Pular a barra do clicRBS e ir direto para o cabeçalho.
 

Dilema da semana no Avaí

28 de outubro de 2015 3

Marquinhos volta ao time do Avaí? Ou Gilson Kleina mantém a base da equipe que jogou em Chapecó, armada sob os conceitos de força e intensidade? Dá para fazer os dois, mas Marquinhos tem que ser encaixado taticamente como se fosse homem de ataque e não precisasse voltar no meio para recompor: o chamado falso 9. Se Marquinhos simplesmente entrar no meio de campo, pode prejudicar no bloqueio da saída de bola com os volantes adversários.

Leia mais notícias sobre o Avaí

Então é preciso construir um meio de campo por trás dele, com jogadores agressivos também, como o próprio paraguaio Camacho. Ao lado de Marquinhos é preciso um jogador de força também, como Anderson Lopes ou até Éverton Silva. A questão é definir se vale a pena toda essa manobra. Acho que vale, mas que vai ter que definir é Gilson Kleina – que tem se mostrado um pouco inseguro nestes momentos.

Comentários (3)

  • BOCÓ DE FLORIPA diz: 28 de outubro de 2015

    O Avai não vence mais nenhuma fora, resta o Cruzeiro em casa, empate, jec, empate, Ponte, ai a vaca já foi pro brejo, mas mesmo assim não vence, salários atrasados e torcida totalmente desacreditada = SÉRIE BBBBBBBBBBBBBBBBBBBBBBBBBBBBBBBBBB

  • FABIO FELIPE diz: 28 de outubro de 2015

    Sou a favor da manutenção do time que jogou em Chapecó/SC.
    Talvez , com a entrada do Léo Gamalho no lugar do André Lima, que é mais eficiente entrando somente no segundo tempo da partida. Isso é fato!
    Conforme o jogo se apresentar, ele vai soltando o time, com a entrada do Anderson Lopes, André Lima, etc…

  • Edu diz: 29 de outubro de 2015

    Público fraco em Chapecó hein faraco? 12 mil pessoas fala serio. Não merecia passar mesmo.

Envie seu Comentário