Pular a barra do clicRBS e ir direto para o cabeçalho.
clicRBS
Nova busca - outros

Posts com a tag "doce"

Receita com physalis

19 de março de 2012 2

Reprodução site Jardim das Flores

Depois de vários dias sem postar e morrendo de saudade do bloguinho, estou de volta, e com uma receitinha nova de geleia.

Há pouco tempo, umas frutinhas diferentes começaram a aparecer cada vez com mais frequência nos supermercados de Florianópolis. Uma delas é physalis. Parecendo microlaranjinhas, elas são geralmente utilizadas para decorar doces finos. Mas existem outros fins. Um deles, é a geleia (ou confiture, para usar o termo correto, já que a polpa da fruta também é usada).

Reprodução blog Chocolatria

O sabor da physalis é levemente ácido, uma qualidade excelente no caso de geleias. A receita leva maçã verde, o que dribla o problema de seu rendimento baixo, já que as frutinhas são mesmo muito pequenas.

A physalis é uma novidade no Brasil. As sementes começaram a chegar ao país há apenas uma década. Seu preço também era bem alto. m,as repararam que começou a baixar? Isto porque Santa Catarina também já está cultivando physalis. Assim como o mirtilo, que é produzido aqui e no Rio Grande do Sul.

Quanto ao quesito saúde, os nutrientes da physalis são considerados atuantes na prevenção de problemas cardiovasculares e no combate ao colesterol.

No Norte e no Nordeste do Brasil, a physalis é conhecida como joa-de-capote e camapum. Seu nome foi abrasileirado para físalis.

Chega de tanto blá blá blá physalístico e vamos à receita:

Foto Márcia Feijó

 



Confiture (geleia) de physalis


Ingredientes:

1 caixinha (100g) de physalis limpas

250 g de açúcar cristal

suco de 1 limão

1 maçã verde

1 colher (sopa) de pectina em pó


Como fazer:

Bater a physalis no liquidificador, levemente, de véspera. Colocar num recipente e cobrir com metade do açúcar. Deixar na geladeira. Assim, a fruta irá soltar seu suco.

Descascar e picar a maçã em pedaços bem miúdos. Acrescentar a polpa da physalis que ficou na geladeira com açúcar. Colocar na panela e deixar ferver.

Abaixar o fogo para acrescentar o suco do limão. Misturar a pectina ao restante do açúcar e colocar também na panela. 
Cozinhar por mais dez minutos, mexendo de vez em quando.

Verificar o ponto. Se estiver ok,  desligar o fogo e colocar ainda quente em potes esterilizados. Deixar esfriar antes de vedar.


Rendimento: 250g de confiture


Dica: a physalis é uma fruta rica em pectina. Então, você não precisa exagerar na quantidade do produto na receita.



Creme de manteiga para recheio de macarons

04 de março de 2012 0

No ano passado fiz vários posts sobre macarons, inclusive ensinando como fazê-los, e fiquei devendo uma receita de creme de manteiga para usar como recheio.

Esta aqui aprendi com a professora Valerez Costa, da Oficina Culinária. Fica uma delícia. A partir dela dá para criar muitas variações.

Foto Márcia Feijó

Recheio de mel e especiarias


Ingredientes:

2 claras

5 colheres (sopa) de açúcar

200g de manteiga ( temperatura ambiente – por enquanto, como o clima está bem quente, a manteiga pode ser retirada um pouquinho antes da geladeira)

2 colheres (sopa) de mel

1 colher (café) com uma mistura de especiarias em pó (você pode usar canela, cravo, gengibre, cardamomo)


Como fazer:

Coloque as claras e o açúcar em uma panela e leve ao fogo para amornar. Se o material da sua panela for fino, segure um pouco acima do fogo. As claras não devem ficar cozidas.

Quando estiver no ponto, transfira a mistura para a batedeira e bata até formar picos.

Adicione lentamente e aos poucos, a porção de manteiga.

Se a sua batedeira tiver batedor de folha,  troque o de globo por ele neste momento.

Acrescente o mel e as especiarias.


Dica: ao trocar de ingredientes, preste atenção nas quantidade de sólidos e líquidos, para que o creme não perca a consistência ideal. Acrescente-os aos poucos para perceber se está havendo alguma alteração.


