Pular a barra do clicRBS e ir direto para o cabeçalho.
 

Perfil de Daniela Andrioli

09 de janeiro de 2016 0
Daniela clicada pelo marido

Daniela clicada pelo marido

A vida de Daniela Andrioli mudou com o projeto Agradeço Agora, sua marca de acessórios. Ela conta que desde pequena costumava inventar moda e que sempre gostou de detalhes criativos. Com apenas 10 anos já fazia acessórios para vender. Natural de Brasília, aos 15 anos veio morar em Timbó.
Estudou muitas coisas voltadas à arte como piano, violão, pintura, desenho, artesanato, costura e então entrou pra faculdade de Moda, especializando-se em Negócios da Moda em Blumenau. Trabalhou como estilista e designer em grandes empresas do Estado.
Hoje, aos 28 anos, aposta sua paixão pela arte e pelo design em uma marca própria. Daniela começou a criar acessórios que levam o nome Agradeço Agora, projeto voltado para o sentimento e o afeto entre as pessoas, buscando a energia positiva e a gratidão.
A coleção de semijoias traz anéis, pulseiras, pingentes, tudo de muito bom gosto e cheios de mensagens positivas. Conheci o trabalho quando uma grande amiga presenteou nossa turma com uma de suas criações, foi bem marcante.
Ser grata mesmo diante das dificuldades e querer o bem é algo que em algum momento sempre retorna para nós – e assim ela tem feito sucesso.
Daniela é casada com Alberto Schweder, os dois trabalham juntos na empresa. No ateliê, em Timbó, ela atende com hora marcada e suas criações podem ser encontradas no site agradecoagora.com.br, que envia para todo o país. Ela já expôs em feiras e eventos e promete deixar seu nome no mercado com uma das bacanas marcas registradas da região.

Hobby: cantar (no momento, só no chuveiro).

Lugar inesquecível: Chapada dos Veadeiros (Goiás) e Mar Morto (Israel).

Música: Feeling Good, da Nina Simone.

Mania: pensar muito.

Filme: O Fabuloso Destino de Amélie Poulain.

Luxo: viajar.

Não vive sem: amigos.

Sonho: conseguir conciliar carreira com uma vida tranquila em família.

Caos: discussões desnecessárias.

Comida preferida: difícil, como quase de tudo. Amo feijão tropeiro e arroz.

Cidade em que moraria: Buenos Aires.

Onde busca inspiração: no interior das pessoas, no meu interior, na natureza, nas falas, nos formatos orgânicos.

Como nasceu a ideia de criar joias com sentimentos de gratidão: nasceu através de uma ingratidão e uma busca pela felicidade. Contraditório, não? Quando montei meu negócio as coisas estavam muito difíceis. Começar é você aguentar muitos nãos de fornecedores, muita gente não acreditando na sua “loucura”. E eu continuei buscando interiormente forças para impulsionar, até que um dia, em meio ao caos, perguntei silenciosamente para Deus “quando eu vou ser feliz?”. Sentada na sacada de casa, pensando na vida, refleti: eu estava esperando acontecer para agradecer! E falei para mim mesma: é isso, eu tenho que agradecer agora. E agradecer tem se tornado uma rotina e minha maior inspiração! Se não for com semijoias, vai ser com qualquer coisa. Tornou-se missão.

Qual seu público hoje: todos que querem lembrar alguém ou a si mesmo de agradecer.

Qual criação mais marcante que já fez? Sem dúvida, as que foram inspiradas em uma amiga que faleceu de câncer, a Joy. Na época em que eu lancei as peças ela deixou uma frase em nossas redes sociais: “Agradeço por seguir com força e fé / Entrego-Aceito-Confio-Agradeço”. Fiz uma coleção inspirada nessas frases na época em que ela estava se tratando. Emociono-me quando falo disso, pois ela era uma pessoa megaespecial para todos que a conheciam, tinha um coração megafeliz e passava só bondade para as pessoas. Realmente, foi uma inspiração e tanto!

Que materiais usa na confecção das peças: pedras brutas, pérolas de água doce, metais sem níquel, banhos de metais preciosos, couros naturais, ecológicos ou reciclados.

Planos para o futuro: aumentar a empresa e gerar empregos treinando mais pessoas para o trabalho do artesanato. E vender em outros países além do Brasil.

Conselho: trilhe o seu próprio caminho, acredite nele e agradeça. Não olhe para os lados com olhos de desânimo, olhe para si e tire o melhor da sua experiência de vida. E caso achar que não tem experiência o suficiente, ande todos os dias no mesmo caminho que andou e olhe com outros olhos.

Frase: “Agradecer é além de uma emoção. É uma ação que revigora, rejuvenesce”.

Dê sua opinião

comentários

Envie seu Comentário

%d blogueiros gostam disto: