Pular a barra do clicRBS e ir direto para o cabeçalho.
 

Simplifica de novo, Gilson Kleina!

17 de outubro de 2015 1

Já escrevi aqui um apelo para que o técnico do Avaí fizesse o que estava diante dos olhos dele, mas que às vezes ou ele não via ou teimava não ver. O que está diante dos olhos é aquilo que o time mostrou em campo diante do Vasco e do São Paulo. Contra o tricolor paulista uma equipe com mais volume e toque de bola, com meio preenchido com cinco jogadores, e futebol de poucos riscos e boa chegada à frente.

Confira a tabela da Série A
Leia mais sobre o Avaí 

Contra o Vasco uma escalação de primeiro tempo com três atacantes e meio de campo esvaziado, sobrecarregando Marquinhos, e tendo como resultado amplo domínio do adversário. Correção feita no segundo tempo, com mais um homem no meio e reação da equipe, que por pouco não virou o jogo. Não precisa pensar muito para entender qual é a forma de montar o time para esta partida. Ainda mais com a presença de Marquinhos em campo. O capitão precisa ser protegido e não sobrecarregado. O Avaí tem totais chances de vencer o Palmeiras, mas Kleina tem que começar ajudando e não complicando.

Comentários (1)

  • Vadico diz: 17 de outubro de 2015

    Bom dia. Boa Rodrigo. Contra o Sport foi a mesma coisa, tirou Eduardo Neto, perdemos o meio e o Eltinho velhinho ficou perdido sem ninguem para ajudar. Isso que o Eduardo Neto não é lá essas coisas. André Lima, jogador de segundo tempo e olhe lá. Entonces, o Senhor Kleina teima em nos testar, acho que mais perdido que cachorro que cai de caminhão de mudança. Sou obrigado a reconhecer que o vizinho da coloninha tem mais personalidade quando joga fora. Abraços

Envie seu Comentário