Pular a barra do clicRBS e ir direto para o cabeçalho.
clicRBS
Nova busca - outros

Posts na categoria "Salão de festas"

Espantalhos para alegrar a festa junina

02 de julho de 2012 1

Uma graça esses enfeites de festa junina da Rica Festa.

Deixam qualquer decoração mais alegre.

As lojas ficam em São Paulo (veja enderço abaixo), mas têm venda pela internet.


Fotos divulgação

 Onde você encontra:

Rica Festa

Mais informações pelo site:

www.ricafesta.com.br

info@ricafesta.com.br 

SAC: 11 3040-4290

MegaStore Rica Festa Itaim

Avenida Presidente Juscelino Kubitschek, 273, Itaim, SP, (11) 3040-4290

Horários de funcionamento: de segunda a sexta, das 9h30min às 19h; aos sábados, das 9h30min às 18h

 MegaStore Rica Festa Pompéia

Avenida Pompéia, 2060, Pompéia, SP, (11) 3873-8098

Horários de funcionamento: de segunda a sexta, das 9h30min às 19h; aos sábados, das 9h30min às 18h

Cupcake de paçoca para festa junina

25 de junho de 2012 0

Conheço um senhor porto-alegrense que adora amendoim, principalmente em doces como paçoca, rapadura e pé de moleque. Ele chega a ter um pequeno estoque numa parte pouco usada do armário de louças da sua casa. Logo que vi uma receita de cupcake de paçoca de amendoim no livro O Mundo dos Cupcakes, da Carole Crema, pensei nele.

É uma opção diferente e bem interessante para os festejos desta época do ano. Resolvi testar a receita, mas fiz algumas alterações tanto nos ingredientes quanto no modo de preparar. O resultado ficou bem legal e compartilho aqui com vocês. A receita abaixo não é a original, mas indica o jeito como preparei.

Foto Márcia Feijó

 

Cupcake de paçoca de amendoim 

Ingredientes para a massa:

80g de manteiga sem sal em temperatura ambiente

3 ovos (Carole indica 2 ovos e 1 gema, mas achei que a massa ficou muito seca)

1,5 xícara de paçoca de amendoim desmanchada (despedace com as mãos até ficar sem pedaços embolotados)

3/4 de xícara de farinha de trigo peneirada

1/2 xícara de açúcar

1 colher (chá) de fermento em pó

1/2 colher (chá) de sal

 

Ingredientes para a cobertura – ganache fino

100g de chocolate meio amargo

1 colher (sopa) de manteiga sem sal

3 colheres (sopa) de creme de leite

1 xícara de paçoca de amendoim desmanchada

Dica: a receita do livro de Carole Crema para ganache fino indica usar glucose de milho, mas eu não usei

 

Como fazer a massa:

Numa tigela, misture a paçoca desmanchada, a farinha de trigo peneirada, o fermento e o sal. Reserve.

Em outra tigela, desmanche bem a manteiga. Acrescente os ovos, o açúcar  e bata até ficar homogêneo.

Junte as duas misturas e bata novamente até ficar homogêneo.

Preaqueça o forno a 180 graus.

Enquanto isso, coloque as forminhas de papel dentro das formas de alumínio ou silicone.

Depois, preencha as forminhas até cerca de 3/4 do volume total.

Leve ao forno por cerca de 20 minutos até que a massa tenha crescido e esteja dourada.

Dica:

Procure não abrir o forno nos primeiros 10 minutos. Mas depois que a massa estiver crescida, se tiver dúvida se ela está pronta ou não, abre o forno e espete um dos bolinhos com um palito de madeira (de dente). Se o palito sair seco, é porque o bolinho está assado.

 

Retire os bolinhos das formas de alumínio (ou silicone) e coloque para esfriar.

Depois de completamente frios, você pode aplicar a cobertura.

 

Como fazer a cobertura:

Pique o chocolate em pedaços pequenos e coloque numa tigela de cerâmica com a manteiga.

Numa panela pequena ou caneca, leve o creme de leite ao fogo e aqueça até ferver.

Jogue o creme de leite fervendo sobre o chocolate e misture vigorosamente até que os pdeaços e a manteiga estejam bem desmanchados, tornando-se uma calda grossa.

Esparrame ganache sobre a superfície do cupcake e depois polvilhe com paçoca de amendoim desmanchada.

Se quiser deixar seus cupcakes juninos ainda mais bonitinhos, use wrappers de cartolina com estampa xadrez para envolvê-los.

 

Veja aqui como transformar seu cupcake de milho verde num miniarraial.

