Pular a barra do clicRBS e ir direto para o cabeçalho.
 

STJD denuncia Eduardo Costa, Célio Amorim e maqueiro por confusões no clássico

26 de maio de 2015 15

O clássico 408, entre Figueirense e Avaí pela Copa do Brasil está longe de terminar. Pelo menos nos tribunais. As confusões em campo repercutiram e a Procuradoria do Superior Tribunal de Justiça Desportiva (STJD) prestou denúncia a quatro envolvidos na partida. Sobrou até para o árbitro Célio Amorim.

Foram quatro denúncias feitas pela procuradoria do STJD, que analisou súmula e imagens do jogo, principalmente do que aconteceu logo após o apito final.

A primeira denúncia repercute no Figueirense e está baseada no relato de súmula. Trata da conduta do maqueiro do Figueirense. A pena pode chegar a 180 dias.

A segunda denuncia é do volante Eduardo Costa e foi feita com base nas imagens que circularam em todas as emissoras com a agressão dele ao técnico Argel Fucks. Ele foi enquadrado no artigo que fala em agressão, e tem pena prevista de quatro a 12 jogos.

Os clubes também foram enquadrados. Tanto o Avaí, quanto o Figueirense estão denunciados por “deixar de tomar providências para previnir e reprimir desordem, invasão de campo..” – pelo que está no código isso pode render multa e até perda de mando de campo aos clubes.

E por fim, o árbitro Célio Amorim vai ter que explicar porque não fez todos os relatos na súmula da partida. O artigo 266 refere-se a não relatar de forma correta o que ocorreu no campo de jogo. A pena pode ser de 30 a 360 dias.

Veja como foi o jogo Figueirense 2 x 0 Avaí.

 

faraco

Comentários (15)

  • Adeus Célio diz: 26 de maio de 2015

    Torço para que todos, com exceção do Célio Amorim, peguem pena mínima. Já o tal “árbitro”, torço para que fique fora dos gramados pelos 360 dias possíveis e, tendo bom senso, abandone o apito, pois cada arbitragem sua é uma tragédia. Fraco, arrogante, tendencioso e apadrinhado do Delfim, esse cidadão faz um “desserviço” ao futebol de SC há muitos anos.
    #tchauCelioAmorim

  • elzanir daniel diz: 26 de maio de 2015

    e o frança que invadiu o campo e nao estava relacionado para o jogo,nao vai ser punido?

  • Anderson diz: 26 de maio de 2015

    E o ex-detento, que não estava nem relacionado para o jogo e invadiu o campo para brigar?

  • Jequeano diz: 26 de maio de 2015

    “Os clubes também foram enquadrados. Tanto o Avaí, quanto o Figueirense estão denunciados por “deixar de tomar providências para previnir e reprimir desordem, invasão de campo..” – pelo que está no código isso pode render multa e até perda de mando de campo aos clubes.”

    Ano passado no jogo entre JEC x PONTE PRETA pela Série B, houve tumulto na “torcida visitante” ao final do jogo tudo porque o locutor da Arena Joinville após o 3 gol do tricolor na vitória por 3×1 gritou no microfone do sistema de som da Arena que “a ponte caiu”.

    O JEC e consequentemente os seus torcedores que não tiveram nada a ver com isso foram punidos com a perda do mando de campo cumprida contra o Palmeiras na 2º rodada da Série A deste ano.

    Ou seja, nós torcedores do JEC fomos punidos por algo que não fizemos (apenas vimos acontecer ao final daquele jogo)

    E AGORA? SERÁ QUE AVAÍ E FIGUEIRENSE PERDERÃO MANDOS DE CAMPO TAMBÉM?

    Bato nesta mesma tecla: Que o que serve para A tem que servir para B também, afinal o fato é idêntico.

    Houve desordem tanto na Ressacada no jogo da ida quanto no Scarpelli no jogo da volta e tanto Avaí quanto Figueirense tem que perder mando de campo na Série A deste Brasileiro (o JEC foi punido na Série B e teve que cumprir mando de campo na Série A também).

    Vamos aguardar, para ver se o pau que bateu em Chico (JEC) vai bater em Francisco também (Avaí e Figueirense).

  • miro diz: 26 de maio de 2015

    faraco em vez de ficar se metendo em caso de justiça do futebol, fala dele . somente comenta e fala de futebol. acho que estas se metendo onde não deve.
    se que ficar mexendo sempre com estas fofocas, vai estudar , para virar juiz.

  • Fernando Avaiano diz: 26 de maio de 2015

    É um absurdo a perseguição que vocês da Rede tem feito em cima do Marquinhos. O jogador do Figueira sequer foi atingido ou se sentiu agredido segundo suas declarações. Incrível foi a imagem chegar rapidinho na CBF e o procurador denunciar. Pelo visto, quando o Avaí está envolvido não se tem julgamento adiado, o Figueira conseguiu 2 vezes no caso França e Tiago Heleno. O mais incrível é que ninguém viu o Mr. Fucks fazer qualquer ato hostil, tudo contra o Avaí FC. Mas incrível ainda foi o depoimento de seu colega a respeito do Marquinhos, clamando por sua condenação e questionando a condenação do Galego, que na sua opinião, não sei em nome de quem, foi pouco, me engana que eu gosto. Na Justiça Desportiva existe uma diferenciação de Agressão Física (consumada) e ato hostil, que podiamos colocar como um ato contra o andamento da partida. Por exemplo, o que o Argel fez foi um ato hostil, o que o Marquinhos fez foi um ato hostil. Não deem opinião do que vcs não sabem, se resumam a comentar o jogo, deixa o Direito com a gente, vcs são leigos. No final, Marquinhos é primário no STJD, portanto, deveria ter a pena mínima para atos hostis, 1 partida a cumprir. Desta forma, haverá recurso com pedido de efeito suspensivo. Abç.

