Pular a barra do clicRBS e ir direto para o cabeçalho.
clicRBS
Nova busca - outros

Posts na categoria "Dicas de limpeza"

Separe seu lixo adequadamente

04 de janeiro de 2012 2

Começou 2012 e é hora de colocar a vida em ordem. Que tal começar pelo seu lixo?

Há cerca de 10 anos, ter duas latas de lixo na cozinha ou na área de serviço, para separar material descartado orgânico e reciclável, era uma novidade. Hoje, infelizmente ainda não se pode nem dizer que este hábito esteja totalmente disseminado, mas ele já não basta. É necessário dar um passo adiante na questão. E parece que um novo hábito já começa a entrar nas nossas casas.

Há pouco tempo encontrei, no supermercado que costumo frequentar, uma série de recipientes para o lixo doméstico, em cores diversificadas e com a indicação de conteúdo a que se destinam estampada: orgânico, papel, plástico, metal e vidro. A intenção é usá-los para uma separação mais minuciosa do lixo, já dentro de casa.

Há poucos meses, também, o síndico do condomínio onde moro distribuiu uma circular informando sobre a adaptação do prédio à Lei 12.305, de 2010, instituindo a Política Nacional de Resíduos Sólidos.

A legislação trata, inclusive, do lixo doméstico, passando a ser obrigatória a separação dos resíduos sólidos, e sua disponilização adequada para coleta. Portanto, esta separação, como bem disse o síndico na cartinha, precisa começar dentro dos apartamentos.

Andei pesquisando e encontrei na internet uma série de outros recipientes apropriados para fazer a separação adequada do descarte. Em tamanhos menores e mais práticos do que o que já se vê em locais públicos.

Então, aqui vai uma galeria de opções.

 



 



 


 




E, claro, se a ideia é preservar, você também pode adaptar as próprias lixeiras que já tiver em casa. Basta colar nelas um adesivo com a nomenclatura.

Para ajudar, o colega Lucas Abreu criou para nós algumas opções que você pode imprimir, adesivar e depois colar nas suas lixeiras.



 

 

 


Há sol? Coloque as roupas nele

29 de junho de 2011 0

Neste inverno frio que chegou, cada vez que um solzinho apontar, coloque seus casacos e blusões de lã em cabides e espalhe-os por todas as áreas de sol que você estiver disponíveis – mesmo que você more num apartamento. Os raios solares vão fritar os ácaros dessas peças.

Reserve apenas uma área da casa. Arrede  a cadeira mais confortável para o espaço de sol reservado, pegue um livro, sente-se e relaxe. Os raios irão mandar fritasr as teias de aranhas do sue cérebro também!

Se tiver um notebook, puxe para perto mas nem pense em usá-lo para trabalhar. Apenas deixe rolar os vídeos abaixo:




Em tempo: o solzinho que havia hoje pela manhã já era, mas fica a dica para quando ele retornar.

 

Café, um pretinho mais do que básico

24 de maio de 2011 0

Não vivo sem café. Tenho que me segurar para não abusar desse pretinho que é básico na minha vida.

Além de ser delicioso, o café tem mil e uma utilidades domésticas. Por exemplo, serve para ajudar a amenizar maus odores da geladeira. Basta deixar dentro dela um potinho com um pouco de pó (ou borra) – mas a tampa precisa ser furada. 

A borra tambén serve para afastar formigas e lesmas da sua horta ou jardim. Experimente colocar um pouquinho nas bordas dos vasos ou floreiras.

Dia desses também descobri que dá para fazer lindas florees de… filtro de papel para coar café (depois de usado, aliás).

E hoje, que é Dia do Café, vai aqui uma receitinha para transformá-lo em algo ainda mais delicioso. Ela foi ensinada pelo chef Roberto Kisz, em uma oficina promovida pela Mavalério na loja Toque Final, em Florianópolis.

