Pular a barra do clicRBS e ir direto para o cabeçalho.
clicRBS
Nova busca - outros

Posts na categoria "Festa Junina"

Espantalhos para alegrar a festa junina

02 de julho de 2012 1

Uma graça esses enfeites de festa junina da Rica Festa.

Deixam qualquer decoração mais alegre.

As lojas ficam em São Paulo (veja enderço abaixo), mas têm venda pela internet.


Fotos divulgação

 Onde você encontra:

Rica Festa

Mais informações pelo site:

www.ricafesta.com.br

info@ricafesta.com.br 

SAC: 11 3040-4290

MegaStore Rica Festa Itaim

Avenida Presidente Juscelino Kubitschek, 273, Itaim, SP, (11) 3040-4290

Horários de funcionamento: de segunda a sexta, das 9h30min às 19h; aos sábados, das 9h30min às 18h

 MegaStore Rica Festa Pompéia

Avenida Pompéia, 2060, Pompéia, SP, (11) 3873-8098

Horários de funcionamento: de segunda a sexta, das 9h30min às 19h; aos sábados, das 9h30min às 18h

Cupcake de paçoca para festa junina

25 de junho de 2012 0

Conheço um senhor porto-alegrense que adora amendoim, principalmente em doces como paçoca, rapadura e pé de moleque. Ele chega a ter um pequeno estoque numa parte pouco usada do armário de louças da sua casa. Logo que vi uma receita de cupcake de paçoca de amendoim no livro O Mundo dos Cupcakes, da Carole Crema, pensei nele.

É uma opção diferente e bem interessante para os festejos desta época do ano. Resolvi testar a receita, mas fiz algumas alterações tanto nos ingredientes quanto no modo de preparar. O resultado ficou bem legal e compartilho aqui com vocês. A receita abaixo não é a original, mas indica o jeito como preparei.

Foto Márcia Feijó

 

Cupcake de paçoca de amendoim 

Ingredientes para a massa:

80g de manteiga sem sal em temperatura ambiente

3 ovos (Carole indica 2 ovos e 1 gema, mas achei que a massa ficou muito seca)

1,5 xícara de paçoca de amendoim desmanchada (despedace com as mãos até ficar sem pedaços embolotados)

3/4 de xícara de farinha de trigo peneirada

1/2 xícara de açúcar

1 colher (chá) de fermento em pó

1/2 colher (chá) de sal

 

Ingredientes para a cobertura – ganache fino

100g de chocolate meio amargo

1 colher (sopa) de manteiga sem sal

3 colheres (sopa) de creme de leite

1 xícara de paçoca de amendoim desmanchada

Dica: a receita do livro de Carole Crema para ganache fino indica usar glucose de milho, mas eu não usei

 

Como fazer a massa:

Numa tigela, misture a paçoca desmanchada, a farinha de trigo peneirada, o fermento e o sal. Reserve.

Em outra tigela, desmanche bem a manteiga. Acrescente os ovos, o açúcar  e bata até ficar homogêneo.

Junte as duas misturas e bata novamente até ficar homogêneo.

Preaqueça o forno a 180 graus.

Enquanto isso, coloque as forminhas de papel dentro das formas de alumínio ou silicone.

Depois, preencha as forminhas até cerca de 3/4 do volume total.

Leve ao forno por cerca de 20 minutos até que a massa tenha crescido e esteja dourada.

Dica:

Procure não abrir o forno nos primeiros 10 minutos. Mas depois que a massa estiver crescida, se tiver dúvida se ela está pronta ou não, abre o forno e espete um dos bolinhos com um palito de madeira (de dente). Se o palito sair seco, é porque o bolinho está assado.

 

Retire os bolinhos das formas de alumínio (ou silicone) e coloque para esfriar.

Depois de completamente frios, você pode aplicar a cobertura.

 

Como fazer a cobertura:

Pique o chocolate em pedaços pequenos e coloque numa tigela de cerâmica com a manteiga.

Numa panela pequena ou caneca, leve o creme de leite ao fogo e aqueça até ferver.

Jogue o creme de leite fervendo sobre o chocolate e misture vigorosamente até que os pdeaços e a manteiga estejam bem desmanchados, tornando-se uma calda grossa.

