Pular a barra do clicRBS e ir direto para o cabeçalho.
clicRBS
Nova busca - outros

Posts na categoria "Faça você mesmo"

Cada cupcake vira um miniarraial

22 de junho de 2012 2

Hoje há vários bolinhos nas páginas centrais do caderno Gastronomia do Diário Catarinense, editado por mim. Para acompanhar, vai aqui uma receita de cupcakes bem apropriada para a época, para relembrar:

 Fotos Márcia Feijó

Que tal tornar a mesa de Festa Junina ainda mais divertida transformando cada cupcake num miniarraial? O trabalho maior é fazer as bandeirinhas e florzinhas de pasta americana, mas a receita dos bolinhos de milho verde não tem segredo algum.

Cupcake arraial

Ingredientes:

400g de milho verde (se for em lata, corresponde ao conteúdo de 2 unidades)

1/2 copo de água

1/2 xícara de óleo

1 lata de leite condensado

3 ovos

260g de farinha de trigo

3 colheres (sopa) de coco ralado

1 colher (sopa) de fermento em pó


 

 

 

Como fazer:

Bater o milho com a água no liquidificador. Coar e retornar o creme ao aparelho. Bater novamente acrescentando o óleo, o leite condensado e os ovos.

Transferir o conteúdo para um recipiente fundo e acrescentar a o coco ralado, a farinha e o fermento. Bater à mão até a massa ficar bem homogênea.

Forrar formas de alumínio próprias para cupcake com as forminhas de papel e despejar a massa em cada umja até encher cerca de 3/4 de cada uma.

Assar durante cerca de 25 minutos. Deixar esfriar bem antes de montar a cobertura.

Rendimento: 24 bolinhos


 

 

Como montar o arraial:

Corte pedaços de tecido de 3cm X 1,5 cm, aproximadamente. Dobre-os ao meio formando dois quadrados unidos e corte as pontas transformando-os em bandeiras. Passe pedaços de linha de pesponto ou de crochê em cada duas bandeirinhas. Enrole os dois lados da linha que estiverem sobrando em palitos de madeira, que farão as vezes de mastros. Dê nós para que a linha não se solte.

A grama a as flores são feitas de pasta americana.

Para a grama, abra a pasta americana verde com um rolo de massa e corte círculos usando a boca de um copo, no tamanho do topo de seus bolinhos.

Para fazer as flores, una cinco bolinhas pequenas de pasta americana vermelha (ou cor-de-rosa), formando as pétalas, e coloque no centro uma outra bolinha de pasta laranja (ou amarela).

Coloque os círculos de grama sobre o bolinho, espete os mastros com as bandeirinhas e acrescente a flor ao pé de um dos palitos.

Dica: se quiser que a pasta americana seque, você deve fazer a grama e as flores com dois dias de antecedência e guardar fora da geladeira. Na hora de colar a flor sobre a grama, a umedeça um pouquinho na parte inferior e pressione levemente.

****************************************************************

 Se você não quiser fazer a cobertura, pode ter certeza que só os bolinhos assados em forminhas coloridas já deixam a mesa da Festa Junina mais divertida.


Look expresso de festa junina para garotos

19 de junho de 2012 8

Este post é do ano passado, mas nunca é demais dar essa dica, não?

 

Esqueceu que hoje tem festa junina na escola e precisa produzir seu menino rapidamente? O blog Feito em Casa mostra como montar um look para o seu caipirinha.

Fotos Márcia Feijó

Primeiro passo – procure uma calça jeans velha dele na gaveta, de preferência que esteja curta (o que não é muito difícil nesssa idade né mães?). Você também vai precisar de linha colorida (se tiver linha de pesponto ou crochê, melhor), agulha de costura para linha grossa e tesoura.

Segundo passo – procure pela casa qualquer tipo de retalho de tecido (vale aquela camisa xadrez que seu marido aposentou, uma toalha de mesa velha – de preferência a tecidos de algodão bem coloridos etc…). Recorte quadrados do tecido (não tem problema se ficarem desfiando um pouco).

 Terceiro passo – prenda os quadrados com alfinetes em várias partes da frente e de trás da calça.

 

Quarto passo – costure os quadrados com pontos grosseiros espalhados sobre a calça jeans (use ponto de alinhavo, ou seja, costure por cima do tecido).

 

Quinto passo - a calça está pronta. Seu garoto tem uma camisa xadrez velha? Beleza. Se não tem, uma camisa ou camiseta lisa qualquer resolve.


Sexto passo – tem lápis de olho preto? Faça um bigodinho no seu caipirinha e ele está pronto para o arraial.

Jovens tricoteiras

11 de junho de 2012 4

Reprodução

Olá turma das agulhas!

