Pular a barra do clicRBS e ir direto para o cabeçalho.
 

Foi bom, mas esperava mais

23 de junho de 2014 1

Foi bom, mas esperava mais

Mesmo com a goleada, esperava mais tranquilidade, esperava mais segurança defensiva, esperava mais acertos no ataque. Mas, ao mesmo tempo, a Seleção cumpriu o seu dever, que era vencer e se classificar para a segunda fase em primeiro lugar no grupo. O primeiro tempo foi um jogo louco, muito em função dos espaços dados pelo time brasileiro no meio de campo e nas costas dos laterais. São os pontos fracos da Seleção Brasileira. Mas há a parte boa também. Como Neymar reagiu bem ao jogo decisivo. Que ele é o cara da Seleção, que é um craque mundial, que é o que pode levar o time nas costas, todo mundo sabe. O que não se sabia ainda é como ele reagiria aos jogos mais importantes. Neymar precisava entrar em cena neste jogo e entrou. Muito pela bola que ele joga a Seleção está nas oitavas de final. Em termos táticos a formação que terminou o jogo é mais consistente e pode dar o caminho para Felipão nos jogos daqui pra frente. Agora o campeonato muda – é outra Copa a partir de sábado.

Não volta mais

O meia Paulinho perdeu a vaga no meio de campo da Seleção. A substituição no intervalo deixa isso muito claro. Felipão foi até o limite com ele por confiar muito no jogador, que é mesmo um excelente segundo volante. Só que Paulinho está muito mal. Em Copa do Mundo o tempo para entrar em jogo é a fase de classificação. Paulinho não entrou, em nenhuma das três partidas. Fernandinho deve ficar, pelo futebol apresentado e pela necessidade de maior consistência no setor. E ainda pra melhorar pra ele, fez o gol que definiu a passagem da Seleção em primeiro lugar no grupo.

O pior do time

O lateral Daniel Alves é o pior em termos de atuações entre os 11 titulares da equipe. O lado dele é muita insegurança. Foi por ali que Camarões fez o gol de empate no primeiro tempo. Está na hora de Maicon!

Agora o Chile

Apesar da ameaça mexicana, vai ser mesmo o Chile no Sábado, o adversário do Brasil. Vai ser um jogo muito cascudo. O Chile é muito parecido com o México, mas com uma linha de criação e outra de ataque muito melhores que as do México. A Semelhança fica na intensidade do jogo. O Chile se classificou com tranquilidade num grupo muito complicado, por antecipação e mandando pra casa a campeã, a Espanha. A Seleção vai precisar corrigir o meio de campo, pois anda perdendo muitas bolas na saída e isso pode ser fatal. Mas uma questão é muito favorável: a bola aérea defensiva do Chile é um desastre e pode ser um caminho para o Brasil.

Comentários (1)

  • Paulo Maluche diz: 23 de junho de 2014

    Faraco, parece que só você viu o jogo, pois os demais comentaristas é só paixão.
    Com aquela defesa não precisa ser nenhum Neymar para se destacar.
    Sábado começa efetivamente a Copa para o Brasil. Prá Costa Rica começou no primeiro jogo.

Envie seu Comentário