Foto Márcia Feijó


Bombom cookie de café

Ingredientes:

250g de cobertura em gotas para derreter sabor chocolate branco Mavalério

10g de café solúvel

125g de cookies em pedaços sabor chocolate Mavalério

Como fazer:

1. Em um recipiente, derreta a cobertura amarga em banho-maria ou micro-ondas.

1. Adicione o café solúvel, misture bem e acrescente os cookies em pedaços.

3. Utilizando uma colher de sopa, despeje o conteúdo em formas de plástico para chocolate (na foto, a sugestão tem o formato de sementes de cacau). Se preferir, pingue pequenas quantidades sobre uma folha de papel manteiga, criando formas irregulares.

4. Leve para gelar por 10 minutos. Sirva gelado.













Mais uma dica sobre vinagre

14 de março de 2011 0

O colega Marcos Castiel também mandou uma contribuição sobre o uso de vinagre na limpeza. Ele diz que é tiro e queda!

Vinagre é ótimo para prevenir o mofo em armários. Uma limpeza com pano umedecido por mês é uma baita ajuda. E formiga também não gosta.

Sai pra lá cheiro de cigarro!

14 de março de 2011 6

Reprodução internet

Meu colega jornalista Cristiano Dalcin é fumante, mas não curte casa com cheiro de cigarro. Dia desses, batendo um papo na frente do jornal, após o plantão de Carnaval, ele me contou como faz para livrar-se desse tipo de odor.

Vai aí a receita do Cris:

Coloque um “dedo” de vinagre em um pote plástico com uma esponja. Ela ficará umedecida pelo vinagre e absorverá o odor de fumaça do ambiente.

O Cris aconselha a usar vinagre branco.

Aliás, vinagre é bom para muita coisa relacionada à limpeza. Estou fazendo uma lista dos mil e um usos do vinagre. Se você souber de mais alguma dica, envie por favor.


Xô cheiro de fritura!

28 de fevereiro de 2011 0

O óleo essencial da Linha Relax Interlar, que mencionei no post de ontem, por ser concentrado, age rapidamente para eliminar cheiros desagradáveis da cozinha. Mas você também pode experimentar uma solução natural: ferver cascas de laranja.

O vapor que emana delas ajuda a afastar estes odores malignos que impregnam o cozinha após fritar um bifinho ou famigeradas batatinhas.

Coloque as cascas numa panela e ferva tudo por alguns minutos. Se tiver em casa, acrescente ainda alguns cravos e um pau de canela.

Aliás, esta dica não é eficiente só com cheiro de fritura. Testei ontem na cozinha de casa depois de uma farta produção de tempero caseiro (que tem alho entre seus ingredientes). O cheiro ruim “evaporou” rapidinho e sobressaiu-se um agradável aroma de laranja com canela e cravo em toda casa.

 

Sabão bom se faz em casa

12 de janeiro de 2011 0

Nossa produção de sabão caseiro. Fotos Márcia Feijó

Conhecem o ditado: “Roupa suja se lava em casa”? Em Francisco Beltrão (PR), o sabão em barra também é feito em casa. E, não sei se é impressão minha, mas o resultado parece muito melhor do que as opções que encontramos no mercado. Principalmente para lavar a louça. As panelas parecem ficar muito mais brilhantes com ele.

Eu e minhas cunhadas sempre ganhamos umas barrinhas quando a minha sogra D. Lidia Gubert vem nos visitar em Florianópolis. Mas nestas férias decidi acompanhar a produção pessoalmente. Como eu tive que registrar, quem ajudou na confecção foi o meu marido Jacy.

Claro que não é muito prático fazer sabão em casa. São usados ingredientes que exigem o máximo de cuidado (a soda cáustica não pode ser manuseada sem luvas e máscara; ela pode causar queimaduras graves). E em apartamentos o espaço para este tipo de atividade costuma ser bem mais reduzido. Mas fica a dica e  a receita.

Ingredientes:

4 kg de sebo (gordura animal)

1kg de soda cáustica

5 litros de alcool

1 litro de óleo de cozinha

4 litros de água

Como fazer:

Colocar o sebo em panelas grandes e levar ao fogo até derreter.

Obs.: O cheiro não é nada agradável.








