Pular a barra do clicRBS e ir direto para o cabeçalho.
 

Não é só pela Sul-Minas-Rio

11 de setembro de 2015 0

Não se engane, o marco da formação da Liga Sul-Minas-Rio pode ter significados ainda maiores para o futuro do futebol brasileiro. A formação da Liga transforma em concreta a disputa de forças entre 13 clubes (12 da Série A) e o poder atual da CBF. Liderados por Flamengo, Atlético-PR, Fluminense, Cruzeiro, Grêmio, Atlético-MG e Inter, esses clubes lançaram ontem o que pode ser um embrião para o futuro Campeonato Brasileiro organizado somente pelos clubes. É claro que não vai ser tudo simples.

Acesse o Facebook do DC Esportes

A CBF, por exemplo, já não quer apoiar a realização da Copa Sul-Minas-Rio no ano que vem. Os clubes estão tendo o suporte de um dos vices da Confederação, justamente Delfim Peixoto Filho, presidente da FCF, que tem batido de frente com o mandatário da CBF, Marco Polo Del Nero. É claro também que em política e futebol há sempre bastidores, que envolvem negociações, disputa de poder e acertos. Somente o futuro poderá responder, mas a criação da Liga pode ser o primeiro passo para uma mudança significativa no futebol brasileiro.

Curiosidade

No mesmo dia da formação da Liga, a CBF publicou, em seu site, um documento de 18 páginas em que mostra, em uma pesquisa feita pelo IBOPE, um nível de aprovação de 82% do Campeonato Brasileiro 2015. É claro que não foi coincidência.

Envie seu Comentário