Esparrame ganache sobre a superfície do cupcake e depois polvilhe com paçoca de amendoim desmanchada.

Se quiser deixar seus cupcakes juninos ainda mais bonitinhos, use wrappers de cartolina com estampa xadrez para envolvê-los.

 

Veja aqui como transformar seu cupcake de milho verde num miniarraial.

 

 

 

 

 

 

Cada cupcake vira um miniarraial

22 de junho de 2012 2

Hoje há vários bolinhos nas páginas centrais do caderno Gastronomia do Diário Catarinense, editado por mim. Para acompanhar, vai aqui uma receita de cupcakes bem apropriada para a época, para relembrar:

 Fotos Márcia Feijó

Que tal tornar a mesa de Festa Junina ainda mais divertida transformando cada cupcake num miniarraial? O trabalho maior é fazer as bandeirinhas e florzinhas de pasta americana, mas a receita dos bolinhos de milho verde não tem segredo algum.

Cupcake arraial

Ingredientes:

400g de milho verde (se for em lata, corresponde ao conteúdo de 2 unidades)

1/2 copo de água

1/2 xícara de óleo

1 lata de leite condensado

3 ovos

260g de farinha de trigo

3 colheres (sopa) de coco ralado

1 colher (sopa) de fermento em pó


 

 

 

Como fazer:

Bater o milho com a água no liquidificador. Coar e retornar o creme ao aparelho. Bater novamente acrescentando o óleo, o leite condensado e os ovos.

Transferir o conteúdo para um recipiente fundo e acrescentar a o coco ralado, a farinha e o fermento. Bater à mão até a massa ficar bem homogênea.

Forrar formas de alumínio próprias para cupcake com as forminhas de papel e despejar a massa em cada umja até encher cerca de 3/4 de cada uma.

Assar durante cerca de 25 minutos. Deixar esfriar bem antes de montar a cobertura.

Rendimento: 24 bolinhos


 

 

Como montar o arraial:

Corte pedaços de tecido de 3cm X 1,5 cm, aproximadamente. Dobre-os ao meio formando dois quadrados unidos e corte as pontas transformando-os em bandeiras. Passe pedaços de linha de pesponto ou de crochê em cada duas bandeirinhas. Enrole os dois lados da linha que estiverem sobrando em palitos de madeira, que farão as vezes de mastros. Dê nós para que a linha não se solte.

A grama a as flores são feitas de pasta americana.

Para a grama, abra a pasta americana verde com um rolo de massa e corte círculos usando a boca de um copo, no tamanho do topo de seus bolinhos.

Para fazer as flores, una cinco bolinhas pequenas de pasta americana vermelha (ou cor-de-rosa), formando as pétalas, e coloque no centro uma outra bolinha de pasta laranja (ou amarela).

Coloque os círculos de grama sobre o bolinho, espete os mastros com as bandeirinhas e acrescente a flor ao pé de um dos palitos.

Dica: se quiser que a pasta americana seque, você deve fazer a grama e as flores com dois dias de antecedência e guardar fora da geladeira. Na hora de colar a flor sobre a grama, a umedeça um pouquinho na parte inferior e pressione levemente.

****************************************************************

 Se você não quiser fazer a cobertura, pode ter certeza que só os bolinhos assados em forminhas coloridas já deixam a mesa da Festa Junina mais divertida.


Look expresso de festa junina para garotos

19 de junho de 2012 8

Este post é do ano passado, mas nunca é demais dar essa dica, não?

 

Esqueceu que hoje tem festa junina na escola e precisa produzir seu menino rapidamente? O blog Feito em Casa mostra como montar um look para o seu caipirinha.

Fotos Márcia Feijó

Primeiro passo – procure uma calça jeans velha dele na gaveta, de preferência que esteja curta (o que não é muito difícil nesssa idade né mães?). Você também vai precisar de linha colorida (se tiver linha de pesponto ou crochê, melhor), agulha de costura para linha grossa e tesoura.

Segundo passo – procure pela casa qualquer tipo de retalho de tecido (vale aquela camisa xadrez que seu marido aposentou, uma toalha de mesa velha – de preferência a tecidos de algodão bem coloridos etc…). Recorte quadrados do tecido (não tem problema se ficarem desfiando um pouco).

