Pular a barra do clicRBS e ir direto para o cabeçalho.
clicRBS
Nova busca - outros

Posts com a tag "Faça você mesmo"

Veja como fazer um porta-cd psicodélico

11 de abril de 2012 1

Se você é da velha guarda, como eu, e ainda curte comprar CDs – e carregá-los na mochila para ouvir por aí – aqui vai uma dica bacana: um porta-cd de tecido com estampa psicodélica.

Fotos Márcia Feijó

Assisti ao filme Across the Universe há poucos dias – quem me conhece sabe que estou mergulhada em Beatles até o último fio de cabelo crespo, por causa do show de Paul McCartney em Floripa – e quando vi a velha Kombi paz e amor num pedaço de tecido, não resisti.

Na parte de trás usei tecido tie die, no melhor estilo hippie. E na parte de dentro, com os compartimentos para encaixar os CDs, tecido liso. Tudo 100% algodão.


Você vai precisar de:

tecido de algodão (dois pedaços 20cm X 20cm estampados -usei um com estampa psicodélica e outro em tie die diferentes – e 50cm X 1,40cm do liso)

linha

tesoura

máquina de costura

alfinetes

manta acrílica

9 cm de fita de cetim (de largura um pouco maior do que a da fita mimosa)

Como fazer:

Corte o molde maior 2 vezes no tecido estampado (ou 1 vez no estampado e outro no tie die). Emende no lado reto formando uma peça com o formato de um “8″. Abra a peça e passe a ferro para esticar.

Faça uma tira dupla de tecido ou use uma fita de cetim (com 9cm) para fazer a alça que prenderá o botão.

Corte o mesmo formato da peça em “8″ na manta acrílica e no tecido liso.

Faça um sanduíche com a seguinte disposição: a peça de manta acrílica embaixo, a de tecido estampado sobre ela (com a estampa para cima) e o tecido liso sobre as outras duas camadas. Dobre a alça (ou fita) em duas e encaixe entre os dois tecidos de algodão, com a parte dobrada para dentro e as pontas para fora.

Costure o sanduíche pela borda, deixando um espaço de 6cm aberto. Desvire a peça através deste buraco, deixando a manta no meio, entre os dois tecidos. Depois, costure a parte aberta com pontos invisíveis, dobrando as bordinhas para dentro. Pronto, você já tem a capa do porta-CDs.

Corte agora os compartimentos da parte interna. Dobre o tecido liso ao meio e encaixe o molde sobre ele com a parte reta emparelhada com a dobra. Desta forma, corte mais peças em forma de “8″, um pouco menores do que a dimensão da capa do porta-cd.

Depois, corte 12 peças no tecido liso, usando o molde em formato de “D”.

Com o alfinete prenda dois “D” de cada lado das pontas do “8″ formando os bolsos para colocar os CDs. Na máquina de costura, faça zigue-zague (ou ponto de overloque) em toda a volta de cada peça.

Ajeite os compartimentos no interior da capa do porta-cd e faça uma costura no meio dos “8″, prendendo-os à capa.

À mão, costure um botão na parte da frente, na altura da alça.


Dica: se quiser um porta-cd com capacidade para mais discos, aumente na proporção de 4 peças em “D” para cada uma em “8″)


Aqui vão os moldes. Imprima e refaça em papelão, se for usar mais de uma vez.


Em tempo: no Across the Universe, o veículo não é uma kombi, mas um micro-ônibus antigo. Aqui vai o trecho, com participação especial de Bono Vox, para você curtir comigo.


Dicas de receitas e artesanato para a Páscoa

28 de março de 2012 0

Como fazer um porta lápis de cor personalizado

09 de fevereiro de 2012 3

É hora de voltar para a escola. As livrarias estão repletas de opções com os ídolos musicais e os personagens de desenho animado da televisão (e lotadas de pais e mães). Mas se você gosta de exclusividade, é possível criar vários itens que somente os seu filhote ou “filhota” terá (a não ser que você resolva ganhar um dinheirinho extra vendendo esses artigos).