 

 

 

 

 

 

Cada cupcake vira um miniarraial

22 de junho de 2012 2

Hoje há vários bolinhos nas páginas centrais do caderno Gastronomia do Diário Catarinense, editado por mim. Para acompanhar, vai aqui uma receita de cupcakes bem apropriada para a época, para relembrar:

 Fotos Márcia Feijó

Que tal tornar a mesa de Festa Junina ainda mais divertida transformando cada cupcake num miniarraial? O trabalho maior é fazer as bandeirinhas e florzinhas de pasta americana, mas a receita dos bolinhos de milho verde não tem segredo algum.

Cupcake arraial

Ingredientes:

400g de milho verde (se for em lata, corresponde ao conteúdo de 2 unidades)

1/2 copo de água

1/2 xícara de óleo

1 lata de leite condensado

3 ovos

260g de farinha de trigo

3 colheres (sopa) de coco ralado

1 colher (sopa) de fermento em pó


 

 

 

Como fazer:

Bater o milho com a água no liquidificador. Coar e retornar o creme ao aparelho. Bater novamente acrescentando o óleo, o leite condensado e os ovos.

Transferir o conteúdo para um recipiente fundo e acrescentar a o coco ralado, a farinha e o fermento. Bater à mão até a massa ficar bem homogênea.

Forrar formas de alumínio próprias para cupcake com as forminhas de papel e despejar a massa em cada umja até encher cerca de 3/4 de cada uma.

Assar durante cerca de 25 minutos. Deixar esfriar bem antes de montar a cobertura.

Rendimento: 24 bolinhos


 

 

Como montar o arraial:

Corte pedaços de tecido de 3cm X 1,5 cm, aproximadamente. Dobre-os ao meio formando dois quadrados unidos e corte as pontas transformando-os em bandeiras. Passe pedaços de linha de pesponto ou de crochê em cada duas bandeirinhas. Enrole os dois lados da linha que estiverem sobrando em palitos de madeira, que farão as vezes de mastros. Dê nós para que a linha não se solte.

A grama a as flores são feitas de pasta americana.

Para a grama, abra a pasta americana verde com um rolo de massa e corte círculos usando a boca de um copo, no tamanho do topo de seus bolinhos.

Para fazer as flores, una cinco bolinhas pequenas de pasta americana vermelha (ou cor-de-rosa), formando as pétalas, e coloque no centro uma outra bolinha de pasta laranja (ou amarela).

Coloque os círculos de grama sobre o bolinho, espete os mastros com as bandeirinhas e acrescente a flor ao pé de um dos palitos.

Dica: se quiser que a pasta americana seque, você deve fazer a grama e as flores com dois dias de antecedência e guardar fora da geladeira. Na hora de colar a flor sobre a grama, a umedeça um pouquinho na parte inferior e pressione levemente.

****************************************************************

 Se você não quiser fazer a cobertura, pode ter certeza que só os bolinhos assados em forminhas coloridas já deixam a mesa da Festa Junina mais divertida.


Look expresso de festa junina para garotos

19 de junho de 2012 8

Este post é do ano passado, mas nunca é demais dar essa dica, não?

 

Esqueceu que hoje tem festa junina na escola e precisa produzir seu menino rapidamente? O blog Feito em Casa mostra como montar um look para o seu caipirinha.

Fotos Márcia Feijó

Primeiro passo – procure uma calça jeans velha dele na gaveta, de preferência que esteja curta (o que não é muito difícil nesssa idade né mães?). Você também vai precisar de linha colorida (se tiver linha de pesponto ou crochê, melhor), agulha de costura para linha grossa e tesoura.

Segundo passo – procure pela casa qualquer tipo de retalho de tecido (vale aquela camisa xadrez que seu marido aposentou, uma toalha de mesa velha – de preferência a tecidos de algodão bem coloridos etc…). Recorte quadrados do tecido (não tem problema se ficarem desfiando um pouco).

 Terceiro passo – prenda os quadrados com alfinetes em várias partes da frente e de trás da calça.

 

Quarto passo – costure os quadrados com pontos grosseiros espalhados sobre a calça jeans (use ponto de alinhavo, ou seja, costure por cima do tecido).

 

Quinto passo - a calça está pronta. Seu garoto tem uma camisa xadrez velha? Beleza. Se não tem, uma camisa ou camiseta lisa qualquer resolve.


Sexto passo – tem lápis de olho preto? Faça um bigodinho no seu caipirinha e ele está pronto para o arraial.

