Pular a barra do clicRBS e ir direto para o cabeçalho.
clicRBS
Nova busca - outros
Capa ZH ZH Blogs Assine agora

Meu reino por um risquinho no celular

01 de April de 2016 1

fotos Mateus Bruxel
texto Bruna Scirea

Imagine ser um adolescente e não ter acesso à internet e às redes sociais. Imaginou? Bem-vindo à vida de guris e gurias que moram em zonas rurais onde o sinal é precário ou inexistente.

Lá, os namoros são à moda antiga, polêmicas de facebook não repercutem, pesquisas para a escola demandam uma gincana, conversas via whatsapp ficam restritas ao recreio. E há quem não reclame. Pelo contrário.

Ângelo, 16 anos, na zona rural de Farroupilha:
A internet não pega nem com antena amarrada em uma taquara no telhado“.

Mateus Bruxel
 
Mateus Bruxel
 
Mateus Bruxel
 
Mateus Bruxel
 
Mateus Bruxel
 
Mateus Bruxel

Guilherme, 13 anos, com a mãe, Tânea, em Soledade:
pouco usado, smartphone tem cara – e memória – de recém-comprado.

Mateus Bruxel
 
Mateus Bruxel
 
Mateus Bruxel
 
Mateus Bruxel
 
Mateus Bruxel
 
Mateus Bruxel
 
Mateus Bruxel

A última tarde de férias de Daniely e Gabriel, em Caxias do Sul:
Quando as amiguinhas dela vêm para cá, parece que visitam um outro mundo“, diz a mãe.

Mateus Bruxel
 
Mateus Bruxel
Mateus Bruxel
 
Mateus Bruxel
 
Mateus Bruxel
 

Mateus Bruxel

Mateus Bruxel

Mateus Bruxel

Mateus Bruxel

Mateus Bruxel

Mateus Bruxel

Josi, 17 anos, na Linha Almeida, em Sinimbu:
namoro sem fotos no Facebook nem emoticons no Whatsapp. Celular virou rádio.

Mateus Bruxel
 
Mateus Bruxel
 
Mateus Bruxel
 
Mateus Bruxel
 
Mateus Bruxel
 
Mateus Bruxel
 
Mateus Bruxel

Na escola de Bruno (de pé) e Henrique, em Sinimbu, tem sinal.
Por isso, durante as aulas, os celulares ficam “presos”.

Mateus Bruxel

Mateus Bruxel
 
Mateus Bruxel
 
Mateus Bruxel
 
Mateus Bruxel
 
Mateus Bruxel
 
Mateus Bruxel
 
Mateus Bruxel
 
Mateus Bruxel
 
Mateus Bruxel
 
Mateus Bruxel
 
Mateus Bruxel
 
Mateus Bruxel
 
Mateus Bruxel
 
Mateus Bruxel
 
Mateus Bruxel
 
Bookmark and Share

Comentários (1)

  • luciano diz: 2 de April de 2016

    Vocês é que são felizes, um dia ainda vão descobrir isso.

Envie seu Comentário