Com tecidos e estampas coloridas e divertidas, dá para produzir capas reforçadas de cadernos, penal e lancheiras. Sem falar em cases de equipamentos eletrônicos como máquina fotográfica, celular, notebook e iPad que agradam aos grandinhos.

Já mostrei aqui como fazer penal e capa de máquina fotográfica. E como fazer uma capa de iPad cujo processo pode ser adaptado para um case de notebook.

Aqui vai mais uma opção bacana, um case para organizar os lápis de cor, giz de cera ou canetinhas.

Fotos Márcia Feijó


Você vai precisar de:

2 retângulos de tecido (podem ter diferentes estampas) de 30 X 35cm

1 retângulo de manta acrílica de 30 X 35cm

1 pedaço de fita mimosa (cerca de 6cm)

1 botão

linha de costura

agulha

tesoura

alfinetes

máquina de costura


1. Monte um “sanduíche” da seguinte maneira: primeiro a fibra, depois o tecido de fundo com a estampa para cima e, por último, o outro tecido com a estampa para baixo.

2. Na lateral esquerda ou direita, a uns 6cm da borda superior,  prenda a fita com um alfinete entre os dois tecidos, dobrada em duas (a dobra fica para dentro e as bordas para fora), formando uma alça.

3. Costure toda a borda do retângulo deixando cerca de 4cm abertos para desvirar.

3. Desvire a peça (você ficará cum a fibra entre os dois tecidos e estes com as estampas para o lado de fora) e costure o pedaço aberto com pontos invisíveis.

4. Faça uma nova costura em toda a volta do retângulo, a cerca de 1,5cm da borda.

5. Dobre 10 cm da base da peça para o lado de cima dela, como se estivesse criando um bolso. Costure as laterais deste bolso.

6. Costure canaletas na parte dobrada, a cada 2cm, formando os nichos para os lápis.


6. Feche os penal dobrando duas abas laterais uma por cima da outra. A dobra com a alça da fita fica por cima. Na de baixo, prenda o botão na altura da alça formada pela fita.



Chinelos de praia forrados com tecido

30 de janeiro de 2012 0

No ano passado publiquei um vídeo ensinando a fazer chinelos de dedo forrados com tecido. Ainda está em tempo de criar os seus.

Usando um pouco mais de brilho e a sua criatividade, você pode utilizar o mesmo processo para fazer um par que combine com a sua fantasia de Carnaval.

Veja aqui qual o material necessário e como fazer os chinelos forrados.


No post abaixo há outro vídeo ensinando como fazer uma bolsa porta-trecos para pendurar na cadeira de praia.

Porta-trecos para cadeira de praia

27 de janeiro de 2012 9

A cena se repete a cada ida à praia. Celular, protetor solar, chave do carro, dinheiro, cartão de crédito, protetor labia, tudo é jogado para dentro da bolsa, que invariavelmente vira um labirinto. Na hora de encontrar, dê-lhe revirar todo o conteúdo até achar.

Resolvi o problema neste ano criando uma bolsinha bem fácil de fazer – para quem tem uma habilidade mínima com a máquina de costura – e que fica pendurada no braço da cadeira de praia, bem à mão.

Foto Felipe Carneiro

As explicações estão na edição de hoje da Revista de Verão. E também neste vídeo:

Você vai precisar de:

tecido de algodão (escolher 1 ou mais estampas que combinem entre si)


manta acrílica

1 botão decorado

5m de fita de cetim

linha de costura

linha de quilt (opcional para quilt à mão ou à máquina, conforme a sua escolha)

agulha de costura à mão

máquina de costura

tesoura


reprodução imagem Felipe Sato




Se preferir, você também pode costurar um saquinho de plástico cristal (com espessura de cerca de 0,10mm, para poder costurar à máquina).

Faça-o com 1cm a menos em cada uma das dimensões da bolsa. Se quiser, coloque um viés na borda. Depois, ajuste-o dentro dela.

Usando este saquinho, você protege a bolsinha de acidentes com produtos que podem vazar, como o protetor solar. E também pode usá-la para carregar objetos molhados.


