Pular a barra do clicRBS e ir direto para o cabeçalho.
 

Era uma vez um Catarinense de dar orgulho

30 de abril de 2015 5
Era uma vez um campeonato que ia chamar atenção em todo Brasil por sua qualidade, pela disputa acirrada, pela técnica dos jogadores, pela sua organização e, principalmente, por seus quatro times na Série A. Essa confusão jurídica da decisão prejudicou tudo. De certa forma, o Estadual perdeu seu encanto. A decisão, que é o ponto máximo da disputa, está tendo um anticlímax com esse contexto de incertezas. O torcedor que vai ao estádio no final de semana não vai ter certeza de que aquilo que ele vai ver em campo é real e isso desmonta qualquer tipo de celebração. É também um desrespeito ao torcedor. Era tudo que o campeonato não precisava. O futebol catarinense está perdendo para ele mesmo. É de se lamentar muito que aquela famosa frase que dizia “esse vai ser o melhor Campeonato Catarinense de todos os tempos” foi impiedosamente derrubada pelos fatos.

Nova acusação

A nova acusação, feita pelo Figueirense, de possível adulteração da data de nascimento do atleta André Krobel, merece uma atenção especial – é uma acusação muito grave e que traz um outro contorno a essa discussão. E não estou aqui para fazer juízo se houve ou não adulteração. Apenas escrevo que merece apuração sobre as responsabilidades de quem acusa e de quem foi denunciado.

Comentários (5)

  • Jequeano diz: 30 de abril de 2015

    A certeza de que o resultado em campo no domingo valerá somente se houver vitória de um ou de outro. Um novo empate só vai complicar ainda mais as coisas.

  • Leonardo diz: 30 de abril de 2015

    Na boa Faraco, Catarinense sempre foi várzea. Pode ter os 10 na série A que continuará sendo várzea. FCF é uma piada, árbitros ruins, gramados (pastos) péssimos e agremiações que só pensam no próprio umbigo com elencos extremamente limitados, praticando um futebolzinho de quinta categoria.

    Tirando SC, e olhe lá, nenhum outro estado se interessa pelo Catarinense.

    Isso é só reflexo da necessidade do fim de certos torneios e da saída urgente de certos dirigentes do poder. Falou Delfin!

  • Celso- café diz: 30 de abril de 2015

    Vergonhoso estas atitudes do Figueirense, um campeonato que servia de exemplo para o Pais terminar assim tom comentado pelo lado pejorativo, um jogo que não valia mais nada o JEC ja tinha a vantagem por ter ganho do Figueirense por 3×1 e podia perder para o Metropolitano que a vantagem ja estava assegurada então pra que pra que tumultuar tudo desta maneira? o Figueirense vai ficar contente sua torcida vai bater no peito e dizer ganhamos jogando futebol ? o JEc tem que pedir licença no proximo ano e não jogar o campeonato catarinense se filia a liga paranaense e disputa por la e deixa o Figueirense ganhar aqui o titulo dai não precisa ir para o tapetão todo ano é a mesma coisa só na falcatrua toma vergonha Figueirense e va ganhar no CAMPO de JOGO chega de Tapetão .

  • Rogério diz: 30 de abril de 2015

    isso caberia crime de trabalho escravo se o Ministério do Trabalho se ligar???, o JEC tá frito e pode até fechar ou ser suspenso por tres anos de todas as competições.

  • Heleotério diz: 30 de abril de 2015

    É Verdade Faraco! Esse certame tinha tudo para ficar marcado para o bem do futebol Catarinense em todo Brasil, encontra partida, por um momento infeliz e estúpido ficará marcado pelo Mal para todo sempre.
    Assim sendo, comprava-se de uma vez por todas, que a cartolagem quando fraudulenta e ardilosa, estremecem com os alicerces dos clubes de futebol.
    E nessa mesma linha de raciocínio, encontra-se o cartola Joinvillense, na pessoa do Sr. Nereu Martinelli, com uma ascendência assustadoramente implacável. Talvez por isso, o crescimento avassalador do JOINVILLE ESPORTE CLUB. Pois Agora! É Isso Aí!

Envie seu Comentário