Pular a barra do clicRBS e ir direto para o cabeçalho.
clicRBS
Nova busca - outros
Capa ZH ZH Blogs Assine agora

Seu Geraldo

19 de November de 2015 1

Ao longo dos 500 quilômetros do Rio Doce afetados pela lama entre Minas Gerais e Espírito Santo, poucas pessoas são capazes de dar um testemunho mais pessoal sobre o manancial devastado pela tragédia ambiental do que o agricultor Geraldo Ferreira da Cruz, 60 anos.

Ele vive há 29 anos em uma ilha banhada pelo Rio Doce, no município homônimo, a cerca de cem quilômetros de onde rompeu a barragem do Fundão. No fatídico dia, esperou por mais de 10 horas pelo resgate e teve que ser socorrido de helicóptero.

Obrigado a abandonar suas terras com medo de uma nova avalanche de lama, Geraldo retorna apenas para alimentar seus animais – uma égua, três gados, 10 cachorros e alguns gatos. Espera até hoje por algum tipo de assistência da empresa responsável pela barragem e calcula que aproximadamente 25% de suas terras – dedicadas essencialmente ao plantio de abacaxi – foram destruídas, cobertas pela lama.

Fotos de Bruno Alencastro.

[clique nas imagens para ampliar]

Bruno Alencastro

Bruno Alencastro

Bruno Alencastro

Bruno Alencastro

Bruno Alencastro

Bruno Alencastro

Bruno Alencastro

Bruno Alencastro

Bruno Alencastro

Bookmark and Share

Comentários (1)

  • Luis Ventura diz: 19 de November de 2015

    :-(

Envie seu Comentário