OBS.: Pessoal, na versão impressa do passo a passo, na Revista de Verão, o viés pequeno está com a medida de 10cm X 5cm. Na verdade, ele tem que ser 18cm X 5cm, para cobrir toda a largura da sacolinha.


Foto Márcia Feijó


Capa de iPad feita de patchwork

17 de janeiro de 2012 8

Quem disse que patchwork não pode ser moderninho?

A técnica é beeeem antiga, mas serve inclusive para proteger equipamentos tecnológicos. E quando as opções de estampa também são descoladas, melhor ainda.

Esta capa de tecido foi feita para o iPad da minha colega Patrícia Prado, nossa fera digital aqui no DC. Na estampa, tênis tipo All Star, pelos quais eu tenho verdadeira paixão. O botão, de madeira, também imita um tênis.

 

O processo de confecção, para quem conhece a técnica, é bem fácil.

1. Corte e quilte um “sanduíche” de 21 X 26cm e outro de 21cm X 28 cm.

2. Coloque um viés na lateral superior do sanduíche menor.

 3. Acerte o “sanduíche” menor na frente do maior.

4. Feche as bordas externas com viés (prenda uma alça de fita para o botão na lateral superior do “sanduíche” maior, pelo lado trás).

5. Pregue um botão na frente e voilá!


Fotos Márcia Feijó

Mais doces enfeites de Natal

10 de dezembro de 2011 2

Há uns dias postei aqui várias sugestões de enfeites de Natal com formas e cores de doces. Inclusive com um vídeo que mostra como fazer um cupcake de tecido para decorar o pinheiro de Natal.

 

Aqui vão as imagens de mais alguns artigos da Rica Festa que reforçam a ideia de que a decoração com guloseimas, brinquedos e outras temáticas que remetem à infância é uma das principais tendências deste ano.

Fotos divulgação

 

 

  

Contatos da Rica Festa

Site: www.ricafesta.com.br

E-mail: info@ricafesta.com.br 

SAC: (11) 3040-4290


Sem mosquito: faça repelente caseiro com cravo

28 de novembro de 2011 4

 


Foto Márcia Feijó


No ano passado, já ensinei aqui no blog como fazer almofadinhas de cravo- da-Índia para espantar as formigas de dentro dos armários. Com o verão chegando – e os mosquitos também – aqui vai mais uma dica de como utilizar o cravo para ficar livre das picadas. Trata-se de um repelente natural bem eficiente. Experimentei e gostei do resultado. Apesar de ter óleo corporal entre os ingredientes, não deixa a pele oleosa nos locais onde você passa.


Repelente caseiro com cravo-da-Índia


Ingredientes:

 100 ml de álcool de cereais
1 pacote de cravo da Índia (10 gr)
30 ml de óleo para o corpo (pode ser de calêndula, amêndoa ou Johnson)




Como fazer:

Coloque o cravo e o alcool em um frasco (de preferência d evidro) bem fechado. Deixe curtir por 5 dias, agitando o frasco diariamente.

No quinto dia, retire o cravo e acrescente o óleo ao alcool aromatizado.

Coloque o repelente num borrifador. Sempre que precisar usar, borrife uma pequena quantidade nas mãos ou num algodão e passe principalmente nos braços e pernas.

 

Dica: por ser caseiro, o efeito deste repelente tem uma duração mais curta do que os encontrados à disposição no mercado. Reaplique sempre que necessário (aproximadamente a cada duas horas)































Penal descolado para fãs de All Star

19 de agosto de 2011 0

Fotos Márcia Feijó

Sou doidinha por tênis no estilo All Star e quando vi a estampa deste tecido (ele é importado) não resisti. Acabou virando uma peça que pode ser tanto um penal quanto uma necessaire ou porta-maquiagem.

Se você já possui alguma habilidade para o artesanato, vai achar bem fácil de executar. Basta fazer o sanduíche, quiltar (à mão ou á máquina), prender o viés, costurar o zíper, e a alça com o chaveiro, fechando a costura lateral.

 


Usando a mesma técnica dá para fazer capa para máquina fotográfica, para óculos ou para celular. É só modificar o tamanho do tecido, a posição do zíper e da costura lateral. A alça para chaveiro é opcional.


