Pular a barra do clicRBS e ir direto para o cabeçalho.
 

Posts na categoria "Floripa Tem Esporte"

Atletas trocaram as pistas pelos 26 andares do Majestic Palace Hotel numa corrida vertical

04 de fevereiro de 2012 0

Uma competição emocionante na qual os atletas trocaram as pistas pelos 468 degraus (26 andares) do Majestic Palace Hotel. Esta foi a Corrida Vertical apresentada pelo Floripa Tem neste sábado (4). A competição foi válida para a primeira etapa do Circuito Nacional de Corrida Vertical.

A dinâmica da prova é a seguinte: correr verticalmente = subir os andares do Majestic Palace Hotel no menor tempo possível. No total foram inscirtos 76 competidores de diversos lugares do país. Às 9h30min foi dada a largada do pátio do hotel rumo à cobertura com vista para o mar. A largada foi individual, num intervalo de 1 minuto entre eles para segurança. Para cronometrar o tempo da competição todos os atletas usaram um chip no tênis. Desta forma, o tempo de corrida saiu precisamente no ato que o competidor chegou à linha de chegada.

Na etapa classificatória para final, cada competidor pode realizar apenas uma subida no edifício. Após 30 minutos da subida do último atleta se classificaram os 10 melhores tempos masculinos e femininos para a subida final, na qual os cinco melhores tempos foram premiados na classificação geral e os demais entraram na premiação por categoria da Faixa Etária.

O primeiro colocado foi Reinaldo Kiomi Kuriyama, do Rio de Janeiro, que fez a prova em 1min e 36seg. “A prova foi muito bem organizada. Tentei fazer o meu melhor e deu certo!”, disse o atleta.

Os atletas fizeram o percurso de 26 andares referentes a 468 degraus numa média de três minutos, o equivalente a 7 segundos por andar. A Corrida Vertical é a adaptação urbana da Run-up ou Skyrunning que define o que conhecemos como Corrida de Montanha.

Esta foi a primeira das seis etapas do circuito. As próximas etapas serão disputadas nos dias 25 de março em Santos, 10 de junho no Rio de Janeiro, 22 de julho em Curitiba, 22 de outubro em Porto Alegre e encerrando o circuito dia 12 de dezembro em Balneário Camboriú.

Muita adrenalina nos esportes radicais do Floripa Tem

31 de janeiro de 2012 0

A programação de esporte foi um pouco mais ousada no Floripa Tem 2012. Salto de paraquedas e rafting levaram muita adrenalina para a galera que curte esportes radicais. Teve também SUP (stand up paddle), aeroboxe, pilates, yoga e os eventos especiais como rally náutico, futevôlei, campeonato de bodyboard e a corrida vertical. Embora nem todos tão radicais, ambos levaram aos participantes técnicas sobre o esporte, benefícios e bem estar.

O salto de paraquedas fez a cabeça da galera. Quem nunca saltou de pára-quedas, nunca teve vontade de sentir o corpo atravessar as nuvens e o vento envolver o corpo… sentir o gosto da liberdade!

 A Vertical Speed  fez a parceria com o Floripa Tem levando muita segurança e adrenalina para os corajosos que se aventuraram nos saltos. Antes do salto, um mini curso de técnicas sobre como proceder é dado aos alunos. Após bem equipados, o aluno mais o instrutor preparam-se para a queda livre e apreciar o visual deslumbrante de Governador Celso Ramos.

Veja a emoção do momento:

Outra aventura que fez a galera pirar foi O rafting, um verdadeiro esporte de equipe. É uma atividade radical que utiliza botes infláveis e que integra o praticante aos rios, com suas descidas turbulentas, espumas de águas brancas e pequenas quedas.

Os níveis dos rios, classificados por especialistas, dividem os grupos que gostam mais de emoções de outros que preferem a tranquilidade de um passeio. A empresa APUAMA foi a parceira do Floripa Tem 2012, levando segurança, boa estrutura (seguro, guias profissionais, equipamentos) e qualidade no esporte, nas águas de Santo Amaro da Imperatriz, descendo corredeiras de nivel médio num curso de aproximadamente 3km e 1:30h de duração.

 
Está provado: Quem experimenta a adrenalina nunca se arrepende!

