Pular a barra do clicRBS e ir direto para o cabeçalho.

Criciúma precisa de uma arrancada na Série B

03 de julho de 2015 2

O Criciúma enfrenta hoje o Paraná, fora de casa. Será a terceira partida da equipe sob o comando do técnico Petkovic. E será também a primeira em que o time deve refletir em campo um pouco mais do trabalho do novo técnico, afinal, foram praticamente 10 dias de treinamentos entre a última partida, diante do América-MG, e esta contra os paranaenses. Por outro lado, de hoje até a sexta-feira da semana que vem o time tem três partidas – contra Paraná fora, Bragantino em casa e Ceará fora.

 

Leia mais sobre o Criciúma
Confira a tabela atualziada da Série B

Se o Criciúma quiser escalar a tabela do Brasileiro da Série B precisa de, no mínimo, sete pontos nessa sequência. É possível. A partida mais dura será contra o Bragantino, mas essa é dentro de casa. Paraná e Ceará não largaram bem na competição, principalmente a equipe de Fortaleza. Agora é que vai se poder avaliar de alguma forma o trabalho de Petkovic – mas a impressão deixadas em duas partidas é muito boa.

Comentários (2)

  • Marco diz: 3 de julho de 2015

    Sinceramente, se tivermos sorte ficaremos na Série B, porque com a diretoria jogando contra vai ser difícil. O time precisa de dois zagueiros seguros, dois volantes pegadores e um meia diferenciado. Ai os espertos da área contratam um goleiro aposta e mais um lateral direito. Estão apenas inchando o grupo e não qualificando. No grupo temos uma zaga furada. Os três volantes contratados, Marcão, Wellington e Walfrido são fracos. Na base temos dois volantes que são melhores que estes que citei e não usam, Juan e Barreto (este foi convocado pra seleção PAN). Nas laterais tem Arnaldo e Ezequiel e Maicon Silva (este é um pereba). Ai fico pensando na informação que alguns torcedores do Figueira deram a respeito de certo dirigente que iria afundar o time… Acho que tem razão. Lamentável. Tomara que eu esteja errado e tudo dê certo. Vamos torcer né!

  • Da Barra diz: 3 de julho de 2015

    O grande problema do time da kitanda (KyCiúme) é o sérvio.

    Dirimindo:

    É que a cacalhada que escutar o Pet, com aquele sotaque finiiiinho!!! por mais de 5′, passam a experimentar um verdadeiro instrumento de tortura, ferramenta de guerra, onde qualquer um confessa tudo rapidinho., … hehehe!

    FURACÃO, mô Quiridu, dominando o Armandão.

Envie seu Comentário