Pular a barra do clicRBS e ir direto para o cabeçalho.
 

Avaí elege os vilões da temporada

09 de dezembro de 2015 8
Em resumo, o presidente Nilton Macedo Machado demitiu dois integrantes do departamento de Futebol – Carlos Arini e Chico Lins – e liberou todos os atletas do empresário Eduardo Uram. São reformas superficiais e que não mexem profundamente no que deve ser mexido. Na verdade, o que o Avaí fez, na prática, foi eleger os vilões e dizer para a torcida que eles estavam fora do clube. Neste pacote então, Carlito, Chico e Uram são os vilões, o clube “identificou os problemas” e agora eles não mais existem. A mensagem implícita que fica é que eles foram os responsáveis pelo rebaixamento e, por isto, estão fora do clube. O que é um erro. A primeira coisa que o presidente do Avaí deveria fazer na coletiva deveria ser repetir o presidente do Vasco, Eurico Miranda, e assumir a responsabilidade pelo rebaixamento. Se teve os méritos do acesso 2014, deveria ter assumido o rebaixamento 2015 também.
O departamento de futebol
Primeiro é preciso dizer que o departamento de Futebol do Avaí foi montado ao contrário. Primeiro estava Chico Lins, veio então Carlito Arini e depois teve poderes o vice-presidente de Futebol Francisco Battistotti. O correto seria – para qualquer clube – primeiro escolher o vice de Futebol, que iria montar, com gente de confiança dele, o seu departamento. Como resultado dessa montagem às avessas, o grupo do futebol do Avaí nunca se entendeu. Havia uma divisão permanente. Chico e Arini de um lado e Battistotti de outro.
Autonomia
Chico Lins esteve praticamente sozinho no departamento de Futebol no ano passado – o ano do acesso. Permaneceu no departamento por este mérito. Carlito Arini voltou ao Avaí no início deste ano com os méritos do título de 2012 no currículo. Battistotti era para ser o homem do dinheiro – “da chave do cofre”, como o presidente disse no discurso de posse – mas passou a comandar o futebol. Estava no lugar errado, portanto. E amarrando as ações de quem tinha bagagem no futebol, a dupla Arini e Chico. Um dos grandes erros da dupla foi aceitar trabalhar sem ter total autonomia. Battistotti não deveria estar no futebol e acabou também não conseguindo fazer a parte financeira do clube: os salários atrasados mostram.
Eduardo Costa
O Avaí conversa com Eduardo Costa para assumir o departamento de Futebol. O anúncio pode sair hoje, inclusive. Mas há um maior entrave para o acerto. É justamente a questão da autonomia. Eduardo Costa quer ter liberdade para trabalhar e reconstruir o futebol do Avaí. E avalia que tem muita coisa para fazer. Se não for com autonomia, não vai querer.

Comentários (8)

  • euclides diz: 9 de dezembro de 2015

    Esse presidente do Avai é uma piada sem igual, se reporta ser um exemplo em administrar o clube do seu coração que na verdade usa esses artefatos para poder manter engajado no clube com um grande salário membro envolto a família, o Heltinho que o diga.

  • flavio diz: 9 de dezembro de 2015

    presidente do Avaí ..senhor desinformado,certa arrogância …..preside associação de clubes não interessa ao Avaí…….pelo astral desse senhor …não é cedo….mas vem aí série C..

  • Deba diz: 9 de dezembro de 2015

    Alguém viu por aí:

    O Fernando Bvaiano, o Tinho sangue-anêmico, Cojeka, Chico Itapema Manguaça e correlatos?

    kkkkkkkk!! – - – - Vasaramsetudo!

    Atenção, fujões!
    Nem tudo é tristeza, animem-se!
    A gente se vê em 2050 aqui no andar de cima, a ELITE! – - – hihihiii!

  • flavio diz: 9 de dezembro de 2015

    vi a punição(tribunal kkk).do .Renan….coisa típica de se aproveitar do momento…(enforca,mata)..
    outra coisa , parece que o pseudo presidente do avaí….também precisa afirmar algo … .prá quem… …sem talento não vinga…!!!

  • paulo diz: 9 de dezembro de 2015

    pouca gente nos estádios ,,,floripa tem diversas opções …pessoas sem nexo(ultrapassada)dirigindo futebol…(Avaí -Presidente) é ufa!!! CBN vcs vão ter que se desdobrar muito….sugestão:pessoas ou idéias novas talvez salvem!!!

  • William Alvinegro diz: 9 de dezembro de 2015

    Faraco, o campeonato catarinense com jogo único na final ficou uma verdadeira avacalhação, uma verdadeira agressão ao bom senso e as finanças.

    Já é deficitário ao natural e nesses moldes já pode enterrar.

    Onde está a Associação de Clubes?
    Ah, esqueci que não tem presidente e aí é pacabaah!

    Sei que ainda dá tempo de modificar essa bagunça do Delfim, mas quem vai tomar essa iniciativa?

    Sujestão: A RBS responsável pela transmisão deveria entrar com um mandato de segurança contra a FCF e CBF.
    Motivo: Desacordo Comercial.

    Ou mantém as duas datas ou refaz a fórmula do campeonato.

  • Hélio diz: 9 de dezembro de 2015

    É Verdade essa campanha de todo o Avaí esse ano me causa frouxos de risos, Domingo mesmo na hora que o Corinthians empatou o jogo, foi muito engraçado ver aquele bando de pigmeus Avaianos no banco de reservas se levantarem e ficarem com cara de crianças cagadas e pra arrombar tudo na segunda feira me aparece um velho meio que abobado chorando feito um guri quando perde um brinquedo, Nossa aquela situação ali chegou a comover, mas meu filho disse que nada pai esses babacas merecem mesmo se lascar pela arrogância e prepotência por serem todos uns abestado de pai e mãe……

  • edmilson gilson gonçalves diz: 28 de dezembro de 2015

    A diretoria do Avai, avalizou sua incompetencia no ano passado, confirmando o Cabral,como treinador, a pessoa a quem foi dada a oportunidade de tirar o clube do rebaixamento e q mostrou sua incopentencia, botando em campo, nos ultimos 3 jogos um time, que mesmo precisando ganhar e jogando com adversários completamente desmotivados, chutou apenas 1 bola ao gol e não criou praticamente, nenhuma jogada mais aguada, com um meio de campo, completamente sem iniciativa e criatividade,q dava dó de ver jogar, e deixando fora, jogadores com melhores condições tecnicas,pois deixar adriano, tinga, camacho e roberto, fora de um time que precisava da vitória é totalmente bestial….. 2016 vai ser outro ano daqueles pra nós avaianos, pois temos vergonha na cara e sofremos com o péssimo futebol apresentado por nosso time durante 2015,. e por incrivel q pareça, os técnicos conseguiram piorar o time, apesar do fraco elenco. tenho dito

Envie seu Comentário