Valdir Agostinho ensina a fazer prato de festa junina

14 de junho de 2012 0

O caderno Gastronomia desta semana traz uma receita ensinada pelo artista plástico, músico e tradicionalista de Florianópolis Valdir Agostinho.

Ele mostra como era preparada a batata-doce e o aipim com melado, do jeitinho como sua mãe fazia. A dupla, segundo Agostinho, fazia sucesso nos festejos tradicionais.

Confira as dicas no vídeo abaixo e a receita no Gastronomia, que é publicado toda sexta-feira.


Um agradecimento especial ao pessoal do Atelier Vinícus Basso, em Jurerê Internacional, onde o vídeo foi gravado.

Dicas de receitas e artesanato para a Páscoa

28 de março de 2012 0

Receita de sanduíche para os foliões

15 de fevereiro de 2012 2

Criei esta receitinha no ano passado, às vésperas do Carnaval. Aqui vai ela de novo.

Foto Márcia Feijó



Sanduíche folião

Ingredientes

1 pão de sanduíche fatiado sem casca


Molho verde

1 xícara de talos de espinafre picados

1 dente de alho descascado e picado

3 colheres (sopa) de maionese

1colher (chá) de azeite de oliva

6 folhas de manjericão

 

Molho laranja

1 cenoura (tamanho médio) ralada (crua)

2 colheres (sopa) de queijo ralado

1 pitada de sal

1 colher (chá) de azeite de oliva

 

Molho vermelho

1/2 beterraba ralada (crua)

1/2 colher de sal

temperos secos (orégano, manjericão, manjerona, sálvia, cebolinha)

100 g de ricota

1 colher (chá) de azeite de oliva

1 dente de alho descascado e picado

 

Como fazer:

Bater todos os ingredientes do molho verde (menos a maionese) no processador ou no liquidificador. Depois de processado, misturar a maionese e reservar.

Bater todos os ingredientes do molho vermelho no processador ou no liquidificador e reservar.

Misturar a cenoura ralada com o queijo ralado, o azeite de oliva e o sal (molho laranja). Reservar.

 

Montagem:

Alternar fatias do pão de sanduíche e os três molhos, formando camadas coloridas.

Com esta quantidade de molho é possível fazer de 4 a 5 sanduíches.

 

Dica: se não for consumir na hora, embalar em papel alumínio e manter na geladeira.



Cupcake para o Valentine's Day

14 de fevereiro de 2012 1

Gente, chegou o Valentine’s Day e eu nem consgeui preparar um post especial para este dia.

Aliás, não fosse a minha colega Sarah aqui me avisar, tinha passado em branco.

Mas vale lembrar do cupcake preparado para o Dia dos Namorados, no ano passado.

Quem sabe você nãos e anima e espera aquela pessoal especial com um bolinho igualmente especial?

A receita do cupcake apaixonado está neste post.

 

Foto Márcia Feijó

Receita de Bolo Rei, uma tradição comestível

05 de janeiro de 2012 1

Amanhã é Dia de Reis, data em que se comemora a visita dos Reis Magos a Jesus Cristo, logo após seu nascimento. Aprendi com a minha família que neste dia se deve retirar os enfeites de Natal da casa e prepará-la para o ano que acabou de começar.

Não costumávamos assar o Bolo Rei, neste dia. Conheci o costume trazido ao país pelos colonizadores portugueses bem mais tarde. E até agora nunca tinha posto em prática, mas nesta semana decidi testar uma receita. Nesta minha primeira tentativa, achei que a massa não cresceu muito e ficou um pouco mais consistente do que deveria. Recomendo sovar bastante (algo que não fiz) e diminuir um pouco a quantidade original de farinha (na receita que postei abaixo, já calculei esta diferença).

 A tradição manda ainda que sejam incluídos dois itens na massa: uma fava de baunilha e um presente. Quando as fatias forem cortadas, a pessoas que tirar a fava ficará responsável por oferecer o Bolo rei no próximo ano. Já quem ganhar o presente, terá sorte o ano todo.

Foto Márcia Feijó


Bolo Rei

Ingredientes:

550g de farinha de trigo

2 tabletes de fermento biológico

1 xícara de açúcar

4 colheres (sopa) de leite morno

5 ovos

2 colheres (sopa) de casca de laranja ralada

1/2 xícara de azeite de oliva

1/2 xícara de uva-passa

4 colheres (sopa) de amêndoas picadas

4 colheres (sopa) de nozes picadas

1/2 xícara de frutas cristalizadas

 

Para a decoração:

cerejas em calda

damascos secos

amêndoas inteiras

nozes sem casca partidas pela metade

açúcar confeiteiro

 

Como fazer:

Em uma tigela menor, misture o fermento e 3 colheres (sopa) de açúcar amassando até obter uma pasta. Misture o leite e 4 colheres (sopa) de farinha de trigo. Cubra com um pano de prato e deixe crescer por 15 minutos.