Também já mostrei aqui no blog como fazer o ganache de chocolate, outra ótima opção para rechear macarons.


A Oficina Culinária, em Florianópolis, geralmente tem aulas de macarons na agenda mensal.

Contato:

www.oficinaculinariafloripa.com.br

(48) 3334-0372

Como preparar minipalmiers ou... orelhas de macaco

06 de fevereiro de 2012 0

Feitos com massa folhada e moldados com um formato inconfundível, eles têm muitos nomes. Na minha infância, pedia por orelhas de macaco na padaria. Mas também são chamados de orelhas de elefante, óculos e folhas de palmeira. Ou palmiers, sua denominação mais chique e atualmente a mais usada.

Fotos Márcia Feijó

A receita da massa folhada não é exatamente para iniciantes na cozinha, mas se você comprá-la prontas, em folhas laminadas, criar palmiers com diferentes sabores é muito fácil. E, servidos com certos acompanhamentos, eles fazem bonito no seu café da manhã, no lanche da tarde ou no brunch.

Aliás, embora ainda sejam menos populares, também é possível fazer palmiers salgados.

Palmiers de laranja

Ingredientes:

1 massa folhada descongelada (folha laminada, caixa 300g)

raspas de 1 laranja

açúcar mascavo (bem desmanchado, sem bolotas)

1 ovo (para pincelar)

Como fazer:

Unte uma assadeira com óleo (ou margarina) e farinha.

Bata o ovo numa tigela pequena. Reserve.

Abra a massa numa superfície antiaderente (pincelada com óleo ou polvilhada com um pouco de farinha). Pincele-a por dentro com metade do ovo batido. Polvilhe o interior da massa com açúcar mascavo e as raspas de laranja.

Pegue uma das extremidades da massa, na largura, e enrole-a até o meio. Faça o mesmo com o outro lado, encostando os dois rolinhos.

Corte as fatias. Ajeite-as para que fiquem com o formato das orelhas, pois a massa fica um pouco achatada. Leve à assadeira e pincele-as novamente com o restante do ovo batido.

Leve para assar em fogo de aproximadamente 200 graus. Leva cerca de 30 minutos para assar e dourar.

Dica 1:

Você pode variar os recheios dando sabores diferentes aos seus palmiers.

Algumas opções: queijo e orégano, chocolate em pó, raspas de limão, queijo e alecrim.

Palmiers de queijo parmesão com orégano

Palmiers com flocos chocolate

Dica 2:

Os palmiers doces podem ser servidos acompanhados de geleia (a da foto é de frutas vermelhas).

Dica 3:

Eles também ficam ótimos sob uma calda de chocolate.

Pastel de forno com peras americanas e algumas dicas sobre elas

20 de janeiro de 2012 0

Hoje, no caderno Gastronomia, tem uma central inteirinha com receitas que levam peras americanas. Elas foram enviadas pela associação de produtores USA Pears. São diversas as variedades que chegam ao Brasil. Elas se diferenciam por sua textura, principalmente.

Mas a safra já está quase no fim. Vai até o final deste mês. Então, melhor correr se você quiser experimentar. Ou aguardar a safra seguinte, que chega aqui lá por outubro.

No Gastronomia você confere mais detalhes. E aqui vai mais uma receita mostrando como um simples pastel pode virar um petisco especial.


 

Pastel de peras e castanha-do-pará

 

Foto Márcia Feijó

 

Ingredientes:

 16 discos de massa crua para pastel assado (no teste que aparece na foto, usei massa em formato quadrado, cortada ao meio)

 

3 peras americanas

1 colher (sopa) de amido de milho

4 colheres (sopa) de açúcar demerara

1 xícara (chá) de castanha-do-pará moída


 

Como fazer:

Descasque as peras e rale no ralo grosso.

Coloque em uma panela com o amido de milho e açúcar e leve ao fogo até ferver e começar a amaciar.

Adicione a castanha-do-pará, mexa e retire.

Coloque um pouco do recheio sobre cada disco de massa, feche bem e aperte a ponta com o auxílio de um garfo.

