Pular a barra do clicRBS e ir direto para o cabeçalho.
clicRBS
Nova busca - outros
Capa ZH ZH Blogs Assine agora

Consumo consciente

18 de fevereiro de 2009 0

Divulgação

A crise econômica mundial é boa para colocar em ordem o excesso de consumo que existia no mercado. Quem diz isso não sou eu, mas a toda poderosa do mundo da moda: a editora da Vogue América Anna Wintour.

Em uma das poucas entrevistas que concede, ela falou ao Wall Street Journal e surpreendeu. Ela é a profissional viciada em trabalho que inspirou o filme O Diabo Veste Prada. Na entrevista, disse que o mundo vivia um excesso de consumo e que o preço das roupas realmente estava mesmo fora de proporção.

Pela primeira vez, a revista Vogue evita publicar artigos muito caros. Ela defendeu que o momento é de poucas compras, mas de qualidade. Um consumo consciente. Ela também usou um termo que deve pegar: dizendo que a época é de roupas criativas, mas sóbrias. Nada muito Dubai, referindo-se aos brilhos e dourados dos Emirados Árabes.

No mais, a mulher que tem o poder como editora da publicação que é referência da moda internacional, se rasgou em elogios a primeira-dama Michelle Obama. Segundo ela, uma pessoa que não tem medo da moda. O mercado de luxo, em especial o da moda, andava meio bizarro mesmo. Sem pudor de cobrar US$ 30 mil, por exemplo, por uma bolsa. Será que vale? Faltava se fazer essa pergunta.

A manifestação da editora não é nada de outro mundo, mas é apenas uma leitura precisa da insatisfação de uma sociedade de consumismos vazios.

Ouça o meu comentário sobre o assunto no Gaúcha Hoje

Postado por Fernanda

Envie seu Comentário