Pular a barra do clicRBS e ir direto para o cabeçalho.
clicRBS
Nova busca - outros
Capa ZH ZH Blogs Assine agora

Um papo com Glenda

11 de fevereiro de 2010 0

Glenda Kozlowski (foto acima), 35 anos, está afastada há um mês e meio da apresentação do Globo Esporte, na Rede Globo. O motivo a coluna descobriu na tarde de ontem, no bar da Cidade do Samba. Glenda comanda a transmissão dos desfiles do Grupo Especial do Rio, que terá um novo narrador, Luís Roberto. É uma megaestrutura com mais de mil profissionais credenciados.

É o segundo ano de Glenda, mas ela revelou estar mais nervosa do que no primeiro.

— Ano passado eu me dei o direito de uns errinhos, gaguejar um pouco. Neste ano tive mais tempo para estudar — disse.

Neste mês e meio o ritual se repete todos os dias, inclusive no fim de semana. A jornalista vai a cada barracão para conversar e acompanhar ao vivo o trabalho de figurinistas, aderecistas, ferreiros, carpinteiros, soldadores.

Estilo Próprio – Qual o seu ritual para a avenida?

Glenda Kozlowski – Chego na avenida ali pelas cinco da tarde. São nove horas de transmissão. Só saio no outro dia pela manhã. É muito puxado, mas um trabalho incrível.

EP – E dá para dormir?

Glenda – Carnaval passado fui para casa e dormi três horas. Não consegui mais, estava com aquela energia ainda do desfile. Aí acordei e fiquei revendo minhas anotações, estudando mais.

EP – Que tanto você estuda?

Glenda – Faz muita diferença eu correr atrás e ter as minhas próprias histórias para contar. Sempre gostei de Carnaval. Sou carioca, todo carioca ama futebol e Carnaval. Mas não conhecia tudo e todos. Tive que me dedicar para buscar qualidade.

Envie seu Comentário