Estamos procurando jovens (entre 18 e 30 anos) que gostam de tricotar, para uma matéria do cadreno Donna, do Diário Catarinense.

Se você se encaixa no perfil, escreva aqui para a gente. Ou mande seu contato para marcia.feijo@diario.com.br.

Yesterday foi um dia memorável! Agora eu quero um Help!

26 de abril de 2012 1

Os últimos dias foram tão corridos, com a cobertura do show de Paul McCartney em Floripa, que acabei não postando aqui no bloguinho o que eu fiz para relaxar durante este período.

Então, como um presente de despedida, vai a imagem da minha mais nova almofada de patchwork. Acho que vou usar para dar uma descansadinha nos próximos dias.

 Foto Márcia Feijó

 

Na galeria tem o molde das silhuetas para você fazer a sua.

 

 


Veja como fazer um porta-cd psicodélico

11 de abril de 2012 1

Se você é da velha guarda, como eu, e ainda curte comprar CDs – e carregá-los na mochila para ouvir por aí – aqui vai uma dica bacana: um porta-cd de tecido com estampa psicodélica.

Fotos Márcia Feijó

Assisti ao filme Across the Universe há poucos dias – quem me conhece sabe que estou mergulhada em Beatles até o último fio de cabelo crespo, por causa do show de Paul McCartney em Floripa – e quando vi a velha Kombi paz e amor num pedaço de tecido, não resisti.

Na parte de trás usei tecido tie die, no melhor estilo hippie. E na parte de dentro, com os compartimentos para encaixar os CDs, tecido liso. Tudo 100% algodão.


Você vai precisar de:

tecido de algodão (dois pedaços 20cm X 20cm estampados -usei um com estampa psicodélica e outro em tie die diferentes – e 50cm X 1,40cm do liso)

linha

tesoura

máquina de costura

alfinetes

manta acrílica

9 cm de fita de cetim (de largura um pouco maior do que a da fita mimosa)

Como fazer:

Corte o molde maior 2 vezes no tecido estampado (ou 1 vez no estampado e outro no tie die). Emende no lado reto formando uma peça com o formato de um “8″. Abra a peça e passe a ferro para esticar.

Faça uma tira dupla de tecido ou use uma fita de cetim (com 9cm) para fazer a alça que prenderá o botão.

Corte o mesmo formato da peça em “8″ na manta acrílica e no tecido liso.

Faça um sanduíche com a seguinte disposição: a peça de manta acrílica embaixo, a de tecido estampado sobre ela (com a estampa para cima) e o tecido liso sobre as outras duas camadas. Dobre a alça (ou fita) em duas e encaixe entre os dois tecidos de algodão, com a parte dobrada para dentro e as pontas para fora.

Costure o sanduíche pela borda, deixando um espaço de 6cm aberto. Desvire a peça através deste buraco, deixando a manta no meio, entre os dois tecidos. Depois, costure a parte aberta com pontos invisíveis, dobrando as bordinhas para dentro. Pronto, você já tem a capa do porta-CDs.

Corte agora os compartimentos da parte interna. Dobre o tecido liso ao meio e encaixe o molde sobre ele com a parte reta emparelhada com a dobra. Desta forma, corte mais peças em forma de “8″, um pouco menores do que a dimensão da capa do porta-cd.

Depois, corte 12 peças no tecido liso, usando o molde em formato de “D”.

Com o alfinete prenda dois “D” de cada lado das pontas do “8″ formando os bolsos para colocar os CDs. Na máquina de costura, faça zigue-zague (ou ponto de overloque) em toda a volta de cada peça.

Ajeite os compartimentos no interior da capa do porta-cd e faça uma costura no meio dos “8″, prendendo-os à capa.

À mão, costure um botão na parte da frente, na altura da alça.


Dica: se quiser um porta-cd com capacidade para mais discos, aumente na proporção de 4 peças em “D” para cada uma em “8″)


Aqui vão os moldes. Imprima e refaça em papelão, se for usar mais de uma vez.


Em tempo: no Across the Universe, o veículo não é uma kombi, mas um micro-ônibus antigo. Aqui vai o trecho, com participação especial de Bono Vox, para você curtir comigo.


Artesanato com etiqueta personalizada

02 de abril de 2012 0

No mês passado descobri um serviço muito legal para quem trabalha com artenato. A Haco Etiquetas, de Blumenau, é uma empresa que eu já conhecia do tempo em que acompanhava as semanas de moda brasileiras – Fashion Rio e São Paulo Fashion Week – por suas criações para os principais estilistas do país. O que eu não sabia é que elas agora têm um serviço voltado também para pequenos produtores.

O Haco Virtual é um site muito bacana, onde você pode customizar e encomendar produtos personalizados. Caiu na minha caixa de e-mails bem quando o meu estoque de etiquetas da Casa da Feijó estava chegando ao fim.