Em outro recipiente, separe as claras e bata com garfo ou batedor manual. Acrescente as gemas e bata mais um pouco. Adicione as raspas de casca de laranja e reserve.

Peneire a farinha de trigo restante em uma tigela grande e faça uma cavidade no centro. Coloque na cova o azeite de oliva (reserve 1/2 colher de sopa para usar depois) e o açúcar restante. Misture com as pontas dos dedos formando uma farofa. Acrescente a a massa fermentada que havia sido reservada. Junte a mistura de ovos e laranja aos poucos, misturando delicadamente até a massa ficar homogênea. Sove-a bem sobre uma superfície lisa, por, no mínimo, 7 minutos.

Adicione à massa nozes, uvas passas, amêndoas e frutas cristalizadas, um pouco de cada vez e voltando a misturar a cada acréscimo, para espalhar bem. Retorne a massa para a tigela, cubra com um pano de prato e deixe crescer por 1 hora, em local abrigado do vento.

Com o azeite que restou, unte uma forma redonda baixa (do tipo usado para pizzas). Retire a massa da tigela, modele na forma de uma anel. Coloque sobre a forma e deixe crescer por mais 30 minutos.

Bata o quinto ovo e pincele sobre a massa. Depois do tempo de crescimento, distribua sobre a massa as cerejas, amêndoas, nozes e damascos inteiros. Leve ao forno preaquecido, em temperatura média, por 40 minutos.

Desenforme enquanto ainda estiver morno e disponha em um prato. Polvilhe por cima o açúcar confeiteiro.

Receita de torta com panetone, sorvete e frutas vermelhas

02 de janeiro de 2012 2

Foto Márcia Feijó

No Natal, minha cunhada Ana Cláudia Gubert ficou responsável pela sobremesa. Levou com um doce delicioso que ela aprendeu assistindo ao programa do Jamie Oliver na madrugada – ela tem um bebê ainda em fase de amamentação. Ele foi feito com panetone e sorvete. Muuuuito gostoso.

Testei a receita no Ano-Novo e todos adoraram. Alguns me disseram que viram essa receita também no programa da Ana Maria Braga. Bom, no mundo da culinária, tudo se copia e adapta para seu próprio paladar. Aqui vai a receita com pequenas alterações que fiz, incluindo frutas vermelhas frescas. 

É outra excelente dica para aproveitar os panetones que sobreviveram às festas de final de ano.

Torta de panetone, sorvete e frutas vermelhas

Ingredientes:

1 panetone com frutas cristalizadas (ou 1 panetone mais 100g de frutas cristalizadas)

150g de mirtilos

150g de cerejas (frescas ou em calda)

150g  de morangos

500g de sorvete de creme

200g de chocolate amargo ou meio amargo para derreter

Dica: podem ser usadas amoras e framboesas. Pistache e castanhas bem picadas também vão bem nesta receita.

 

Você vai precisar ainda de uma vasilha arredondada (pode ser de plástico, inox ou cerâmica) e de filme plástico.

 

Como fazer:

Pique cerca de 100g de morangos e cerejas (framboesas e amoras também, se for usar). Reserve algumas frutas inteiras, inclusive mirtilos, para enfeitar a torta.

Forre todo o fundo de uma vasilha arredondada com filme plástico.

Deixe o sorvete amolecer um pouco.

Corte parte do panetone em fatias, pique-as e forme uma cama no fundo e laterais da vasilha.

Por cima do panetone, forme uma camada de sorvete.

Disponha sobre o sorvete parte as frutas misturadas (morangos, cerejas, mirtilos e as demais, se usar). Acrescente sorvete e, sobre ele, mais frutas. Coloque mais sorvete e feche com uma última camada de fatias de panetone.

Tape a vasilha com o filme plástico. Coloque um prato raso por cima para pressionar e leve ao freezer até endurecer bem.

Uma hora antes de servir, retire do freezer e deixe na geladeira.

Na hora de servir, derreta o chocolate no micro-ondas (veja aqui como fazer). Retire  o filme plástico, vire a torta em um prato e banhe o topo, formando uma casquinha de cobertura (cuide para que ela não fique muito grossa, pois fica ruim d e cortar). Decore o prato com as frutas inteiras reservadas.