 Terceiro passo – prenda os quadrados com alfinetes em várias partes da frente e de trás da calça.

 

Quarto passo – costure os quadrados com pontos grosseiros espalhados sobre a calça jeans (use ponto de alinhavo, ou seja, costure por cima do tecido).

 

Quinto passo - a calça está pronta. Seu garoto tem uma camisa xadrez velha? Beleza. Se não tem, uma camisa ou camiseta lisa qualquer resolve.


Sexto passo – tem lápis de olho preto? Faça um bigodinho no seu caipirinha e ele está pronto para o arraial.

Valdir Agostinho ensina a fazer prato de festa junina

14 de junho de 2012 0

O caderno Gastronomia desta semana traz uma receita ensinada pelo artista plástico, músico e tradicionalista de Florianópolis Valdir Agostinho.

Ele mostra como era preparada a batata-doce e o aipim com melado, do jeitinho como sua mãe fazia. A dupla, segundo Agostinho, fazia sucesso nos festejos tradicionais.

Confira as dicas no vídeo abaixo e a receita no Gastronomia, que é publicado toda sexta-feira.


Um agradecimento especial ao pessoal do Atelier Vinícus Basso, em Jurerê Internacional, onde o vídeo foi gravado.

Junho acaba, mas a festa segue com Bolo Quentão

29 de junho de 2011 3

Foto divulgação Fleischmann

Ontem foi dia de São Pedro, o último santo comemorado no mês de junho. Mas já virou tradição estender os festejos até julho. Então, mesmo com o mês de Festas Junina acabando, vai aqui mais uma receitinha.

O nome é Bolo Quentão, mas não vai vinho. Canela e gengibre, sim.

 

 


 

Bolo Quentão

 

Ingredientes:

1 pacote de Mistura para Bolo de Aipim Fleischmann (450 g)

3 ovos

1 ½ xícaras (chá) de leite (360 ml)

50 g de coco ralado

1 colher (sobremesa) de gengibre fresco ralado

canela para polvilhar

 

Como fazer:

Prepare a massa: coloque na batedeira a mistura para bolo, os ovos inteiros, o leite, o coco ralado e o gengibre. Bata em velocidade alta por 5 minutos ou até que fique uma mistura homogênea.

Despeje em assadeira (28 x 18 cm) untada e enfarinhada. Leve ao forno pré-aquecido (180°C) e asse por cerca de 35 minutos ou até que, ao espetar um palito na massa, este saia limpo e seco.

Desenforme sobre o prato em que for servir quando estiver morno, polvilhe com canela em pó e corte em quadradinhos.

Sirva em seguida.

 

Rendimento: 24 pedaços

Tempo de preparo: 20 minutos



Festa junina para intolerantes à lactose

27 de junho de 2011 2

Tenho postado algumas receitas juninas que têm leite entre seus ingredientes, como a canjica e o arroz doce. Pois recebi a solicitação de uma amiga leitora ( e minha mãe) para dar opções igualmente saborosas, mas que contemplem quem tem intolerância à lactose.
Então, resolvi testar a receita de canjica amarela que mostrei aqui, dias atrás. Meu marido, que também tem intolerância ao leite, provou e aprovou. O modo de fazer é semelhante ao que ensinei antes. Só troquei o leite de vaca e o leite condensado por leite de coco e leite condensado de soja (a proporção é a mesma).


Se a família tiver intolerantes e não-intolerantes, você pode cozinhar a canjica normalmente, dividir em duas porções e fazer cada metade de um jeito.

Outra opção para quem tem intolerância à lactose enviada pela SupraSoy:



Bolo de Banana


Foto divulgação

 

Ingredientes:

6 bananas nanicas (660 g)

2 ovos

1 xícara (chá) de açúcar (160 g)

¼ de xícara (chá) de SupraSoy sem lactose sabor banana (32 g)

2 colheres (sopa) de cacau em pó (12 g)

1 xícara (chá) de farinha de trigo (120 g)

¼ de xícara (chá) de óleo (50 ml)

1 colher (sopa) de fermento químico em pó (10 g)

açúcar e canela para polvilhar


Como fazer:

Corte as bananas em rodelas e arrume-as sobre o fundo de uma forma (20 cm de diâmetro) untada e polvilhada com açúcar.