Leve ao forno quente (200°C) por cerca de 20 minutos e sirva com sorvete.

Se quiser, polvilhe com açúcar e canela.

 

Dica: você pode servir esta sobremesa com um sorvete de pera super rápido e prático. Para isto, coloque em uma panela 3 peras americanas em cubinhos, um quarto de xícara (chá) de cachaça e suco de 1 limão. Deixe cozinhar até amaciar. Retire e deixe amornar. Deixe amolecer 1 litro de sorvete de creme. Misture com as peras e volte ao freezer até firmar.


No site da USA Pears você encontra receitas e também dicas bem interessantes sobre peras, como estas:

- Para saber se a pera está madura, faça o “teste do polegar”. Pressione  gentilmente o polegar na base do cabo da fruta. Uma pera madura irá ceder delicadamente. É importante lembrar que algumas variedades de peras não trocam de cor quando amadurecem.

- Para amadurecer as peras, basta colocá-las num saco de papel ou mesmo numa fruteira e deixá-las em temperatura ambiente até que elas passem no “teste do polegar”.

- Para evitar que as peras passem do ponto, é necessário colocá-las na geladeira. Ainda assim, o ideal é que as frutas sejam consumidas dentro 3 a 4 dias, porque mesmo desacelerado, o amadurecimento continua acontecendo.

- Não é recomendado congelar as peras, justamente por sua maior qualidade – suco em abundância. Quando descongelar, a pera irá separar o suco da fibra.

- As peras se tornam escuras e moles no centro quando passam do ponto. Como o processo de maturação acontece de dentro para fora, é importante consumir as frutas quando elas cederam à leve pressão do polegar.

- Para evitar que a pera fique com uma cor marrom quando for cortada, basta usar suco de limão. Apenas a polpa fica marrom por causa da oxidação, um processo natural da fruta que acontece quando a superfície fica exposta ao ar.

- Além do consumo ao natural, as peras podem ser cozidas e utilizadas em receitas de bolos, tortas, pães e doces. Lembre-se que tudo o que pode ser feito com a maçã é válido também para as peras.

- Os melhores tipos de peras para cozinhar são a Anjou e a Bosc, pois ambas mantêm seu sabor e forma quando são cozidas. Vale lembrar que elas devem estar duras.

O endereço é www.usapears.com.br.



 



Mais doces enfeites de Natal

10 de dezembro de 2011 2

Há uns dias postei aqui várias sugestões de enfeites de Natal com formas e cores de doces. Inclusive com um vídeo que mostra como fazer um cupcake de tecido para decorar o pinheiro de Natal.

 

Aqui vão as imagens de mais alguns artigos da Rica Festa que reforçam a ideia de que a decoração com guloseimas, brinquedos e outras temáticas que remetem à infância é uma das principais tendências deste ano.

Fotos divulgação

 

 

  

Contatos da Rica Festa

Site: www.ricafesta.com.br

E-mail: info@ricafesta.com.br 

SAC: (11) 3040-4290


Receita de verão: frozen yogurt caseiro

09 de dezembro de 2011 0

A Revista de Verão 2012 estreia hoje, encartada na edição do Diário Catarinense,  e o blog Feito em Casa inaugura a seção Pratique Aqui com uma receita de frozen yogurt caseiro com calda de frutas vermelhas.

Neste post tem uma outra opção para preparar esta delícia refrescante.

Bom apetite!!!

 

Foto Márcia Feijó

Frozen yogurt de canela com calda de maçã

 

Ingredientes do frozen:

2 potes de iogurte natural cremoso

1 xícara de açúcar

300g de creme de leite pasteurizado (usei o Terra Viva com 45% de gordura)

1 colher (sopa) de canela em pó

 

Ingredientes da calda:

1 xícara de maçã cortada em cubinhos

1/2 xícara de açúcar

2 colheres (sopa) de água

 

Como fazer o frozen:

Coloque no liquidificador o iogurte, o açúcar e o creme de leite. Bata até o creme ficar homogêneo. Coloque num pote plástico (ou refretário). Cubra com filme plástico e com a tampa, se tiver. Leve ao freezer por 8 horas (no mínimo – pode deixar de um dia para outro).

