Pular a barra do clicRBS e ir direto para o cabeçalho.
 

Missão quase impossível do JEC na Série A

03 de julho de 2015 13

O Joinville está sem freio no caminho da Série B. Não adianta fazer média com o torcedor e tentar minimizar o que está evidente. Em 30 pontos disputados, o time fez apenas quatro. Faltando 28 rodadas – o que é bastante – o JEC precisaria de um aproveitamento de 50% para alcançar 46 pontos ao final da competição. É um decreto de rebaixamento? Ainda não! Mas é preciso constatar que é a rota perfeita para voltar à Segundona. O Joinville até evoluiu com as reformulações feitas e com a chegada do técnico Adilson Batista. Mas ainda é insuficiente. Mesmo que a diretoria contrate agora um supercraque, daqueles que realmente fazem a diferença, a missão já seria muito complicada.

 

Especialistas avaliam que JEC só reagirá se qualificar o elenco
Leia mais sobre o
Joinville
Confira a classificação atualizada da Série A

O jogo contra o Flamengo era obrigatório vencer e a equipe, na verdade, foi dominada em casa e por um adversário direto. O que o Joinville tem que fazer é jogar cada rodada como se fosse a última. E acho que a torcida tem que entender que esse é um caminho natural de um clube que ainda vai oscilar bastante até se fixar no maior cenário do futebol brasileiro. Tudo agora é um processo de aprendizagem.

Comentários (13)

  • Chico Itapema diz: 3 de julho de 2015

    Se pegar os textos do ano passado, isso era também para o clube mais azarado do mundo…Os barbie esteve na mesmo situação, e devendo até as calças e escapou.
    Um clube azarado…
    explico: 100 anos e tem 8 título catarinense só,

  • Mazinho Alvinegro diz: 3 de julho de 2015

    O jeca já é considerado pela grande imprensa do eixo, como o “Time Bônus”.
    Quem estiver meio que apertado na tabela, já pode contabilizar três pontinhos limpinhos em cima do time da prefeitura do mô quiridu Gel-Engomadinho.

  • Alvinegro diz: 3 de julho de 2015

    Bateu a água na bunda e agora estão sentindo o “friozinho” da Série A…….

    Tanto criticaram o Figueira na A a agora estão vendo o que é disputar a ELITE……

    Voltem pro mundinho e, quando botarem os pés no chão, com maior humildade do tal “nereu”, quem sabe possam passar a ter um pouquinho de DNA de Série A……

    Entenderam??????????????????????????????????????????????????????????

    Abs do Realmente Maior Clube de SC, surgido entre os pobres e de pés descalços…

    Saudações Alvinegras

  • Jequeano diz: 3 de julho de 2015

    hahahahaha

    Pelo que vejo nos comentários de alguns seres inúteis aqui parece que os outros catarinenses estão muito melhores que o JEC mesmo. TSC! TSC!

    Teve um que até a última rodada estava no Z4 também, ganhou ontem, continua na parte de baixo da tabela e acha que tem moral para falar do Joinville

    Dá licença neh! Ignorança e arrogância tem limites.

  • Jequeano diz: 3 de julho de 2015

    No mais a situação do tricolor realmente está difícil, mas não impossível. Como em outras má fases passadas irá se recuperar mais uma vez.

    Se isso acontecer to anotando o apelido de todos os secadores aqui. Se o JEC não cair eu VOU COBRAR GERAL desse bando de secadores.

  • carlos diz: 3 de julho de 2015

    Fizeram muito marketing para o Nereu este ano e está aí o resultado, alem de eu achar ele melhor como diretor de futebol, porque ir atrás dos conselhos de Cesar Sampaio e H.M para contratar jogador foi o abismo.

  • Joao Carlos diz: 3 de julho de 2015

    Com todo respeito à turma do norte, mas creio que o Jec deveria aproveitar esse resto de brasileirão pra fazer uma espécie de pré-temporada de luxo, visando a disputa da segundona 2016.
    É o preço do total ostracismo que viveram durante anos, fora de grande eventos!

    Saudações Alvinegras.

  • Alísio Pinto diz: 3 de julho de 2015

    Os jecolinos tem uma grande solução para essa situação desesperadora, Rezar bastante para o Delpotro sair da CBF,ai o Delfim assume e resolve o problema do jecos como no campeonato deste ano, quando o jecos não ia se classificar mas através de uma manobra delfinista com os árbitros Careconi e ricci classificaram o jecos para as finais com o figueira e ai por incompetência da diretoria vocês ja sabem o que deu. Portando rezem bastante para são Delfim ser canonizado.

