Pular a barra do clicRBS e ir direto para o cabeçalho.
 

De scudetto a sulamericano de clubes

05 de maio de 2013 11

Hoje pode sair o novo campeão italiano. Caso vença a partida que começará às 12:30, hora de Brasília, o Trentino fechará a série diante do Piacenza e retomará o título que foi seu na temporada retrasada.

É uma boa oportunidade para ver em ação o levantador Raphael Oliveira, e outros grandes jogadores. Do lado do Trentino, os ponteiros Kaziyski e Juantorena são espetaculares. Do lado do Piacenza, o central cubano Simon, além de Papi, Fei e o levantador argentino De Cecco.

Em relação ao sulamericano feminino de clubes, meus queridos leitores que me desculpem mas meu precioso tempo não será gasto assistindo partidas nas quais o Unilever venceu set por 25×3. Isso mesmo, três pontos. Não faltaram dígitos. Não assisti jogo algum e nem assistirei. Se o time de Bernardinho perder algum set será um desastre ambietal de proporções irreversíveis. Assim, massacres desse tipo são cenas que não devem ser assistidas por pessoas menores de 120 anos.

De resto, o voleibol brasileiro não vai bem, obrigado. Apesar da CBV ter anunciado um grande calendário, com grandes modificações e previsão para os próximos três anos, tudo isso não passa de início de conversa. Pois, tudo depende de contratos ainda vigentes. Portanto, reuniões e mais reuniões foram realizadas, o tempo está passando e só os times que tem mais dinheiro estão contratando.

No masculino, Sesi e Sada estão reforçando-se. Os outros, incluindo o RJX que por força de problemas financeiros na OGX, está no mesmo marasmo e espera dos outros.

Enquanto isso, os jogadores do Volta Redonda continuam sem receber seus salários atrasados e pelas informações o Voltaço realmente se recusa também a pagar o último mês do contrato que seria abril.

A perguntinha que fica é: A CBV vai aceitar a permanência de um time que não cumpre seus compromissos com os jogadores na próxima temporada?

Bookmark and Share

Comentários (11)

  • Bento diz: 5 de maio de 2013

    O título italiano no ano passado foi ganhado do Macerata nao foi o Trentino.

  • João Lucas diz: 5 de maio de 2013

    “Se o time de Bernardinho perder algum set será um desastre ambiental de proporções irreversíveis”

    O desastre já aconteceu. Unilever perdeu um set para o Vélez.

  • Vinícius Crevilari diz: 5 de maio de 2013

    Se uniram por uma Superliga melhor, mas se esqueceram de se unirem pelos colegas de profissão por ficarem sem salários? Isso também melhora a Superliga.

  • Vinícius Crevilari diz: 5 de maio de 2013

    Só deixando claro que meu comentário anterior não foi nada contra seu texto. ;-)

  • Bento diz: 6 de maio de 2013

    Você está certo Rogerio! Desculpa li rápido demais ..
    Vi a final do Italiano e Raphael jogou muito mal.
    Se ele é o futuro segundo levantador na selecao estamos ferrados!

  • MARINA SOUZA diz: 11 de maio de 2013

    PARABÉNS PÉLA REPORTAGEM E PRINCIPALMENTE POR FALAR DO ABUSRDO DESSE CLUBE DE VOLTA REDONDA QUE NÃO PAGARAM 4 SALARIOS. ALÉM DA REDUÇÃO DO VALOR DO CONTRATO.
    ESSA NOTICIA TEM QUE SER LIDA E ESSES PILANTRAS QUE ESTAO DIRIGINDO O VOLEI NESTA CIDADE TEM QUE SEREM, PUNIDOS E NÃO MERECEM PARTICIPAR DA SUPER LIGA POIS SÃO INCOPETENTES, MAL CARÁTER E NÃO PAGAM
    A CBV NADA IRÁ FAZER, MESMO PQ NÃO TEM INTERESSE JÁ QUE NÃO VAI GASNHAR $ NADA COM ISSO
    MAS ELES IRÃO PAGAR TUDO ISSO E QUE NUNHUM ATLETA PASSE POR ISSO.

  • ANDRE LUIZ ALVES diz: 11 de maio de 2013

    Acredito que não haverão mudanças significativas, que possam melhorar as condições das equipes de menos investimentos, bem como proporcionar segurança aos seus respectivos trabalhadores que atualmente ainda brigam para receberem salários atrasados. Enquanto os lucros de comercial, patrocinadores e transmissões de TV não forem repartidos a todas as equipes de forma igual ou proporcional, dificilmente veremos mudanças. A confederação mandatária do voleibol brasileiro vai continuar lucrando e as equipes pequenas pedindo esmolas de porta em porta nas empresas atrás de patrocínio.

Envie seu Comentário