Pular a barra do clicRBS e ir direto para o cabeçalho.
 

Unilever e Sollys sairam na frente e chegarão na final

10 de março de 2013 1

O voleibol feminino é a minha praia. Trabalhei por quinze anos ali. Mas, saber de antemão quem vai fazer a final ano após ano e ler e ouvir que o ranking de jogadoras nivela o campeonato é dureza.

Mas, vou ater-me aos jogos.

Ontem, a vitória do Sollys/Nestlé sobre o Amil teve mais ou menos o mesmo molde que a vitória do Unilever sobre o Sesi na sexta-feira. Os vencedores perderam o primeiro set, adaptaram seu jogo ao adversário e venceram. Simples assim.

No Sollys gostei de Sheilla e Jaqueline, alé de perceber em Camila Brait a volta da velha forma que me fez admirá-la e pedir sua titularidade na seleção.

No Unilever, gostaria de escrever um pouco sobre Natália, que aparentemente tem retornado à velha forma. Na partida de sexta, Natália fez 13 pontos de ataque em 28 bolas atacadas. Um desempenho até fraco para quem ela já foi.

Na rede, Natália parece precisar recuperar a confiança. Mas, o desempenho impressionante dela foi na defesa: 20 bolas defendidas e dessas 17 excelentes em ótimas condições de levantamento – um desempenho melhor que sua companheira líbero.

Aqui nota-se evolução num fundamento treinado muito quando Natália não podia saltar em decorrência ao problema na canela. Ainda lhe falta certo trejeito e fino trato na manchete para passar.

Mas sua evolução física é notória o que mais deixa clara a forma como foi a Londres.

O triste é que teremos que esperar muito para vermos só mais uma partida entre Sollys e Unilever. Não dá para fazer um abaixo-assinado e mudarmos agora essa história?

Atenção: mudem aí – a partir do próximo final de semana faremos uma melhor de onze jogos entre as duas equipes. As outras duas que façam um jogo único para ver quem ficará em terceiro lugar.

Bookmark and Share

Comentários (1)

  • Rosangela Alvarenga diz: 11 de março de 2013

    Até tentei “secar” o time do Unilever, mas joguei a toalha… Enquanto o Talmo estiver no comando daquele grupo (qualquer grupo?), é impossível que façam frente ao time do Bernardinho.
    Depois que ele tirou a Tandara da quadra e deixou a Sassá no lugar, não tem como cogitar qualquer resultado positivo. Vamos combinar… A Tandara num momento ruim e jogando com um pé só, é mil vezes melhor do que a Sassá na sua melhor fase (que, obviamente, não é a atual).
    Sem mais.
    Abs!

Envie seu Comentário