Pular a barra do clicRBS e ir direto para o cabeçalho.
 

Sobre a quinta rodada da Superliga

09 de dezembro de 2012 1

Feminino – Sexta-feira

Logan e Natália foram os nomes da sexta-feira. Uma para o bem e a outra para o mal.

Essa é a analogia que faço das atuações das ponteiras do Unilever na partida de sexta-feira contra o Banana Boat/Praia Clube.

Logan, nas horas decisivas, justificou sua fama e sua contratação. Natália teve momentos daqueles de se perguntar porque ficou em quadra até o final.

A cubana Herrera, do Banana Boat, mandou no jogo. E o time teve azar dela ir para o fundo de quadra na hora decisiva do jogo. Naquele momento do quinto set, Logan apareceu e desequilibrou.

Fofão jogou demais. A melhor do time, na minha opinião.

Resultados da rodada:

Unilever 3×2 Banana Boat/Praia Clube; São Cristóvão 0×3 Pinheiros; Amil 3×0 São Bernardo; Usiminas/Minas 2×3 Sesi e Rio do Sul 0×3 Sollys/Nestlé.

Masculino

Assisti a dois jogos.

No jogo do Super Imperatriz contra o Medley, apesar do Rivaldo ter dado na bola, para mim quem jogou muito foi o Renato Pato. É um jogador que não aparece, mas rodou bolas importantes e sempre equilibra o time.

A vitória por 3×0 do Medley apenas mostrou a diferença entre as equipes. Principalmente na recepção. O Super Imperatriz com Thiagão e Dirceu sofre demais com o passe. Aliás, quem sofre mesmo é o levantador Gelinski.

Outro jogo que assisti foi Sesi contra RJX. Apesar dos altos e baixos, o RJX hoje tem um time mais equilibrado e menos irregular.

Para o Sesi, lamentável que Giovane só tenha enxergado quando o quinto set já tinha ido para o vinagre que Lorena não acertava nada desde o meio do quarto set.

Esse foi o fator decisivo para a virada do RJX. O Sesi vinha vencendo por 2×1, ganhava bem o quarto set, mas Lorena parou. Giovane não viu e o resultado foi perder dois pontos que estavam na mão.

Outros resultados: Volta Redonda 3×1 Vivo Minas; São Bernardo 3×1 UFJF e Móveis Kappesberg/Canoas 3×0 Vôlei Futuro.

Na segunda-feira já tem a sexta rodada.

Bookmark and Share

Comentários (1)

  • Rogerio diz: 10 de dezembro de 2012

    Vi o jogo do “Super” Imperatriz no sábado (na realidade, estava esperando a inauguração da Arena do Gremio – que maravilha) e como não podia ser diferente, decepcionante. Um time fraco, apático, sem motivação, entregue ao asversário. Vejo que está faltando comando na equipe. Acho bom o Douglão procurar outra profissão, pois a de técnico é muito ridicula. Vi o Pacheco dar uma surra no “Douglinhas”. O Murilo fazia sempre a mesma jogada – bola na ponta pro Rivaldo. E a equipe do Imperatriz (não tem nada de super) parecia uma nobre sentadinha no trono esperando o jogo acabar. Não é possível que os jogadores não se sinta mal com uma derrota deste porte. O que fazer com jogadores como o Dirceu, Rafa, Thiagão, Leo, Kaio, Bob (esse tá ridiculo – se esperava um pouco mais – é verdade que ele está decadente – mas por este jogo ele simplesmente não existe). O que este time faz nos treinamentos – se no jogo não existe recepção, bloqueio, ataque. Desta maneira é impossível almejar algo melhor que o 11 primeiro lugar. Ou o time toma vergonha na cara e resolve treinar funadamentos (a solução é conseguir um técnico de qualidade) ou vão disputar o último lugar.

Envie seu Comentário