Experimentei e gostei muito. Há uma boa quantidade de opções de formatos, desenhos, fontes e cores mo site. Você pode optar entre etiquetas termocolantes ou para costurar na peça.

Quando fiz as minhas, não havia opção de utilização de logo próprio. Mas agora já tem. Também há apliques termocolantes em fomatos de escudo, redondos, quadrados, retangulares. E uma seção especial para os petmaníacos.

Ah! Importante: o site é bem fácil de navegar. E a customização, autoexplicativa, é “Mumu com Fanta”.

Foto Márcia Feijó

Me cadastrei no site, fiz a compra, paguei com cartão e recebi tudo direitinho. Inclusive recebi e-mails de acompanhamento do pedido no correio. O preço também não é nada de assustar.

O endereço é www.hacovirtual.com.br.

Outra boa utilidade dessas etiquetas, mamães, é colocar nos uniformes e material escolar da garotada. Eu, como assídua frequentadora do Achados e Perdidos do colégio do meu pequeno, estou pensando em adotá-las.



Dicas de receitas e artesanato para a Páscoa

28 de março de 2012 0

Como fazer um porta lápis de cor personalizado

09 de fevereiro de 2012 3

É hora de voltar para a escola. As livrarias estão repletas de opções com os ídolos musicais e os personagens de desenho animado da televisão (e lotadas de pais e mães). Mas se você gosta de exclusividade, é possível criar vários itens que somente os seu filhote ou “filhota” terá (a não ser que você resolva ganhar um dinheirinho extra vendendo esses artigos).

Com tecidos e estampas coloridas e divertidas, dá para produzir capas reforçadas de cadernos, penal e lancheiras. Sem falar em cases de equipamentos eletrônicos como máquina fotográfica, celular, notebook e iPad que agradam aos grandinhos.

Já mostrei aqui como fazer penal e capa de máquina fotográfica. E como fazer uma capa de iPad cujo processo pode ser adaptado para um case de notebook.

Aqui vai mais uma opção bacana, um case para organizar os lápis de cor, giz de cera ou canetinhas.

Fotos Márcia Feijó


Você vai precisar de:

2 retângulos de tecido (podem ter diferentes estampas) de 30 X 35cm

1 retângulo de manta acrílica de 30 X 35cm

1 pedaço de fita mimosa (cerca de 6cm)

1 botão

linha de costura

agulha

tesoura

alfinetes

máquina de costura


1. Monte um “sanduíche” da seguinte maneira: primeiro a fibra, depois o tecido de fundo com a estampa para cima e, por último, o outro tecido com a estampa para baixo.

2. Na lateral esquerda ou direita, a uns 6cm da borda superior,  prenda a fita com um alfinete entre os dois tecidos, dobrada em duas (a dobra fica para dentro e as bordas para fora), formando uma alça.

3. Costure toda a borda do retângulo deixando cerca de 4cm abertos para desvirar.

3. Desvire a peça (você ficará cum a fibra entre os dois tecidos e estes com as estampas para o lado de fora) e costure o pedaço aberto com pontos invisíveis.

4. Faça uma nova costura em toda a volta do retângulo, a cerca de 1,5cm da borda.

5. Dobre 10 cm da base da peça para o lado de cima dela, como se estivesse criando um bolso. Costure as laterais deste bolso.

6. Costure canaletas na parte dobrada, a cada 2cm, formando os nichos para os lápis.


6. Feche os penal dobrando duas abas laterais uma por cima da outra. A dobra com a alça da fita fica por cima. Na de baixo, prenda o botão na altura da alça formada pela fita.



Case de notebook com estampa de jornal

01 de fevereiro de 2012 2

Eis mais um jeito de proteger seu brinquedinho favorito.

Este case de notebook foi encomendado pelo colega Danilo Duarte depois que ele viu a capa de iPad feita sob medida para a Pati Prado.

 O processo de fabricação :0) é praticamente o mesmo. Basta mudar as dimensões. E, como a do notebook é um pouco maior, usei dois botões desta vez para prender a aba.

Veja aqui como fazer.

 O tecido, com recortes de jornal e letreiro do New York Times, é fabricado pela Círculo.

Foto Danilo Duarte


Chinelos de praia forrados com tecido

30 de janeiro de 2012 0

No ano passado publiquei um vídeo ensinando a fazer chinelos de dedo forrados com tecido. Ainda está em tempo de criar os seus.

Usando um pouco mais de brilho e a sua criatividade, você pode utilizar o mesmo processo para fazer um par que combine com a sua fantasia de Carnaval.

Veja aqui qual o material necessário e como fazer os chinelos forrados.


No post abaixo há outro vídeo ensinando como fazer uma bolsa porta-trecos para pendurar na cadeira de praia.