Pular a barra do clicRBS e ir direto para o cabeçalho.
clicRBS
Nova busca - outros

Wine Day na Decanter

24 de abril de 2017 0

Com uma degustação exclusiva acompanhada por mais de 100 rótulos de renomados produtores de vinho do mundo, a Decanter realiza esta semana em Blumenau, o Decanter Wine Day. Será na quarta feira, dia 26 das 19 as 22 horas.

Ele é realizado em parceria com o grupo DVA e a marca Mercedes Benz e haverá degustação de comidinhas especiais como sopa de capeletti e penne flambado com Grana Padano, já que um dos apoiadores do evento é a Gran Mestri e seus queijos. Quem assume o feitio das receitas é o chef Rodrigo Gonzaga e Raquel Huewes.

Durante a noite produtores internacionais como os argentinos Colomé, Amalaya e Família Schroeder estarão presentes.

A coluna estará por lá e mostra tudo. Para quem quiser tentar um convite ficam as informações:

3038-8850 ou pelo e-mail: eventos@decanter.com.br

Decantar em Blu

Decantar em Blu

Dê sua opinião

comentários

Dia Internacional da Dança

24 de abril de 2017 0

Nesta  quarta feira,  dia 26, partir das 19h, mais de 200 bailarinos do Pró-Dança Blumenausubirão ao palco montado na praça do Teatro Carlos Gomes para apresentações gratuitas de sapateado, ballet, danças urbanas e jazz.  O intuito é celebrar o Dia Internacional da dança.

Este é o sétimo ano que a escola realiza este evento especial, que acima de tudo busca homenagear os bailarinos e todas as formas de expressão artística e corporal. O Dia Internacional da Dança, que é comemorado no dia 29 de abril, foi instituído pelo Comitê Internacional da Dança (CID), da Organização das Nações Unidas para a Educação, Ciência e Cultura (Unesco), no ano de 1982.

 

Foto_010-2016 (Dia da Dança - Ricardo Silva Photuspress)

Dia da Dança – Ricardo Silva Photuspress

Foto_020-2017 (Dia da Dança -  Giovanni Silva)

Dia da Dança – Giovanni Silva

Serviço:

O quê: Apresentações em comemoração ao Dia Internacional da Dança

Quando: 26 de abril (quarta-feira), às 19h

Onde: Praça do Teatro Carlos Gomes

Entrada: Gratuita 

 

Dê sua opinião

comentários

Desafios

24 de abril de 2017 0

O que falar dos desafios perigosos lançados na internet camuflados de jogos, em que fases se completam e terminam muito mal, até com a morte, como o caso da Baleia Azul? E ele não foi o primeiro, apenas o mais divulgado.

A apologia ao suicídio virou moda? Como assim? Já vivemos aterrorizados por problemas reais e de repente os virtuais tomam forma. O primeiro pensamento, o horror.

Analisando bem, temos que nos preocupar primeiro com nossos filhos e não com os jogos em si. Eles são apenas consequência. São como as drogas, estão e sempre estiveram disponíveis.

Sabemos que a depressão entre crianças e jovens existe cada vez mais, por vários fatores, e um deles é a pressão imensa da sociedade e de muitos pais para a obtenção de ótimos resultados. Ser bom em línguas, ter notas boas, ser aceito num grupo bacana, enfim, são muitas exigências. Mas nós também passamos pela adolescência e sabemos que os perigos sempre existiram.

Soluções? Mais diálogo, a presença efetiva dos pais ou mesmo dos avós e uma vigilância saudável, que faz parte de qualquer educação normal. Viver com os filhos, não somente conviver.

Numa primeira conversa com os meus sobre o desafio e sobre a série da Netflix 13 Reasons Why, que também fala sobre suicídio de forma banal e irresponsável, a primeira reação foi de deboche. Em cima de mim, claro, e a frase “credo, mãe, quem teria coragem de fazer isso?” Bom, quem teria eu não sei, mas infelizmente está ocorrendo. E mesmo que ele tenha surgido do mundo virtual, providências precisam ser tomadas e discussões sobre depressão e suicídio, levantadas.