Pizza Faça Você Mesmo

10 de julho de 2011 0

Uma das unanimidades aqui em casa é a pizza. De qualquer sabor, de qualquer formato. E além de uma lista de pizzarias de Florianópolis e São José que a gente ama frequentar, também nos arriscamos a produzir algumas redondinhas.

Para quem tem panificadora é bem fácil. Basta seguir as instruções. Quem não tem passa um pouquinho mais de trabalho braçal. Mas nada que não valha a pena depois, na hora de saborear.

E o bom da pizza é que você pode fazer a cobertura com uma grande variedade de ingredientes. Até mesmo arriscar o estilo receita surpresa: abrir a geladeira e/ou a despensa e montar uma combinação com o que tiver dentro. Foi o que eu fiz ontem à noite. O resultado foi uma pizza salgada de dois sabores e uma doce.

Se as pizzarias estiverem lotadas e o delivery demorando mil anos para atender, hoje à noite, fica a dica da pizza Faça Você Mesmo!

Fotos Márcia Feijó


Pizza Faça Você Mesmo

Ingredientes:

300 ml de água

1 colher (chá) de sal

3 colheres (sopa) de azeite de oliva

600g de farinha de trigo

2,5 colheres (chá) de fermento biológico seco


Como fazer:
Misturar os ingredientes formando uma bola. Sovar a massa vigorosamente, por uns 10 minutos,  e formar a bola novamente. Colocar numa tigela, cobrir com com filme de PVC (ou com um pano de prato) e deixar descansar por uma hora em local aquecido até dobrar de tamanho (pode demorar um pouco mais, já que está fazendo bastante frio).

Quando a massa estiver crescida e com uma aparência lisa retirá-la da tigela, colocar numa superfície enfarinhada e dar soquinhos na masa, com o punho fechado. Isto é necessário para que ela libere o ar. Sove mais um pouco.

Divida a massa em duas porções: uma com delas 2/3 do total e a outra com 1/3 do total.

Na parte maior, você pode acrescentar 1/3 de uma colher de chá de pimenta calabresa, se desejar. Misture e sove mais um pouco para que a pimenta se espalhe na massa. Isto vai tornar a sua pizza bem emocionante!!!

Coloque cada uma das partes sobre uma assadeira redonda untada com óleo.Abra com as mãos, esticando as bordas. Se achar melhor, utilize um rolo de massa.

Pré-aqueça o forno, delogue, e deixe-as crescer mais um pouco, por cerca de uns 30 minutos. Depois ligue o forno novamente e coloque as massas para assar.


Cobertura salgada

O que eu tinha na geladeira e na despensa – parte 1

1 sachê de molho de tomate para pizza

queijo prato fatiado

1 lata de milho e ervilha

1 naco de calabresa

algumas folhas rúcula

1/4 de vidro de tomate seco

4 azeitonas

1/2 vidro de milhos em miniatura


Como fazer:

Retire a massa maior, já pré-cozida, do forno. Cubra toda a massa com molho de molho de tomate (se você tiver tomates e cebolas e umas folhinhas de manjericão, também pode fazê-lo). Por cima, salpique o queijo fiatiado, espalhando bem. Reserve.

Corte a calabresa em tiras ou rodelas. Reserve. Pique as azeitonas. Cubras uma das metades da pizza com a calabresa e a azeitona.

A outra metade cubra com o milho e a ervilha.

Leve ao forno até que a massa fique sequinha e crocante (qaundo começar a ficar escurecida nas bordas, é hora de tirar do forno).


Cobertura doce


O que eu tinha na geladeira e na despensa – parte 2

meia dúzia de morangos

um restinho de doce de leite

medalhas de chcocolate meio a amargo

alguns suspiros esverdeados (devio ao uso de corante, que fique bem claro)


Como fazer:
Cobrir a massa menor com o doce de leite, espalhando bem. Distribuir as medalhas de chocolate sobre o doce de leite e levar ao forno. Quando a masa estiver sequinha e chocolate derretido, é hora de tirar do forno. Antes de servir, decorar a pizza com os pedaços de morangos cortados ao meio e os suspiros.