Após este período, retire o pote do freezer, deixe amolecer um pouquinho e leve a mistura à batedeira. Bata até formar um creme. Acrescente a canela em pó e misture delicadamente. Recoloque no pote, cubra com filme plástico novamente e retorne ao freezer.

 

Como fazer a calda:

Coloque a maçã e o açúcar numa panela e leve ao fogo até que os pedaços amoleçam e levante a fervura. Abaixe o fogo e deixe reduzir um pouco o líquido. Transfira a calda para outro recipiente, deixe esfriar um pouco e leve à geladeira.

Para servir, é só dispor num potinho duas bolas de frozen com uma ou duas colheradas de calda por cima. Enfeitar com um pedaço de canela em pau.





Delícia além túmulo para o Halloween

30 de outubro de 2011 0

Aqui vai outra delícia bem-humorada para animar o seu Halloween, amanhã. Desses pequenos túmulos, nem os mortos vão querer escapar. Os copinhos podem ser recheados de pudim, flan, musse ou brigadeiro de colher. É muito fácil e, além de enfeitar a mesa, vão fazer o pessoal babar mais do que um bando de mortos-vivos.

Foto Márcia Feijó

Delícia além túmulo

(com pudim instantâneo)

Ingredientes:

8 biscoitos champagne

meia barra de chocolate

1 embalagem de pó para pudim instantâneo (35g) – a marca que usei pedia 500 ml leite e 4 colheres de açúcar – adicionei também 3 colheres (sopa) de chocolate meio amargo

flocos de chocolate (ou raspas)


Como fazer:
Primeiro, monte as lápides. Derreta a barra de chocolate chocolate. Coloque num saco de confeitar com bico perlê bem fininho (você pode usar também um saco tipo Zip com um furo bem pequeno num dos cantos). Corte os biscoitos champagne em dois e, em cada parte, faça a borda do túmulo e uma cruz. Leve á geladeira para secar por cerca de 2 horas, no mínimo.

Faça o pudim instantâneo. Encha os copinhos até faltar 1 cm para a borda. Deixe esfriar um pouco.

Para montar, insira a lápide e polvilhe os flocos de chocolate em volta dela, para fazer as pedrinhas. Leve à geladeira até ficar firme e geladinho.


A receita rende 16 copinhos.










Calendário da Oficina Culinária

26 de setembro de 2011 2

Gente,  a programação do mês de outubro da Oficina Culinária está indecente.  Uma perdição para quem é fã de doces. Confiram abaixo, mas preparem um babador antes.

Vários cursos são novidades, como os de cheesecake, guirlanda de pão de mel, petit gateau e delícias americanas, que reúne três queridinhos das bakeries: brownie, cookie e muffin.

 

Calendário


01/10 – doces finos (intensivo) – 10h às 17h

03/10 – macarons – 10h

03/10 – bem-casados tradicionais – 14h

04/10 – doces finos – 14h

05/10 – doces finos – bombons – 14h

10/10 – doces finos – 14h

11/10 – salgadinhos finos – 14h

13/10 – tortas tradicionais – 14h

14/10 – doces finos de Natal – 14h

15/10 – quiche, empadão e torta fria – 9h

15/10 – festival de chocolates e transfer – 14h

17/10 – guirlandas de pão de mel – 14h

18/10 – cupcakes – 14h

19/10 – tortas – cheesecakes – 19h

20/10 – delícias americanas – 14h

21/10 – doces finos – 14h

22/10 – festival de chocolates e transfer – 10h

24/10 – petit gateau – 14h

25/10 – doces finos – bombons – 19h

26/10 – tortas – cheesecakes – 14h

 

Contatos:

A Oficina Culinária fica na Av. dos Buritis, bairro Parque São Jorge, Florianópolis

www.oficinaculinariafloripa.com.br

Fone (48) 3334-0372

Brigacake, o cupcake de brigadeiro

13 de setembro de 2011 2

Foto Márcia Feijó

Para encerrar a Semana do Brigadeiro Experimental, em comemoração ao primeiro aniversário do blog, não poderia faltar aqueles que têm sido os grandes sucessos aqui do Feito em Casa: os cupcakes. Elas também são uma excelente opção para comemorar o Dia das Crianças, bno mês que vem. Anote aí a receita desta terça-feira, um cupcake de brigadeiro.