Achei importante lembrar aos meus leitores de que confiar no que você ensinou e conversar sério com seus filhos é fundamental. Nem que seja para ouvir uma risada ou um alerta. Um último conselho: olhos abertos sempre, mais conversa e atenção. Afinal pais são pais, depois amigos.

 

foto perfil @beatrizbraga

foto perfil @beatrizbraga

Dê sua opinião

comentários

Perfil de Sérgio Hess Souza

24 de abril de 2017 0
Sérgio Hess de Souza foto Pedro Waldrich

Sérgio Hess de Souza foto Pedro Waldrich

Na próxima semana serão festejados os 34 anos do CTG Fogo de Chão de Blumenau, e a coluna traz o perfil de um dos fundadores do grupo e atual presidente.

Sérgio Hess de Souza é filho de Rodolfo Souza Filho e Adelina Clara Hess de Souza. Ele nasceu em Luis Alves e é formado em Administração de Empresas e Direito. Conta que começou a trabalhar aos oito anos, datilografando etiquetas de camisas, consertando ferros de passar roupa e ajudando na venda das peças da empresa da família, a Dudalina.

Sérgio já foi o diretor-administrativo da Dudalina S.A. e membro do conselho de administração de 1974 até 2014. Sempre esteve presente nos negócios da família, entre as lojas e a empresa, até largar as atividades por causa das enchentes.

Sócio da Hess & Arend – Advogados, com mais 21 advogados e outros 20 colaboradores, ele começou a se dedicar à advocacia nos anos 1980. Em 1981 participou da fundação do Rotary Club Hermann Blumenau, onde já ocupou todos os cargos e se orgulha de ter 100% de frequência. Também esteve envolvido na fundação da Amabel, onde foi presidente duas vezes.

Foi conselheiro da Abam e do conselho de ética da OAB/SC, diretor da CDL de Blumenau e presidente em dois mandatos e vice-presidente da Federação dos Diretores Lojistas de Santa Catarina.

Sérgio também foi membro da Comissão Municipal de Turismo e em sua gestão na CDL surgiu a Oktoberfest. Conta que fez parte da organização das três primeiras edições, que posteriormente foram assumidas pela prefeitura de Blumenau. Ainda coordenou e ajudou a coordenar todas as 22 edições da Festa do Cavalo.

Participou do projeto Nova Blumenau, para reconstrução da cidade depois das enchentes de 1983 e 1984. Organiza e coordena desde o início em 2000 a campanha Natal sem Fome, que já arrecadou cerca de 400 toneladas de alimentos nos 17 anos da promoção.

Sérgio é casado com a querida Ana Marise, e tem três filhos: Bruna Mariana, Anna Beatriz e Sérgio Fernando. Animado, mal pode esperar para ser avô de Carolina, que chega em setembro deste ano.

Uma trajetória de vida e tanto. Muitos fatos não couberam neste pequeno espaço, mas quem o conhece sabe da importância do seu papel e a diferença que faz na comunidade blumenauense.

Hobby: andar a cavalo.

Lugar inesquecível: muitos. Em especial o interior dos Andes, a cavalo, quando atravessamos de Mendoza, na Argentina, até Santiago do Chile.

Música: Garota de Ipanema com Frank Sinatra e Tom Jobim.

Mania: não sei se tenho.

Filme: Noviça Rebelde, de 1965.

Luxo: conforto na minha casa.

Não vive sem: minha família.

Sonho: o mundo em paz e sem fome. Brasil sem corrupção e com desenvolvimento em todas as áreas, especialmente na social.

Caos: uma sociedade, uma família sem referências e sem valores morais e éticos.

Comida preferida: arroz carreteiro.

Como nasceu sua história com a advocacia? Qual o ramo do direito que mais gosta? Sou administrador. O entusiasmo do meu irmão Vilson pelo Direito, quando ainda estudava, me contagiou, e motivado resolvi cursar a faculdade. A eleição do Vilson em 1986 como deputado federal fez mudar radicalmente a minha vida, pois abandonei o comércio e assumi o escritório dele. Gosto muito de atuar na área do direito do trabalho empresarial.

Seu escritório atua principalmente em qual área? Em todas as áreas do direito empresarial.