Colocar a água numa bacia funda e diluir a soda (que irá elevar rapidamente a temperatura da água, fazendo-a ferver – use luvas e máscara). Mexer – com colher de pau ou um pedaço de madeira de cabo bem longo - até dissolver bem.

Acrescentar o sebo derretido e o óleo de cozinha (que pode ser óleo reaproveitado) coando para tirar as impurezas. Continuar mexendo sempre.



Depois, acrescentar o alcool. Continuar mexendo até formar espuma.








Deixar esfriar a mistura (cerca de 24 horas nos dias mais quentes), em local bem ventilado. Quando endurecer bem, virar a bacia num local onde a barra de sabão possa ser cortada. Cortar com facão grande formando barras menores (não muito pequenas). Armazenar em local seco.


Com esta receita você obtém cerca de 35 barras de sabão.

Dica: com o passar do tempo e bem armazenadas, as barras irão endurecer mais.



Lençóis brancos para a vida toda

22 de outubro de 2010 0


Foto divulgação

Revendo o post abaixo sobre o acondicionamento de edredons e cobertores durante os meses quentes, lembrei de um outro costume bem antigo. No tempo dos nossos avós, os lençóis brancos (geralmente aqueles que faziam parte do enxoval da noiva e eram colocados amorosamente para "quarar" nos quintais gramados) eram guardados envoltos em papel de seda. A prática evitava que eles amarelassem, ao ficarem guardados por muito tempo. Vale a pena experimentar e a dica é usar papel de seda azul.

(Hoje estou nostálgica!)



Edredons e cobertores, já para o armário!

21 de outubro de 2010 0

Um certo friozinho permanece nas manhãs e fins de tarde, mas parece que os dias mais rigorosos do se foram mesmo. Então, está na hora de tirar cobertores e edredons da cama e trocá-los por uma colcha mais leve.

Antes de colocá-los para hibernar no fundo do armário, o primeiro passo é lavá-los. Depois de limpos e cheirosinhos, eles devem ser bem dobrados (com a estampa ou parte de cima trabalhada virada para dentro) e acondicionados.

Para guardá-los, o melhor seria em balagens de TNT, que permitem a “respiração” da peça. Outra opção é a própria embalagem plástica com zíper que vem com os cobertores. Mas se você jogou fora, saiba há subsitutos à venda no mercado (olhe este modelo aqui).

Para alojar as peças que ficarão muito tempo sem uso, procure um espaço do armário que não tenha contato com paredes externas, para evitar a umidade.

Mais uma dica: coloque no meio do edredon ou cobertor, um sachê com algum aroma delicado, como lavanda ou camomila. Dê preferência aos sachês secos, pois os úmidos podem manchar o tecido e até criar fungos. Os sachês perfumados com corantes também podem danificar as peças.

Confira no post abaixo como fazer seu próprio sachê com cheirinho gostoso.

Sachês perfumados para as gavetas

20 de outubro de 2010 17

Estes têm cheirinho de lavanda. Foto Márcia Feijó

Na semana passada fiz um post sobre a facilidade de encontrar no mercado todo o tipo de aromatizador de ambiente, atualmente. Mas fazer seus próprios sachês de gaveta também não é nada difícil.

Você vai precisar de:

500 g de sagu

10 ml de perfume

1 saco plástico reforçado

saquinhos de tecido de algodão  com cerca de 8 cm X 8 cm (escolha estampas delicadas ou bem vivas, de acordo com seu gosto ou locais onde você irá usá-los)

fitas de cetim (com cerca de 30 cm de comprimento)

plumante (opcional)

Como fazer:

Coloque o sagu no saco plástico. Adicione o perfume e feche bem. Deixe descansar por pelo menos 24 horas, longe do sol.

Depois deste tempo, encha cada saquinho de tecido com o sagu e, se quiser, o plumante. Feche-os com as fitas de cetim fazendo um laço bem bonito.

Dica: Se você usar o plumante junto com o sagu, para rechear os saquinhos, 500 g renderá cerca de 25 saquinhos. Se usar só o sagu, o rendimento cai para cerca de 15 saquinhos.

Pulo do gato: o plumante, além de fazer com que o sagu renda mais, deixa o saquinho mais fofinho.