Pular a barra do clicRBS e ir direto para o cabeçalho.
 

Suárez foi um gigante contra a Inglaterra

20 de junho de 2014 0

Uruguai contra Inglaterra foi um jogo com jeito de eliminatórias em que prevaleceu o sangue quente da raça uruguaia diante da qualidade fria do futebol inglês. O Uruguai entrou em campo no Itaquerão para provar pra si mesmo e para seus torcedores que a derrota na estreia tinha sido uma história desses acasos de uma Copa do Mundo. Com mais marcação e sem os cansados Forlán e Lugano, a equipe de Tabárez colocou em campo uma disposição muito maior. Já a Inglaterra, que tem muita qualidade no ataque, esqueceu de decidir. O time inglês parecia que estava jogando um jogo qualquer. Copa do Mundo é pra quem entra em campo vivo, aceso, com gana e disposição de vencer. Quem joga como se estivesse jogando uma partida comum acaba como a Inglaterra de quase sempre, derrotada.

Suárez gigante
Com todas as dúvidas sobre sua condição física – que certamente ainda não é das melhores -, contra a Inglaterra, país onde joga e é ídolo do Liverpool, e numa Copa do Mundo, torneio em que já foi protagonista na edição anterior. Luis Suárez foi um gigante na “decisão” antecipada entre Uruguai e Inglaterra. Teve três chances claras na partida e fez dois gols. Foi ele que carregou o Uruguai a uma nova realidade na competição. É hoje um dos melhores do mundo e tem tudo para seguir fazendo história. O choro de Suárez ao final da partida foi a imagem do dia. Ali ele descarregou o alívio de estar jogando, a pressão de uma eliminação precoce de sua Seleção, e a alegria e a emoção de marcar duas vezes e decidir. De largada já é o cara dessa segunda rodada da Copa.

Grandes jogos, grande Copa
É sempre importante ressaltar: que Copa do Mundo estamos vendo aqui no Brasil. Até os jogos menores estão sendo muito bons. Foi mais um dia de grandes partidas, em que as equipes buscaram a vitória e saíram em busca de gols. Os estádios estão sendo um caso à parte, com lotação e grande festa. A Copa do Mundo já é um sucesso, já está garantida. Vai deixar uma marca, uma impressão para o futebol mundial que deve gerar ótimos reflexos no futebol jogado em todas as partes. Fazer retranca virou pecado, que bom. As Copas são sempre referência. Outras Copas já fizeram muito mal ao futebol mundial, mas esta é especial, com gols, dribles, emoção, surpresas e tensão. O Futebol está em festa com um novo renascimento.

Envie seu Comentário