Pular a barra do clicRBS e ir direto para o cabeçalho.

Como prevenir o tártaro em animais de estimação

25 de janeiro de 2013 0

Cuide bem do seu animal (Foto: sxc.hu/Divulgação)

Cães e gatos costumam ter problemas de tártaro desde pequenos devido à falta de cuidados por parte dos donos. Ações bem simples podem garantir qualidade de vida para o seu pet. Saiba como deixá-lo com o hálito sempre fresco. E, de quebra, com uma ótima saúde bucal. Nos humanos, um simples problema de tártaro pode se transformar em um caso mais sério. Com os pets não é diferente. De acordo com a veterinária Keila Godoy, atitudes simples, como a escovação dentária dos animais e a ingestão de alimentos corretos, podem ser determinantes para evitar doenças graves.

– As consequências são sérias e incluem mau-hálito, perda dentária, infecções secundárias em importantes órgãos, como rins e coração, e dor ao se alimentar – explica.

Normalmente, restos de comida ficam parados na boca do animal, perto dos dentes, formando a placa bacteriana. Para ajudar na remoção desta placa, existem ossos e brinquedos específicos no mercado pet.

Dentes escovados, saúde em dia

Os donos precisam estar sempre atentos à saúde bucal do animal. Fazê-lo abrir a boca para observar a coloração da língua, que deve ser vermelho vivo, e dos dentes pode dar pistas valiosas sobre a higienização bucal.

Além disso, a prevenção do tártaro exige a escovação dos dentes dos animais diariamente ou pelo menos quatro vezes por semana. Segundo a veterinária Camila Almeida, esse procedimento deve ser realizado sem causar estresse ao cão ou gato.

– O ideal é que o dono tente assimilar o fato de escovar os dentes a algo que dê prazer, como o fornecimento de petiscos funcionais que auxiliam no controle do tártaro – aconselha.

Caso o pet não consiga ser controlado, é recomendado que se peça auxílio a um veterinário.

Envie seu Comentário