Pular a barra do clicRBS e ir direto para o cabeçalho.
 

Eles precisam

30 de junho de 2013 0

A Espanha venceu a Alemanha na final da Euro 2008 e na semifinal da Copa de 2010. Derrotou a Itália na Euro 2008, na Euro 2012, na final e por goleada, e agora na semifinal da Copa das Confederações. Itália, Alemanha e Brasil formam o trio de ferro do futebol mundial. Juntos têm 12 títulos em 19 Copas realizadas até aqui. Mais do que isso, somente em três finais destas 19 Copas, uma dessas três seleções não esteve presente _ em 1930, com Uruguai x Argentina, em 1978, com Argentina x Holanda, e em 2010, com Holanda x Espanha. Então é fácil compreender porque a hegemonia espanhola no futebol mundial precisa dar uma carimbada oficial na Seleção Brasileira. Os espanhóis sabem disso e vão lutar também por isso no jogo do Maracanã.

Nós queremos
Em matéria de futebol, todo brasileiro é arrogante! Nós nos achamos os melhores, mesmo quando estamos em baixa. E quando estamos em baixa exigimos que se faça algo para estar entre os melhores. A Seleção Brasileira nunca entra numa Copa do Mundo pra competir. Sempre tem que ganhar! E é quase insuportável perceber que a coroa do futebol mundial está com outra seleção, como é agora com a Espanha. Por isso a nossa Copa e mostrar pra eles que eles não podem nos vencer. Derrotar a Espanha no domingo teria este significado maior. Se o Brasil vencer, vai meio que olhar de lado pra Espanha e dizer: “hegemonia, que nada! Quem manda no futebol mundial somos nós, os pentacampeões”.
Nota do colunista: somos tão arrogantes em matéria de futebol que pra falar deles, o título escolhido foi “eles precisam”. Pra falar de nós, foi “nós queremos”.

Dentro de campo
Imagine a cena neste domingo no Maracanã: a Seleção perfilada e abraçada, o hino nacional sendo executado, e a parte final na voz dos torcedores presentes, como já aconteceu no Castelão e no Mineirão. Depois disso não vai haver como o jogo começar e a Seleção se fechar na defesa pra bloquear a Espanha e sair no contra-ataque. Mais uma vez empurrado pela massa, o Brasil vai fazer o mesmo que fez até aqui _ vai pressionar forte a saída de bola do adversário. Isso tem seus riscos, mas não há como deixar de fazer agora. Um dos riscos é o desgaste maior de quem marca pressão, o outro é a Espanha conseguir sair dessa primeira linha de marcação fazendo a bola chegar em Xavi e Iniesta, que estariam mais soltos. Mas vai ser assim e considero que assim a Seleção tem mais chances de vencer.

Um outro caminho
O lado do campo é um caminho bom para o Brasil. Nas Costas de Jordi Alba e pra cima do preso Arbeloa. A Espanha sofreu com a Itália assim: marcação forte e jogo pelo lado do campo. E curiosamente é o que o time de Felipão tem de melhor, com as dobras entre Hulk e Daniel Alves, na direita, e Neymar e Marcelo, na esquerda. Vai ser um jogão! E levando tudo em consideração – momento, local do jogo, o futebol das duas seleções – ainda aposto que o Brasil leva.

Envie seu Comentário