  • Rogerio Felippe diz: 26 de maio de 2015

    Sempre contra o Avai….nesse classico ouve invasão de campo…gente que não deveria estar ali….França…entre outros, quando Bebeto fez o gol no clássico do Créu w mostro o nome na camisa foi punido, jogadores que subiram no escudo do Avai…que ficaram de cuecas em local publico deliberadamente, com toda sinceridade…STJD e toda sua cúpula deve vestir a camisa pelo time que torcem…e mostrar ao povo…pois isso é uma VERGONHA.

  • Oscar Brito diz: 26 de maio de 2015

    A joelhada ta liberada, desde que nao quebre a perna do outro atleta, não é caracterizada agressão. PQP.
    Por isso o futebol esta essa m**** e ainda estao procurando o culpado das agressoes e das incitações a violencia.
    Já experimentaram perguntar para idolo pakita la do mangue, quem começou essa palhaçada ??? nao neh ??? é mais engraçadinho passar a mao na cabeça do pakita e achar bonitinho.

  • Renato diz: 26 de maio de 2015

    SÓ O STJD para fazer alguma coisa, pois a justiça comum nada faz no caso do Eduardo Costa foi agressão física desta que da cadeia, e o mais interessante é que a imprensa depois das horas seguinte ao término do jogo também se calou, será porque ? O Avai não precisa deste tipo de jogador e da imprensa que passa a mão na cabeça destes arruaceiros que só querem seus altos salários e pregar um amor falso ao clube, pede para Eduardo Costa e Marquinhos baixar o salário para ver onde vai este amor todo…Capaz de começarem a pregar paixão ao time do outro lado da ponte…Bando de hipócrita que não estão jogando nada e só mancham a imagem do Avai .

  • Miguel diz: 26 de maio de 2015

    O que tem o Avaí com a invasão do campo? Não foram elementos da torcida do Avaí que invadiram o campo.
    O mandatário do jogo era o Figueirense e jogava no seu estádio, portanto, a responsabilidade por ter pessoas estranhas ao jogo e torcedores dentro do campo é do Figueirense.
    Onde estão o Argel Fucks e o França, que não foram citados?

  • Bruno diz: 26 de maio de 2015

    Deixa eu ver se eu entendi… o vagabundo do Marquinhos, vulgo Paquita de Biguaçu, desde sempre provocou a torcida do Figueirense com a dança do créu e nunca foi punido e nem sequer denunciado por isso. Aí quando é o maqueiro do Figueirense que faz, é denunciado por “conduta contrária à disciplina ou à ética desportiva”?

    E o Marquinhos, que depois do jogo deu entrevista chamando o árbitro explicitamente de MAU CARÁTER, por que não foi denunciado?

  • EDUARDO FURACÃO diz: 26 de maio de 2015

    ENGRAÇADINHO ELE….
    O Sr. Célio Amorim é muito engraçadinho , a única coisa que ele viu na confusão que aconteceu no clássico foi a atitude do MAQUEIRO DO FIGUEIRENSE…
    E por sinal, relatou em SÚMULA….
    Agora vejam só quanta coisa ele NÃO VIU :
    O Sr. EDUARDO COSTA DO Avai desferir um soco violento no ARGEL:
    Muitos jogadores do Avai indo em direção aos jogadores do FIGUEIRENSE ao final do jogo,… em vez de ir para seu vestiário …
    A BANDEIRA DA PARTIDA viu toda a agressão do EDUARDO COSTA do Avai no TÉCNICO DO FIGUEIRENSE e nada falou ao SR.CÉLIO AMORIM, engraçadinha ela também…
    JÁ EM JOINVILLE MP JOGO DA FINAL ENTRE O FIGUEIRENSE x JEC até o quarto ÁRBITRO ajudou a fazer a SÚMULA JUNTO DO JUIZ, TUDO CONTRA O FIGUEIRENSE , LÓGICO…
    Porque o SR.CÉLIO AMORIM NÃO RELATOU TUDO O QUE VIU ???
    Claro que não relatou , poderia complicar e muito ao Avai , então ele preferiu PREJUDICAR A SI MESMO e não relatou nem mesmo que foi chamado de MAU CARÁTER PELO SR.MARQUINHOS SANTOS DO Avai…..que amor é este hem ???

  • cyro el bacha junior diz: 27 de maio de 2015

    O clássico da Capital está cada dia perdendo o seu charme, pois os jogadores só pensam em ganhar no grito! Chega a ser deprimente o que a gente vê! Futebol que é bom, nada! Bom tempos aqueles de Albeneir, Balduíno, Toninho Quintino, Juti, etc.!

  • Clássico nos tribunais: até quando? | Faraco diz: 27 de maio de 2015

    […] – como informei ontem – o clássico dos tribunais vai ter a segunda parte, com as denúncias dos clubes, do […]

  • Fernando Avaiano diz: 29 de maio de 2015

    O Célio foi escolhido a dedo, tanto que no 1º gol do Figueira, que mudou a história do jogo, ele deu falta que foi em cima do jogador do Leão. Ao final, não relatou as provocações e incitações do Argel, o corpo estranho França, falando apenas e tão somente do Maqueiro. O Figueirense FC como mandante extrapolou, o certo é perder mandos de campo no campeonato brasileiro e na Copa do Brasil.

Envie seu Comentário