Como começou sua participação na Amabel? Em uma conversa no Rotary Hermann Blumenau surgiu o convite para participar, juntamente ao Edélcio Vieira, de uma reunião para implementar ações em prol do Hospital Santa Isabel. Com outras pessoas que já atuavam em favor do hospital resolvemos fundar em 2005 a Amabel – Associação dos Amigos do Hospital Santa Isabel.

Como podemos ajudar a instituição? O Hospital Santa Isabel é referência brasileira e mundial em medicina de alta complexidade, especialmente na área de transplantes. Nossa atuação mais forte é na reforma dos quartos, que eram muito antigos. Dos 132 quartos já reformamos mais de 110, e atualmente estamos reformando toda a ala da cardiologia. O projeto Adote um Quarto é fantástico, pois propicia conforto e melhores condições a todos os pacientes internados, especialmente os do SUS. Conseguimos, por doações, colocar em cada quarto, reformado ou não, ar-condicionado e televisão. Para participar na doação de valores os interessados podem ligar para 3321-1014 e acessar santaisabel.com.br/amabel.

Qual o grande objetivo hoje da Amabel? Antes de responder gostaria de divulgar algumas realizações em favor do hospital. Além da reforma dos quartos, conseguimos através de uma empresa de Blumenau e Jaraguá do Sul instalar um moderno sistema de geradores e trocar todas as entradas de energia, permitindo que o hospital possua capacidade e segurança de prestar serviços durante as catástrofes que poderão ocorrer no futuro. Também atuamos juntos aos governos e políticos para conseguir verbas e melhorias no hospital com objetivo de manter equilibradas as contas. Reformar todos os quartos e dotar o hospital com os melhores equipamentos para tê-lo como um dos melhores do Brasil é nossa meta permanente. Ser grato e dizer muito obrigado é a razão da festa que realizamos em novembro de cada ano, quando convidamos os contribuintes/doadores e parceiros que trabalharam em prol do hospital naquele ano.

De que outras instituições você participa? Do Rotary Club Hermann Blumenau desde sua fundação, em 1981, CTG Fogo de Chão desde sua fundação, em 1983, e da CDL, onde fui presidente em 1983 e 1984. O rotary, em parceria com o Fogo de Chão, fazem há 17 anos uma arrecadação de alimentos na campanha Natal sem Fome. Já arrecadamos nestes anos mais de 400 toneladas de alimentos.

Qual a tradição gaúcha mais forte que vocês seguem no CTG? O gaúcho é originário da Espanha e se caracteriza principalmente pela simplicidade, amor à natureza, amizade, justiça, alegria, comida campeira, muita música e por gostar do cavalo e suas lidas. No Fogo de Chão nos reunimos todas as terças-feiras, quando praticamos cada um destes mandamentos do gaúcho, especialmente a boa música e a comida. Lá todos são convidados a participar.

E a festa do cavalo? Ela era tão forte na cidade, por que acabou? Era uma festa muito complexa e cara, sem retorno financeiro, além do grande risco de insucesso se as condições climáticas fossem adversas. Com a criação do Parque Ramiro perdemos o espaço onde a festa ocorria. Não encontramos outro local adequado ao tamanho do evento, que chegou a reunir mais de 60 mil pessoas numa edição.

O que faria se pudesse mudar algo em sua vida? Teria mais filhos, o presente mais belo que Deus nos dá.

Se não fosse advogado, seria… Empresário do comércio.

Um exemplo de pessoa: minha mãe, Adelina.

z Conselho: não sofras antes do necessário, senão sofrerás mais que o neces-sário.

z Frase: “Você nunca sabe que resultados virão da sua ação. Mas se você não fizer nada, não existirão resultados”, de Mahatma Gandhi.

Dê sua opinião

comentários

Conheça a nova casa do Magnani Bistrô em Blumenau

20 de abril de 2017 0
Foto Lucas Correia

Foto Lucas Correia

A coluna mostra hoje pra vocês o novo Magnani Bistrô, que após 10 anos de atividades em Timbó fixou residência em Blumenau. A casa, comandada pelo chef Leandro Magnani, fica no bairro Bom Retiro, na rua Hermann Hering nº 1 e ficou realmente maravilhosa.

