Pular a barra do clicRBS e ir direto para o cabeçalho.
 

Valem muito

18 de novembro de 2015 1

Os jogos de hoje têm valor de definição. Para Avaí, Figueirense e Joinville as partidas precisam ser encaradas como se fossem eliminatórias. Não há mais como esperar. É preciso pontuar. Entre os três, o Furacão, do atacante Clayton, tem o jogo mais difícil. Enfrentar a Ponte Preta, que vem jogando bem, que tem chances reais ainda de G-4, e fora de casa, é um grande desafio. Só que uma vitória pode projetar a permanência na Série A.

Professor Kmarão: retrospecto dos catarinenses para rodada decisiva
Raul Cabral faz mistério sobre time do Avaí
Com espírito de “guerra”, JEC se prepara para enfrentar o Leão

Já Leão e JEC farão uma partida tensa na Ressacada. É muito mais tensa para o Joinville, mas a cobrança maior vai ser em cima do Avaí, que joga em casa e precisa confirmar o mando. O visitante vive a tensão de estar no limite do erro e dos pontos que já foram perdidos neste Brasileirão. Para o clube tricolor só a vitória interessa – não adianta mais empatar. O time da casa vai ter a cobrança de um estádio cheio, a pressão de adversários diretos de tabela – como Coritiba, Goiás e Vasco – e a exigência maior pela mudança realizada no comando técnico, que teve participação direta dos jogadores. Não há como deixar para depois. Chegou o momento de jogar todas as fichas. A quarta-feira de futebol vai decidir.

Comentários (1)

  • William diz: 18 de novembro de 2015

    Podem cravar uma vitória do Jec, o melhor time do Estado.
    Uma que eles não precisa de favor, mesmo rebaixados, vai ser o Jec forte na cidade, tem uma grande torcida, um CT de dar inveja, isso mesmo um CT completo e nenhum da ilha tem.
    A inveja da manezada é grande, imagina futsal Jec, basquete Jec, futebol feminino Jec, esses tem.
    Uma arena completa, pronta, com bar do Jec nela, quem tem isso, quem!!

Envie seu Comentário