Pular a barra do clicRBS e ir direto para o cabeçalho.
 

A tecnologia na arbitragem

12 de setembro de 2015 0

Os clubes pediram e a CBF pretende consultar a Fifa para utilizar tecnologia de vídeo nos jogos do Brasileirão 2016. É uma ótima ideia – desde que a manifestação da CBF agora não seja apenas uma tentativa de fazer média com os clubes que estão empilhando reclamações na mesa da comissão de arbitragem. Usar a tecnologia pode ter, além do efeito prático de minimizar os erros diretamente, uma consequência que é a diminuição da pressão sobre os árbitros de campo.

Clubes anunciam a criação da Liga Sul-Minas-Rio
Leia todas as notícias sobre o Brasileirão

Os donos do apito estão sob muita pressão, são fracos tecnicamente em maioria, e têm medo de errar contra os grandes times. O vídeo poderia dividir a responsabilidade nas decisões mais expressivas de uma partida, como impedimentos – anulação ou confirmação de gols –, penalidades, e confirmação de gols com a tecnologia do “goal-line” – utilizada na Copa do Mundo de 2014. Agora, cá entre nós, não acredito que a ideia vá vingar. Primeiro porque acho que o que está sendo feito agora é uma média com os clubes, para que eles deixem de reclamar tantos. Segundo porque não acredito que a Fifa vá liberar.

Envie seu Comentário