Com apenas oito mesas e decoração discreta e clássica, o restaurante precisa de reserva antecipada e trabalha com menus de quatro, seis ou oito pratos para serem degustados.

Leandro conta que a louça é toda diferenciada a carta de vinhos também é voltada para a gastronomia mediterrânea — a adega do bistrô é de tirar o fôlego!

No cardápio, delícias preparadas com peixes frescos, massas leves, frutas da estação e sabores inusitados.

A visita contou com uma degustação e uma breve entrevista que você confere clicando no vídeo a seguir:

Espero que curtam!!

Serviço:
Magnani Bistrô
Rua Hermann Hering, nº 1, bairro Bom Retiro — Blumenau
Atendimento de terça a sábado, a partir das 19h
Contato: 47. 3399-0111

Dê sua opinião

comentários

Grupo Folclórico Alpino Germânico na Rota do Lazer

20 de abril de 2017 0

Mais tradicional representante das danças alemãs, o Grupo Folclórico Alpino Germânico fará um ensaio dentro da programação de atividades da Rota do Lazer de Blumenau na manhã do próximo domingo, dia 23 de abril.

Mais antigo em atividade em atividade em Santa Catarina, o Grupo Alpino Germânico completará cinco décadas no ano que vem. Nessa trajetória, representou o Estado e Pomerode no Brasil e no exterior, inclusive na Oktoberfest de Munique. É a grande referência para os demais grupos folclóricos locais.

O ensaio será aberto. Quem quiser poderá dançar com os integrantes do grupo, numa integração entre os dançarinos, público e turistas.

A apresentação acontece às 10h, na altura do número 693 (Café Paris/agência Banrisul), e contam com patrocínio do SINDILOJAS Blumenau e apoio do Sindicato de Hotéis, Restaurantes, Bares e Similares de Blumenau e Região e do Blumenau e Vale Europeu Convention & Visitors Bureau.

FullSizeRender-81

Grupo

O quê: ensaio aberto do Grupo Folclórico Alpino Germânico
Onde: Rua XV de Novembro, altura do n º 693 (Banrisul/Café Paris)
Quando: dia 23, domingo, às 10h
Quanto: gratuito

Dê sua opinião

comentários

Jurerê Jazz Festival

20 de abril de 2017 0

Eu que curto muito jazz, não poderia deixar de contar que de hoje até o dia 1º de maio, Jurerê Internacional se transformará na capital do jazz. O balneário recebe o 7º Jurerê Jazz Festival, grandes atrações nacionais e internacionais como Leny Andrade, Maria Gadú e o norte-americano JJ Jackson. Serão mais de 40 shows e a maioria deles gratuitos.

O festival também abre espaço para os talentos locais e traz nomes como: Felipe Coelho, Cristiano Ferreira, Luiz Meira, Mauro Albert, Cássio Moura, Arnou de Melo, Brass Groove Brasil, entre outros. Nesse ano, parte da programação do festival será compartilhada com o Festival de Sapateado Floripa Tap, que realizará espetáculos de graça em Jurerê Internacional de 20 a 24 de abril.

Para quem quiser conferir a programação completa fica o site:  www.jurerejazz.com.​

JJ Jackson

JJ Jackson

 

Lenny Andrade. Foto Bruno Ropelato

Lenny Andrade. Foto Bruno Ropelato

 

 

Dê sua opinião

comentários

Stammtisch Blumenau neste final de semana

20 de abril de 2017 0

Será nesta sexta-feira que irá rolar o Stammtisch em Blumenau. Essa é a 26ª edição do evento e a primeira vez, em 17 anos, que a realização será em uma sexta-feira, feriado de Tiradentes. A mudança, segundo o organizador do evento, Develon da Rocha, não altera a programação dos grupos. No entanto, caso chova, o evento será transferido para o dia 22.

Estão confirmados 270 grupos, como o Musik Motorrad, que já participa do Stammtisch há 16 anos; e o Freund Der Geeisten Blonden, que existe desde 1991 e os integrantes se reúnem a cada quinze dias com o objetivo de celebrar a amizade. “Será uma linda festa, como os blumenauenses já conhecem”, destaca, com otimismo, Rocha. A expectativa de público é em torno de 25 mil pessoas.

