Pular a barra do clicRBS e ir direto para o cabeçalho.
 

Criciúma sob risco na Série A

26 de agosto de 2014 5

São vários fatores que colocam o Criciúma hoje no mais alto risco de queda para a Série B do Campeonato Brasileiro. A questão do treinador, em discussão neste momento, é uma delas apenas. Outros fatores complicam bastante.
Há uma divisão clara entre os atletas experientes do Tigre. Serginho e Paulo Baier são os líderes dos dois lados dessa história. Reflete o grupo que jogou ano passado e lutou pela permanência na Série A e o grupo que chegou este ano para jogar a temporada. Mas ainda não é só isso.
O departamento de futebol parece também separado em dois, com uma linha tocada pelo diretor de Futebol, Claudio Gomes, que geralmente se sobrepõe a tudo, e outra com o diretor executivo de Futebol, Julio Rondinelli, e a tentativa de colocar sua marca e sua visão de como é o futebol. Dinheiro não é o problema, já que o time tem o maior orçamento entre todos os catarinenses da Série A.
Avalio que antes de tocar adiante e seguir para os jogos da sobrevivência, o Criciúma precisa resolver internamente todas essas questões.
O passo a passo dos técnicos

Como havia previsto na edição de ontem do Diário Catarinense, o nome de Claudinei Oliveira, sondado na semana passada, não bateu bem em Criciúma. A repercussão foi negativa. Sendo assim, e casando com a necessidade e a visão de que o momento exige algo mais forte, o Tigre foi ao mercado da bola.
O primeiro contato foi feito com Geninho, do Avaí. Um representante de nome Barreto ligou para o treinador e para a direção avaiana. Mas o negócio foi abortado por determinação do presidente Antenor Angeloni, por uma questão ética e de respeito ao clube da Capital.
O segundo nome procurado foi Dorival Júnior, que recebeu ligação de Julio Rondinelli ainda na manhã de ontem. Dorival agradeceu, mas respondeu que não poderia assumir o compromisso, pois passa por um problema familiar no momento.
O terceiro técnico contatado foi Celso Roth, que recém saiu do Coritiba. A ligação foi feita no início da tarde através de um empresário do Paraná. Celso não quis nem começar a falar sobre propostas. Agradeceu o convite, mas recusou de bate-pronto.

Comentários (5)

  • Marcelo diz: 26 de agosto de 2014

    O maior problema do Criciúma chama-se Claudio Gomes, cara medíocre, não entende nada de futebol, puxou o saco do presidente ate que conseguiu ser o homem de confiança e titular do cargo mais importante do clube. pelo seu puxa saquismo, ganhou um presentinho como uma criança mimada, um time na serie A com um orçamento de R$40 milhões.
    Começou errando mandando o Argel embora, com a desculpa que nao era o perfil que o clube queria, que ele nao usava a base etc.. ( pois do nosso time vice campeao da copa do brasil sub-20, apenas bruno lopes teve chance e ainda assim, foi muito prejudicado, nao foi protegido pela diretoria, foi mau escalado pelo incompetente Wagner lopes, perdeu a referencia e inclusive parou de ser convocado para a seleção sub-20) piorou contratando o Drubski que todos sabiam não iria durar. demitiu Caio jr por ele falar oque todos sabem a respeito do Lucca, e por fim trouxe o ilustre desconhecido Wagner, para treinar um time de serie A….
    Claudio não conhece de futebol, não pode debater com os técnicos esquemas táticos etc… Claudio não entende de vestiário, não cobra os atletas blindando o técnico como ele deveria.
    Era muito bom no marketing, (se bem que também nisso deu sorte, assumiu o marketing na época de maior ascensão do clube neh..) De futebol, de jogador de vestiário… nao entende nada…

  • Eduardo Bastos diz: 26 de agosto de 2014

    Estes problemas internos estão levando o Criciúma para o buraco. Acho que o Presidente Antenor tem que por ordem na casa…estes problemas vem crescendo desde o começo do ano. Saiu o Guto Silva, mas acho que também deve sair o Cláudio Gomes. Não é possível conviver com tantas lambanças!

  • Xô Urubu! diz: 26 de agosto de 2014

    Faraco, vai urubuzar os lixões da Capital. Deixa que aqui já tem gente demais pra comentar o Criciúma.

  • João Schultz diz: 26 de agosto de 2014

    Colocar o maior time de SC nessa situação é motivo de prisão.. sai rindo levando o nosso dinheiro com a conivência da Direção de Futebol que está afundando o clube em 2014.. VERGONHA para SC e para um cube grande como o Criciuma.. VERGONHA e o Sr Claudio deveria sair tb… qdo chegam os reforços??? o os 40 mercenários que vieram vão resolver????

  • FIGUEIRA diz: 26 de agosto de 2014

    LIXAO DA CAPITAL TA PENSANDO QUE O CRICIUMA E QUEM O REAL MADRI E TIME PEQUENO VOCE JA PENSOU SE A CAPITAL TIVESSE UM TIME SÓ NAO TINHA ESTADIO VOCES AI SOBRA ESPAÇO ALIAS CRICIUMA E TIME PEQUENO IGUAL AO NOSSOS VAI PARA B E DEPOIS PARA C JA É ACOSTUMADO DAI ACABA IGUAL O METROPOLITANO OLHA QUANTOS ANOS TEM NOSSOS LIXOES O BOBALHAO

Envie seu Comentário