Uma mistura de ginástica com boxe: Floripa Tem aeroboxe

30 de janeiro de 2012 0

Música animada, pulinhos, coreografias sem grandes complicações… tudo isto à beira-mar. A base vem da aeróbica tradicional, mas o diferencial está, como o próprio nome indica, nos golpes e luvas de boxe: aeroboxe, mistura de ginástica e boxe. Para quem curte o esporte, o Floripa Tem oferece esta semana aulas na embaixada da Beira-mar, nas segundas, terças, quartas e quintas, a partir das 16h. Número livre de participantes.

O aeroboxe não é uma luta. É um exercício aeróbico que ajuda a perder aquela gordurinha indesejada e alivia o estresse. Uma boa aula de aeroboxe começa com um aquecimento dos membros inferiores, que é feito a partir de uma corrida moderada. Na segunda parte começam os socos, na qual o aluno trabalha como se tivesse à frente de um lutador imaginário, aplicando golpes no ar.

São quatro tipos de soco:

Jabs - soco curto com a mão que está à frente. Os destros mantêm a mão esquerda à frente e os canhotos fazem o contrário.

Cruzados - simula o desenho de uma meia lua em direção à parte lateral do rosto a ser supostamente atingido.

Diretos - segue linha reta em direção ao rosto com a mão de trás (direita, no caso dos destros).

Upers - como se fosse um gancho vindo de baixo para cima, para acertar o queixo do “adversário”.

A terceira parte da aula consiste em golpes em duplas ou no Bob (boneco simulador). É a parte mais forte da aula. No caso dos exercícios em duplas, uma pessoa fica com as luvas e a outra segura a manopla para absorver os socos. Em intervalos de seis minutos, as posições são invertidas.

Quarta e última parte: são feitos exercícios de abdominal e depois alongamento, principalmente dos membros inferiores e da região lombar.

Vantagens de praticar aeroboxe:

 
- Melhora do condicionamento físico e, junto a isso, elevação da freqüência cardíaca;

- Queima de gorduras. Numa aula de uma hora, são queimadas cerca de 600 calorias;

- As partes do corpo mais trabalhadas são abdomên, pernas, peitorais e ombros.

Quem pode fazer?
Pessoas que têm problemas cardíacos não podem fazer a atividade. Estão liberadas pessoas de ambos os sexos, de 15 a cerca de 45 anos, embora tenha praticantes um pouco mais velhos. Gestantes e crianças também não podem fazer a atividade.

Dicas do especialista:
O praticante de aeroboxe deve sempre estar munido de uma garrafinha de água. A hidratação deve ser mantida durante e após a aula.

Atleta Jéssica Becker vence o Campeonato Latinoamericano de Bodyboard no Riozinho

29 de janeiro de 2012 0

Este domingo (29) foi clássico na praia do Riozinho: altas ondas, sol, calor e praia cheia. Mas o show ficou por conta das melhores atletas latinoamericanas que disputaram nestes três dias de evento a primeira etapa do Circuito Latinoamericano de Bodyboard Feminino na praia do Riozinho. As ondas perfeitas e o cenário paradísiaco fizeram da final do evento ainda mais especial.

Nicolle Calheiros

A disputa foi difícil. A quartas de final foi acirrada entre as atletas de peso. A semi final ficou por conta das surfistas Maira Viana, que ficou em quarto lugar na competição; a pentacampeã mundial Neymara Carvalho venceu a local Carolina Camison ficando em terceiro; e a grande final foi disputada pelas atletas Nicolle Calheiros e Jéssica Becker. “Já nos sentimos vitoriosas. Antes competíamos mais. Com o tempo e a convivência nos campeonatos o que prevalece é a amizade. Estamos muito felizes de fazer a bateria final”, diz as atletas antes de caírem na água.

Foi por pouco, mas Jéssica Becker mandou melhor e levou o primeiro lugar. A atleta de Macaé – RJ pegou altas ondas. “Foi maravilhoso competir nesse lugar. É a primeira vez que surfo aqui e estou simplesmente maravilhada. Este evento foi excelente, tanto pelo nivel das ondas clássicas, pela organização e carinho do povo, coisa que a gente não vê em todos os lugares. Ainda mais por ser um evento exclusivo feminino que nos motiva muito”, diz Jéssica.

