Pular a barra do clicRBS e ir direto para o cabeçalho.
 

Avaí precisa repensar para 2016

13 de novembro de 2015 3

Permanecendo ou não na Série A, o Avaí precisa ser repensado para 2016. Algumas situações não podem ser repetidas na próxima temporada. Primeiro não é mais admissível que o time dispute o Estadual somente para na cair, como ocorreu nas últimas duas temporadas. O Avaí é time grande dentro de SC. A exigência no Catarinense tem que ser no limite e a cobrança tem que ser sempre de título, como tem que ser no Figueirense, no Joinville, no Criciúma e na Chapecoense.

Conformado, Gilson Kleina se despede do Avaí
Para Emerson, Avaí tem de minimizar erros contra o JEC

Outra coisa que não há mais como é a questão financeira. Desde 2012 que o Avaí vem terminando o ano com sérios problemas financeiros, atrasos de salários e correria para saldar os compromissos. Algo no processo não está funcionando, que não é o futebol – muito pelo contrário, a parte financeira que tem afetado o futebol. Passando o sufoco de mais um final de ano, é preciso repensar processos, pessoas e procedimentos dentro da Ressacada.

Comentários (3)

  • Everton – Chapecó diz: 13 de novembro de 2015

    Faraco, temos que ser coerentes. Eu, mesmo torcendo pra Chape e sabendo que ela esta numa fase infinitamente melhor que Avai, reconheço que o Avaí é uma parte importante na história do futebol catarinense, ser torcedor é uma coisa, idiota é outra… A história conta dias e conquistas do Avaí e Figueira, pois são os dois mais velhos do futebol catarinense, e quiça, do futebol brasileiro. Sempre falei, Avaí e Figueira são mais times velhos do que grandes!!! Mas é notório que estes clubes não evoluíram, ainda acham que vivem em 1912 quando foram criados…
    Vejo você falando que o Avai, principalmente, tem que repensar o ano porvir. Ouvi isso em 2012, 2013, 2014 e agora em 2015.. Sinceramente você acha que “reviram” algo nos anos anteriores? Sabe me dizer quais coisas mudaram nas gestões anteriores e nesta atual?
    Desculpa ai amigo, não quero desmerecer tua competência jornalística pois o prezo muito pelo que diz, mas sinto você falando “às moscas”.

  • Guilherme diz: 13 de novembro de 2015

    “é notório que estes clubes não evoluíram, ainda acham que vivem em 1912 quando foram criados”. Menos, menos. Pega o final dos anos 90 até 2008, quando o Figueirense mudou a cara da administração do futebol catarinense durante a era PPP. Empolgação de torcedor modinha da Chapecoense. Antes devia torcer para o Inter ou para o Grêmio.

  • edmilson gilson gonçalves diz: 19 de novembro de 2015

    Para 2016 nossa diretoria, deveria ser mais profissional,acho que deveria exigir de nossos
    treinadores, uma postura de mais ousadia e agressividade, com muita intensidade nos jogos, o que nos últimos anos não vem ocorrendo.Jogamos sempre acuados, retrancados,sem qualidade na saída de bola, com jogadores que não deveriam nem pensar em vestir nosso manto, que chegam a nos envergonhar, sem nenhuma técnica e sem comprometimento, sem dar aquele suor característico das nossas cores, casos de Eduardo Neto, Pablo, Claudinei, Everton Silva(esse só dá suor,pois é até comico,ve-lo com nosso uniforme).Pois depois da vitória surreal sobre o Joinville,quando em campo vimos um time, sem nenhuma qualidade, parecendo aceitar aquela situação horripilante que o jogo mostrava, sem garra, sem técnica, mal escalado, com muita contensão e sem nenhuma criação, sem agressividade, especialmente no segundo tempo e então graças a sorte, conseguimos nosso objetivo, mas até quando a sorte, vai nos dar uma mão???? Meu time ideal:Vagner,Nino Paraiba,Jubal e Emerson, Romário, Adriano,Tinga,Camacho, Romulo, Anderson Lopes e André Lima,fica a dica

Envie seu Comentário