  • ANTONIO diz: 3 de julho de 2015

    E o pior de tudo será ter que devolver a taça de CAMPEÃO para o FIGUEIRENSE ,que é o verdeiro BI-CAMPEÃO DE 2015….E agora SR.NEREU, você ainda está torcendo para o FIGUEIRENSE cair para a série B ???… Fica cuidando do quintal do vizinho, esquece de cuidar do seu…..BI-VICE CATARINENSE E NA SÉRIE B DO ANO QUE VEM ….

  • Alvinegro diz: 3 de julho de 2015

    O tal jequeano é o típico torcedor de time fora de série…..

    É isso que dá, vender o almoço para poder jantar….

    Um time igual ao jeg, que tem uma população proporcional a grande Floripa, com um só clube para torcer, que poderia estar a mil anos luz a nossa frente, por falta de administração, está ai se mostrando que não merece estar onde está….

    Tanto se orgulham de serem campeões das séries inferiores, voltem para a C/D para tentar botar mais uma “estrelinha” na camiseta. (Não esqueçam de combinar com o América do MS para botar jogador irregular).

    Em SC só um Clube tem DNA de Série A e todos sabem quem……..

    Sds Alvinegras

  • Alvinegro diz: 3 de julho de 2015

    O maior Clube de SC surgiu entre os pobres de pés descalços, por isso hoje colhe seus frutos…

    Os outros, bem, nasceram em berço esplendido, sempre apadrinhados, com estádios e títulos conquistados as custas dos impostos pagos pela população…

    Avante Figueirense, avante furacão…….

    Rumo a mais um ano de glória….

  • Da Barra diz: 3 de julho de 2015

    Faraco, mô quiridu!

    Os culpados dessa situação caótica do “time bônus” são seus dirigentes.
    Sabem nada de futebol e adoram holofotes.

    Dirimindo:

    Se fossem grandes articuladores, teriam conquistado o empresariado da mini-jecaville, que é o mais forte do estado, klarokê, todo o catarinense nato sabe disso.

    O máximo que eles conseguiram foi o de uma loja de eletrodomésticos, isso é muito pouco para uma cidade que tem marcas gigantes, tipo Tupy, Döhler, BMW, Grupo Tigre, Whirlpool, Embraco, Schulz, Krona, etc…

    Óh!

    Loja por loja, a que aparece em detalhe na manga da camisa do FURACÃO é bem maior que a do patrocínio master do jeca.

    Lembrem-se que, o MAIOR, é patrocinado a muitos anos por uma gigante de lâmpadas do Vale do Itajaí, num sinal claro de confiabilidade, visibilidade e retorno $$$ certo.

    Um outro exemplo é a Chape que é patrocinada por uma gigante da indústria de frios do oeste. Aí, é competência do Palaoro, e olha que nem é o patrocínio master.

    O Criciúme depois que foi alugado pro Angeloni, não teve mais problemas de cascalho.
    Hoje o problema do Criciúme é a incompetência administrativa.
    Deixaram a gestão do clube na mão de apadrinhados do bom velhinho e outros curiosos do futebol.

    Futebol custa muito caro.
    Só para abrir um estádio em dias de jogos, não sai por menos de R$ 50.000,00.
    Sorte do jeca que não tem estádio, uma despesa a menos.

    Mas .. não desanimem!
    Existe coisa pior.
    O Bvai, tadinho, ninguém quer patrocinar, nem mesmo uma lojinha de 1,99. . hihihi!

    FURACÃO, mô quiridu e atentado.

  • Kiko diz: 4 de julho de 2015

    OS JECAS tavam numa arrogância que eu nunca vi igual. Achavam que iam chegar na Série A abalando, vencendo todo mundo. TOMA!!!!!!!!! Bem feito! Vao pra Série B rapidinho e isso é MERECIDO. Se liga jequeanos, vocês tem que brigar com a Chape pra ver quem eh a quarta força do Estado. E hoje com certeza eles estão muito a frente de vocês.
    Saudações do MAIOR DE SC!!! FIGUEIRA SEMPRE

Envie seu Comentário