Brigacake

Ingredientes da massa:

150g de farinha de trigo peneirada

20g de cacau em pó

1,5 colher (chá) de fermento em pó

1/2 colher (chá) de canela em pó

100g de manteiga em temperatura ambiente

100g de açúcar

2 ovos

1 colher (sopa) de café preto (líquido)

80ml de leite

60g de chocolate meio amargo picado



Ingredientes da cobertura:

Confira aqui


Como fazer a massa:

Num recipiente coloque a farinha, o femento, a canela e o cacau. Reserve.

Na batedeira, bata a manteiga co o açúcar até formar um creme. Acrescente os ovos, o leite e o café. Acrescente aos poucos a mistura seca.

Misture até massa ficar homogênea. Se sentir que ela está muito mole, acrescente um pouco mais de farinha. A massa ideal do cupcake é um pouco mais espessa que a de bolo normal.

Acrescente delicadamente o chocolate picado, espalhando bem na massa.

Pré-aqueça o forno a cerca de 180 graus.

Forre as assadeiras próprias para cupcake (de alumínio ou silicone) e encha 2/3 de cada uma com a massa. leve ao forno por cerca de 20 a 25 minutos.

Foto Márcia Feijó

Como fazer a cobertura:
Siga os passos deste post
para fazer o brigadeiro. Com uma colher ou espátula, passe sobre os bolinhos já frios. Polvilhe granulados, confeitos ou raspas de cchocolate sobre o bolinho.


Dica: coloque a cobertura sobre o cupcake enquando o brigadeiro ainda estiver mole, para que ele espalhe melhor.


Rendimento: 12 bolinhos


Casa Comigo (Semana do Brigadeiro Experimental)

12 de setembro de 2011 0

Foto Márcia Feijó

A receita de hoje da Semana do Brigadeiro Experimental é a do docinho Casa Comigo – que não é exatamente um  brigadeiro, pois não leva chocolate na massa. Ele ganhou este nome por causa de seu ingrediente principal, amêndoas, algo que não pode faltar nos casamentos.

Há muitas versões para a presença das amêndoas confeitadas nas cerimônias de bodas. Uma delas, claro, seria a fertilidade. Algumas pessoas acreditam que cada amêndoa ofertada ao convidado tem um significado. Nos casamentos italianos são oferecidas cinco, que significam saúde, riqueza, felicidade, fertilidade e longevidade.

Os gregos oferecem amêndoas em quantidades ímpares. Isto porque o número ímpar não tem uma divisão perfeita, simbolizando a esperança de que o casal nunca se separe.

A versão menos romântica e mais histórica é que elas substituiram os cubos de açúcar, antes distribuídos para mostrar a riqueza da família que estava dando a festa.

Mas, enfim, para este brigadeiro usamos farinha de amêndoa e amêndoa sem pele passada no triturador, para ficar em pequenas lascas.


Brigadeiro Casa Comigo


Ingredientes:

1 lata de leite condensado

2 colheres (sopa) de farinha de amêndoa (você pode moaer bem fininha, mas o ideal é já comprar em forma  de farinha – a mesa usada para os macarons)

5 gotas de essência de amêndoas (opcional, para reforçar o sabor)

1,5 colher de manteiga

100g de amêndoas sem pele ou lâminas de amêndoa


Como fazer:

Colocar a manteiga na panela e levar ao fogo. Despejar o leite condensado, sempre mexendo com colher de cabo longo. Acrescentar a farinha de amêndoa e a essência. Manter no fogo mexendo até dar ponto de brigadeiro (quando a massa começa a desgrudar do fundo da panela).  Desligar, colocar num prato e deixar esfriar).

Triturar as amêndoas sem pele ou lâminas até que ela esteja em pequenas lascas. Colocar num prato fundo.

Enrolar as bolinhas e passar nas lascas de amêndoas, antes de colocar nas forminhas de papel.


Dica: tenha os ingredientes próximos ao fogão, e de preferência já medidos, para poder acrescentá-los sem deixar de mexer por muito tempo.