“Este foi um dos melhores campeonatos que já corri. O lance de ser feminino parece que tudo fica mais agradável. Tudo funcionou numa cinergia perfeita: organização, os eventos paralelos, as ondas, o sol. Tudo fluiu. Fiquei feliz de ter ficado em terceiro. Sem dúvida é um orgulho pra mim”, diz Neymara Carvalho, atleta que já foi cinco vezes campeã do mundo de bodyboard, oito vezes campeã do Brasil e já venceu uma etapa do latinoamericano.

Em paralelo rolou também uma aula com direito a presentes como prancha e pés-de-pato para as primeiras seis mulheres que chegassem no aulão. “Nunca tinha feito beodyboard mas achei o máximo. Vou continuar, ainda mais agora que já tenho equipamento”, diz Alexia Scarpat empolgada com as dicas do esporte.

 

Resultado:

1°: Jéssica Becker

2°: Nicolle Calheiros

3°: Neymara Carvalho

4°: Maira Viana

Veja a galeria de fotos.

Circuito Latinoamericano de Bodyboard Feminino: as atletas mandaram bem nas ondas do Riozinho

28 de janeiro de 2012 0

Praia lotada! Sol brilhando! Altas ondas… Não podia ser para menos: as melhores atletas latinoamericanas de bodyboard mandaram bem nas ondas do Riozinho neste sábado, 28 de janeiro. Foi um show de bodyboard, manobras e técnicas das atletas que também esbanjaram muita beleza no Nature Bodyboard Music & Art.

Dentre tantos talentos foi difícil a disputa. A praia ficou lotada com muita gente alto astral que curtiu o campeonato. Foi um verdadeiro show de bodyboard com as melhores atletas latinoamericanas. A atleta carioca, Nicole Calheiros nunca havia surfado no Riozinho. “Fiquei deslumbra com essa direita perfeita. Eu achava que aqui no sul as ondas eram mais ‘gordas’, me enganei. São perfeitas. Agora estou mais confiante para a próxima bateria”, diz a atleta que vai passou para as quartas de final.

A campeã mundial Isabela de Souza veio pela primeira vez a Floripa. Surfou no Riozinho e ficou encantada com o nível da onda. “Onda 100% bodyboard. Perfeita! Dar start nas competições com este nível é muito bom”, diz a atleta que fez a melhor nota do dia: 8,5.

Neymara Carvalho mandou muito bem! “Altas ondas.. nossa! Motiva para a próxima etapa. O vento diminuiu e ficou o cenário perfeito!”, diz a pentacampeã mundial.

Apresentado pelo Floripa Tem, o Nature Bodyboard Music & Art também tem arte. A Exposição de Saint-Exupéry, autor do livro o Pequeno Principe. O autor tem uma ligação muito forte com a praia do Campeche, pois trabalhava como aviador e acabou aterrisando na Praia. Por aqui, viveu algumas histórias e manteve grandes amigos, sendo que o nome da principal avenida da praia do Campeche foi dada em sua homenagem. A obra de Exupéry é uma das mais lidas até hoje no mundo todo.

A galera que estava na praia entrou na vibe do campeonato. Os professores Ronaldo Fiqueiredo e Lobo ministraram um aulão de BB para crianças e adolescentes. Pela quarta vez no Floripa Tem, os atletas da Escola de bodyboard Lobo Guará, da paia Brava, deram dicas ambientais, ecológicas, técnicas do esporte e ensinaram a galerinha as bases de como pegar onda. “Nós amamos o esporte. E esta idéia de passar o que sabemos para eles é o que vale. A crianças precissam mais que técnicas! Elas precisam de toda uma psicologia para aprender a gostar das coisas”, diz Ronaldo Figueiredo, atleta que vencou o Circuito Catarinense de Bodyboard PRO ontem.

Para fechar na vibração positiva, o DJ Agobar comanda o som no final de tarde!

Amanhã tem as quartas de final e final. Veja o cronograma:

Domingo:

8:45 – Check In

9:00 – Início competição

10:20 – Quartas de final

11:00 – Semi final

12:00 – Apresentação de Tow Out

13:00 – Premiação

*Cronograma sujeito a alteração.

Veja a galeria de fotos.