Pular a barra do clicRBS e ir direto para o cabeçalho.
clicRBS
Nova busca - outros
Capa ZH ZH Blogs Assine agora

Ele cria tapetes mágicos

24 de março de 2012 0

Imagine voltar para casa depois de quase 30 anos vivendo longe, bem longe.
Explico melhor. Há 27 anos, o gaúcho Jorge Vicente deixou Porto Alegre para realizar o sonho de pegar ondas imensas no Havaí.
Conseguiu. O caminho para chegar lá, conto em seguida. O incrível da trajetória deste shaper, ou fazedor de pranchas de surfe, que hoje tem reconhecimento mundial, é o fato de ele ter ido e nunca mais ter voltado. Depois de instalado em Oahu, no Havaí, ele não pisou mais no Brasil. Muito menos em Porto Alegre.
Lá se vão 27 anos e, por isso, esta volta em 2012 é tão especial:

– Achei Porto Alegre uma Nova York – diverte-se, ainda impressionado com as mudanças da Capital, mesmo já tendo desembarcado no Aeroporto Salgado Filho (novo, para ele) há um mês e meio.
Jorge Vicente, ou “Jorge Baxo”, como era conhecido quando circulava pela praia de Torres, está redescobrindo a cidade – ainda se surpreende com o trânsito, o desenvolvimento da 24 de Outubro e se chateia com a falta de delicadeza no trato diário.

– Essa coisa que o americano tem de dizer “por favor”, “com licença” e “obrigado” para tudo não vejo aqui.

O surfista e shaper anda em clima de férias, revendo os amigos, reaproximando-se da família e trazendo para o Sul a técnica que o fez ganhar fama internacional. O porto-alegrense é um dos maiores shapers do mundo quando o assunto é pranchas de surfe para a prática em ondas imensas, aquelas que podem chegar a 20 metros.

Os maiores campeões mundiais da categoria só se aventuram nos mares com uma autêntica JV, sua marca. Vem daí o título carinhoso que elas ganharam: Tapete Mágico.

A história completa de Jorge Vicente você lê na Zero Hora dominical.

Envie seu Comentário