Pular a barra do clicRBS e ir direto para o cabeçalho.
 

Olhar sensível

30 de agosto de 2014 0

 

_MG_8092

Foto: Victor Affaro

 

 

A arte de fotografar de Geneviéve Izabelle Bernardoni vem de uma família de artistas e o dom está no DNA. Seu avô, Kurt Guilherme Herrmann era pintor. A mãe, Lair Bernardoni, é sua grande inspiração, sua escola. Fotógrafa com um trabalho singularmente belo, Lair usou muitas vezes a filha como modelo. Foi assim que Geneviéve desenvolveu sua sensibilidade na busca pelo ângulo certo.

Formada em Comércio Exterior, Geneviéve é natural de Curitibanos. Para ela seus três filhos são sua melhor escola, seu grande norte. Nicole, Valentina e Luigi estão sempre presentes. A fotografia é hoje uma das ramificações mais importantes de sua estrutura profissional, mas excursiona também na produção e direção de vídeos.

Trabalhou como apresentadora de dois programas de TV para um canal fechado, desafio que lhe foi dado e que lhe trouxe muita experiência. Movida a desafios, se movimenta conforme a maré e se adapta conforme o vento sopra. Apaixonada pela arte de saber viver, ela cultiva seus amigos, regando a vida com pitadas de adrenalina e paixão. Conheça um pouco mais o perfil desta jovem artista.

Hobby- Estar perto do sol e do mar, este é meu combustível, assim como o processo de fotossíntese é para plantas.

Lugar inesquecível-Playa Del Carmen, México.

Música- Qualquer uma cantada por Sade.

Mania- Usar roupas brancas.

Filme- Tenho vários guardados na minha retina, mas posso citar três: Orgulho e Preconceito pela fotografia, Made in Heaven pela história, A Origem pela inteligência do roteiro.

Livro- O último que li Perdas e Ganhos de Lya Luft. Mas o meu de cabeceira é Energia Vital do professor Levi Leonel, meu dicionário corporal e psíquico, que fala sobre uma terapia indiana, que sou adepta há mais de 17 anos.

Não vivo sem- Música e meus filhos em volta.

Sonho- Viajar e excursionar pelo mundo sempre que puder.

Caos- É perceber que nosso planeta vem se delapidando tão rapidamente e ele nem nos pertence, nos foi emprestado para zelarmos, como se fosse um jardim. O que estamos fazendo com ele?

Luxo- Ter liberdade.

Cidade que moraria- Rio de Janeiro.

Lugar preferido de férias

Estar cercada do azul vindo do Mediterrâneo e das belas formas arquitetônicas brancas das casas de Mykonos. Lá é um belo spot para curtir o ócio criativo.

Um presente inesquecível- O nascimento dos meus três filhos Nicole, Valentina e Luigi.

Homem Bonito- Um homem se torna incrivelmente atraente por sua inteligência, bom humor e elegância. Estes são elementos que compõem a beleza em um homem para mim.

Quem sonha fotografar?- Não tenho um target certo. Quero ter o privilégio de poder eternizar o belo de quem busca o meu trabalho fotográfico.

Como nasceu sua paixão pela fotografia

Costumo dizer que sou fotógrafa de corpo e alma, meu trabalho é visceral. Quando estou trabalhando acho rapidamente um canal de comunicação entre os desejos confessáveis e inconfessáveis de cada cliente. É como se eu conseguisse ouvir os pensamentos de quem posa para mim. Capto a beleza da alma das pessoas. Fotografo hoje na era digital, mas meu “líquido de revelar” é sem dúvida a minha sensibilidade.

Trabalho que mais amou- Tenho algumas imagens que fazem meu coração palpitar mais rápido, mas escolher uma só seria como no filme A Escolha de Sofia, ter que optar por um dos filhos, impossível fazer isto.

Próximo projeto- Luz dos Olhos, um lindo projeto filantrópico que criei para aliar minha arte e proporcionar luz aos que não podem enxergam. Em 2015 falarei mais sobre ele.

Conselho- Olhos de olhar e ouvidos de ouvir

Frase- “O que é um amigo? Uma única alma habitando dois corpos”. Aristóteles

 

Dê sua opinião

comentários

Envie seu Comentário

%d blogueiros gostam disto: