Pular a barra do clicRBS e ir direto para o cabeçalho.
 

Novos e bons nomes na Seleção Brasileira

26 de outubro de 2014 0

Quando Dunga fez a primeira convocação, escrevi aqui que preferia que ele tivesse deixado de lado alguns nomes desgastados pela Copa do Mundo e que deveria observar outros jogadores que estavam jogando bem na Europa e no Brasil. Uma parte disso já apareceu anteriormente, com os destaques do Cruzeiro, Campeão Brasileiro em 2013 e atual líder da Série A, Éverton Ribeiro e Ricardo Goulart. Agora Dunga abre o leque e chama jovens que podem se firmar na Seleção, como Lucas, do PSG, Douglas Costa e Luiz Adriano, do Shakhtar Donetsk, e Roberto Firmino, do Hoffenheim. É hora de experimentar as opções. Não adianta nada ficar chamando quem vai formar time agora e não tem fôlego para 2018.

Firmino
Há muito tempo o futebol catarinense vem formando atletas com capacidade de crescimento e desenvolvimento. Da mesma forma, saem daqui atletas com nível potencial de Seleção Brasileira. O Figueirense lançou alguns, como Michel Bastos, André Santos e Filipe Luís. O Joinville mandou Ramires que já fez duas Copas do Mundo e atualmente joga no Chelsea.

O Criciúma tem o lateral-direito Maicon, que disputou duas Copas, como representante desse orgulho. Chegou a vez de Roberto Firmino, um atacante. Firmino é um talento especial, desde que apareceu já chamava atenção pelos dribles, velocidade e gols. Em 2010, colocou o ídolo Fernandes no banco de reservas, no time dirigido por Márcio Goiano.

No futebol alemão ele vem chamando atenção há algum tempo, fez uma ótima temporada 2012/2013, com gols e assistências que o colocaram entre os melhores da competição local. Resultado disso é que agora ele está a ponto de uma grande negociação. Chegou o seu momento de brilhar no futebol mundial. Firmino, pelo talento que tem, pode se firmar como um nome frequente nas listas de Dunga. É mais um dos orgulhos do futebol de Santa Catarina.

Envie seu Comentário