Pular a barra do clicRBS e ir direto para o cabeçalho.
clicRBS
Nova busca - outros

Grazi Massafera quase desiste de ser atriz e desabafa: "Fazia por necessidade"

24 de outubro de 2017 1
5

Créditos: Reprodução/Instagram

Uma das grandes estrelas da Rede Globo, Grazi Massafera, lembro do início de sua carreira e afirmou não sentir prazer em atuar na época:

Antes, eu fazia por necessidade, porque eu não tinha profissão, e ser atriz era a profissão que tinha vindo para mim. Eu não amava o que eu fazia, estava fazendo por necessidade, dinheiro. Era mais sofrido ainda“, confessou.

6

Créditos: Reprodução/Instagram

No papel da vilã Lívia na nova novela que estreou nesta segunda-feira, 23, “O Outo Lado do Paraíso”, Grazi contou que o amor pela atuação foi surgindo aos poucos, que não era algo que cresceu com ela:

A dedicação e o foco são os mesmos, mas o que vem acontecendo agora é que eu tenho encontrado mais prazer em trabalhar como atriz. Comecei por necessidade e fui me apaixonando aos poucos. Fiz o caminho inverso de quase todos os atores. Entrei para ganhar dinheiro, e a paixão veio acontecendo ao longo do caminho. Mas tudo que eu me proponho a fazer, eu me dedico. Sei que exige um respeito por aquilo que eu estou fazendo“.

7

Créditos: Reprodução/Instagram

Ela também contou que mudou de opinião após o nascimento de sua filha, Sofia, de 5 anos, fruto de seu relacionamento com o Cauã Reymond:

Tenho muita responsabilidade em tudo o que eu assumo. Então, não ia ser diferente com a profissão. Porém, eu venho encontrando o prazer em fazer a partir do momento que deu o clique, que foi quando eu virei mãe. Gerando uma vida eu entendi melhor a vida“.

8

Créditos: Reprodução/Instagram

Diferente do que está acostumada, para dar vida a nova personagem, foi necessário abrir mão das férias por emendar “A Lei do Amor” com as preparações para a atual trama:

Eu acho que não tenho esse fôlego de emendar uma novela na outra. Mas como é um momento especial, voltar a trabalhar com eles, achei que valia a gratidão e o esforço físico. Mas eu estou bem cansada. São muitas horas de trabalho. É mexer muito com o psicológico. É você inventar uma pessoa, viver daquilo, acreditar naquilo“, finalizou.

The following two tabs change content below.

Comentários (1)

  • Nilda diz: 24 de outubro de 2017

    Pois deveria ter desistido, canastrona.

Envie seu Comentário