Pular a barra do clicRBS e ir direto para o cabeçalho.
 

A rodada que devolveu o RJX à liderança e colocou o Vivo/Minas em quarto

01 de fevereiro de 2013 0

A rodada tinha, no meu entender, três jogos chave.

O jogo mais importante da Vila Leopoldina entre Sesi e Sada, vencido pelo Sesi por 3×1, não posso comentar nada porque ninguém viu a não ser quem foi ao ginásio (Crevilari, você foi?); O jogo entre São Bernardo e Vivo/Minas que dependendo dos outros poderia dar (e deu) ao Minas o quarto lugar; E o jogo do até ontem invicto em casa Vôlei Futuro contra o RJX que já entrou sabendo o que precisava para retomar a liderança.

Nesse jogo, do RJX, o set que definiu o jogo foi o primeiro.

Num set, no qual meu querido Espikalsky até amarelo aplicou a Vini (?)…meu filho me chamou naquela hora…(resposta ao blogueiro do Uol que tem chamado a arbitragem de frouxa?).

Quem definiu o set? Lucão. Claro. Jogo empatado, 23×23, um ataque, um bloqueio e as coisas claras para o time de Araçatuba que podia tentar mas iria esbarrar no melhor jogador, hoje, do Brasil.

No  jogo de São Bernardo a derrota em casa para o Vivo/Minas por 3×0 coloca o time do ABC a perigo e ascende ao quarto lugar na tabela o time mineiro que tem pela frente no domingo o Sesi na Vila Leopoldina num jogo de seis pontos (com transmissão do Sportv).

O time de Horacio Dileo está crescendo, como eu escrevi lá no ano passado. Num dia bom pode vencer qualquer um e me parece que o treinador argentino sabe (e muito bem) o que faz.

Nos outros jogos o Medley/Campinas do meu querido amigo Marcos Pacheco suou diante da UFJF para vencer por 3×2 e despencou para o sexto lugar. Mesmo assim, do Minas em quarto com 30 pontos ao Medley em sexto com 29 a diferença é nada.

Tudo vai depender, como escrevi de como o Vivo/Minas for contra o Sesi, se segurar o time paulistano, a turma do bloco intermediário poderá vir babando na reta final até para buscar a diferença.

Outro jogo interessante que definiu a provável desclassificação do Super Imperatriz Vôlei foi a vitória em Floripa do Volta Redonda por 3×0.

Sobre o time de Floripa, tudo o que tinha para escrever escrevi antes do campeonato e até fui bastante criticado por alguns internautas que não entenderam o escopo do escrevi. Mas, a montagem do time para esse ano tinha o objetivo de não deixar o projeto morrer. E nisso, Renan estará terminando a temporada exitoso.

O time do Voltaço parecia morto, mas está a apenas três pontos do Vôlei Futuro (hoje o oitavo) e quatro pontos do São Bernardo (em sétimo). Numa rápida análise da tabela que terá pela frente vê-se que ainda dá: Canoas (fora), Pinda (casa), Medley (casa), Vôlei Futuro (casa), São Bernardo (casa) e Sesi (fora).

Portanto, se eu tivesse que apostar uma graninha numa das três equipes (SB, VR, VF) hoje, apostaria no Voltaço.

No último jogo para comentar o Móveis Kappesberg/Canoas atropelou o Funvic/Midiafone por 3×0 e manteve a ótima campanha em casa. No sábado, os meninos dirigidos por Paulão terão a difícil missão de enfrentar esse emergente Volta Redonda.

E por último, será que o pessoal da CBV tem lido meus posts porque não mais erram o P2 colocando Sérgio Negrão como técnico? Mas, na relação da equipe no Site ainda consta Serginho como o treinador e Fadul como assistente.

Bookmark and Share

Envie seu Comentário