Em uma tigela, misture os ovos, o açúcar, o SupraSoy, o cacau, a farinha, o óleo, o fermento e ½ xícara (chá) de água fervente (100 ml) até formar uma massa homogênea. Despeje a massa, aos poucos, sobre as bananas, leve ao forno médio-alto pré-aquecido (200°C) e asse por cerca de 30 minutos ou até que ao espetar um palito na massa, esse saia limpo e seco. Desenforme morno e polvilhe açúcar e canela por cima.

Rendimento: 8 porções

Tempo de preparo: 15 minutos







Hoje é dia de São João

24 de junho de 2011 0

Foto Márcia Feijó

Hoje é Dia de São João. Então, que tal preparar algumas guloseimas bem apropriadas par as festas juninas e o friozinho que está fazendo?

No arraial do blog Feito em Casa tem receita de:

maçã do amor

canjica amarela

arroz doce

curau

cupcake decorado como um miniarraial

paçoca de pinhão

E há ainda uma dica aqui de como preparar rapidinho um traje de caipira para o seu menino.



Arraial bom sempre tem maçã do amor

22 de junho de 2011 5

Uma das coisas mais legais das festas juninas, para mim, é a maçã do amor. Sempre achei meio misteriosa aquela cobertura vitrificada. Imaginava que seria muito complicado fazê-la, mas descobri que não é tão difícil assim.

O mistério, na verdade, é o vinagre, que ajuda a deixar a calda semelhante ao vidro, lisinhas, brilhante e endurecida. E  jamais mexê-la com a colher, para não perder o ponto e ficar granulada.

Também requer certa habilidade, para cobrir as maçãs rapidamente antes que a calda endureça. Mas nada que, com alguma paciência, qualquer leigo não seja capaz de fazer.

Foto Márcia Feijó

Aqui vai a receitinha: 

 


 


 

Maçã do Amor

Ingredientes:

250 g de açúcar

125 ml de água

1 colher (sopa) de vinagre

1/2 colher (chá) corante vermelho em pó

6 maçãs pequenas

6 palitos de picolé

1 colher (sopa) de óleo

 

Como fazer:

Lave e seque bem as maçãs. Espete-as com 1 palito de picolé (não deixe-o frouxo) e reserve.

Com o óleo, unte 1 assadeira de alumínio com espaço de sobra para as 6 maçãs.

Coloque a água ,açúcar, vinagre e o corante em uma panela com alça. Cozinhe em fogo médio até dissolver o açúcar.

Para misturar o conteúdo, segure a panela pelas alças e chacoalhe levemente. Não use colher para mexer, pois isto deixará a calda açucarada.

Quando ferver, diminua o fogo e cozinhe por mais 25 minutos, aproximadamente.

Para testar se o ponto está bom, mergulhe a ponta de um dos palitos na calda e pingue sobre a assadeira untada. Em poucos segundos ela deve endurecer e, pressionada, irá quebrar como vidro.

Desligue o fogo e mergulhe cada maçã na calda, virando-a para que ela fique totalmente coberta. Escorra rapidamente dentro da panela e coloque sobre a assadeira para secar. 

Dica: é importante já deixar as maçãs preparadas com o palito espetado, pois a calda, após desligada, endurece rapidamente.

Se preferir, embale com saquinhos plásticos e feche com um laço de fita.



 







Tem curau no arraial do Feito em Casa

16 de junho de 2011 0

Foto divulgação

O arraial segue firme e forte no blog.

A receita de hoje eu ainda não testei, mas foi enviada pela Batavo e o leite recomendado é o UHT Batavo Integral.

CURAU

Ingredientes:
1 latas de milho verde (300g cada)
1/2 xícara de açúcar
500ml de leite
1 colheres (sopa) de amido de milho
Canela em pó a gosto
 
Como fazer:
Bata no liquidificador o milho verde, o açúcar, o leite e o amido de milho. Peneire (opcional). Despeje o conteúdo em uma panela, leve em fogo médio, mexendo até ficar cremoso. Deixe esfriar e sirva com canela em pó.

Rendimento: 4 porções