para buscar. Fui hoje de manhã lá e, tchammm: minha carteira, inteirinha, com tudo dentro, exceto o dinheiro, claro.  Detalhe para traçar o perfil do criminoso (a): como eu adoro escrever cartões, tinha selos postais na carteira. Esses não foram levados.

Fiquei curiosa e perguntei como tinha sido encontrada, depois de tanto tempo. A moça do achados e perdidos também se intrigou com a história: a carteira foi achada em um ônibus que faz a linha do aeroporto Tegel para a Alexanderplatz no dia 13 de agosto. Como assim? Por onde a carteira andou por cinco meses e dois dias!? Aceito modelos teóricos nos comentários!

Bom, e para fechar, sei que no Brasil os Correios oferecem esse serviço, mas não sei até que ponto procuram as pessoas. A prefeitura deveria disponibilizar um serviço assim e usar redes sociais – ou intermediar o contato com os prestadores de serviço dos documentos achados – para localizar o dono. O tal do achados e perdidos daqui cobra uma taxa de serviço: 1 euro para coisas pequenas, 2,50 para carteiras e bolsas, 7 euros para equipamentos eletrônicos e eu acho mais do que justo pagar essa taxa.

Nos dias seguintes ao furto, eu procurei vários postos de achados e perdidos de Berlim e nada. Não voltaria a procurar depois de tanto tempo e, no entanto, a coisa apareceu. Quando eu desisti de procurar minha carteira, ela sentiu saudades e resolveu me procurar!

Comente

comentários

Comentários (2)

  • Vera Gomes diz: 1 de setembro de 2015

    Oi Ivana, vi seu post no Brasileiros em Berlim, também moro por aqui. Gostei da história e vou seguir seu blog. Eu acho que a sua carteira tava fazendo turismo mesmo esse tempo todo! :-)

  • Marcos diz: 1 de setembro de 2015

    Bom dia, Ivana! Acho que sua carteira, assim que foi furtada, foi sucessivamente furtada naquelas de ladrão que rouba ladrão, hehehe… Na verdade imagino que a pessoa deve ter pego o dinheiro e deixou a carteira em algum lugar. Alguém viu, pegou e, como não tinha dinheiro, deixou em outro lugar até que um turista e ladrão de ocasião, viu que não ia conseguir nada já que não tinha dinheiro dentro e, indo para o Aeroporto Tegel, deixou no ônibus em uma mistura de vergonha e arrependimento.

Envie seu Comentário