Segurança

Em atenção à segurança de todos, a partir desta edição, barracas com toldos devem ter extintor de incêndio, que pode ser o mesmo usado em automóveis. Tendas de tamanho 5x5m ou mais terão que ter tecidos com tratamento anti-fogo. A partir destas medidas, precisarão, ainda, ter ART, uma anotação de responsabilidade técnica, assinada por um engenheiro.

Trânsito

A Rua XV e transversais serão fechadas no dia 20 de abril, a partir das 21h, para organizar o evento. A reabertura do trânsito será às 20h, do dia 21 de abril. Ficarão liberadas para trânsito normal as ruas Paul Hering, Rodolfo Freygang, Professor José Ferreira da Silva e Namy Deeke.

Em caso de chuva, toda programação será realizada na data posterior às descritas acima.

Apoio:
PMB – Prefeitura Municipal de Blumenau
Sectur – Secretaria de Turismo e Lazer – Prefeitura de Blumenau
CDL Blumenau – Câmara de Dirigentes Lojistas
SINDILOJAS – Sindicato do Comércio Varejista de Blumenau
SIHORBS – Sindicato de Hotéis, Restaurantes, Bares e Similares de Blumenau e Região

FullSizeRender-80

Stammtisch Blumenau

SERVIÇO
Stammtisch Blumenau
Quando: 21/04/2017
Onde: Rua XV de Novembro
Organização: SOL Eventos
Mais informações: https://www.facebook.com/StammtischBlumenau/ ou com Presse Comunicação  (47) 3041.2990 / 3035.5482)

 

Dê sua opinião

comentários

Taças Salgadas no Du Centre

19 de abril de 2017 0

Tem novidade salgada no Café Du Centre! Uma combinação de queijos derretidos franceses, como é o caso do brie, que transborda por fora da taça, aliado ao toque de azeite trufado e presunto parma é uma delas.

Trata-se da versão salgada da taça conhecida como “suja ou desconstruída”. A opção do cardápio trará novos sabores pois conforme as fundadoras,  “A aceitação do público pela taça salgada nos fez perceber que estamos no caminho certo em pensar em novos produtos para manter algumas das características da marca: a inovação e a criatividade à mesa. Com o sucesso do novo produto, que já está sendo servido em todas as unidades, pretendemos lançar em breve novos sabores salgados”.

Adorei saber! Olha que lindas!  Em Blu, o café funciona de terça a domingo das 15h às 20h.

foto

Com brie e parma

foto1

Muito queijo!

Dê sua opinião

comentários

A Arte do Vestuário lançado em Blumenau

19 de abril de 2017 0

O lançamento do livro  Arte do Vestuário veio pra mostrar que a moda não é só um artigo de luxo e faz parte da história, da cultura, arte, economia e do dia a dia das pessoas. Lançado em Blumenau, ele traz em 180 páginas, histórias, fotos, dados e entrevistas sobre a indústria têxtil de Santa Catarina.  O encontro ocorreu no auditório do SENAI e contou com a presença de jornalistas, estudantes de moda, empresários e pesquisadores. Também estiveram presente os principais apoiadores da obra como a família Rambo, da Rovitex, a Federação das Indústrias do Estado de Santa Catarina (FIESC) e a Lectra, empresa francesa líder mundial no desenvolvimento de tecnologia para indústria têxtil.

 

Na ocasião foi realizada uma mesa de debates e contou com a presidente do SCMC, Amelia Malheiros e Sueli Petry, guardiã da história de Blumenau e diretora do Museu de Hábitos e Costumes. Ambas foram entrevistadas pela autora do livro, Astrid Façanha e tiveram grande contribuição bibliográfica na obra, que tem uma tiragem de 2 mil exemplares, dos quais 80% serão encaminhados para escolas públicas, bibliotecas, universidades, museus e centros culturais. No site do projeto artedovestuario.com.br é possível realizar o dowload gratuito. Muito bacana! 

Fotos- Daniel Zimmermann

Evento (2)

A produtora executiva e editora Heloisa Garrett, os fundadores da Rovitex Vitor e Rose Rambo, a autora Astrid Façanha e o diretor da Rovitex Junior Rambo.

4

Debates

 

 

Dê sua opinião

comentários