Pular a barra do clicRBS e ir direto para o cabeçalho.
clicRBS
Nova busca - outros
Capa ZH ZH Blogs Assine agora

O que pode fazer a diferença

28 de janeiro de 2009 3

Os selinhos amarelos colados no novo carro da BMW indicam a presença do KERS/Kai Försterling, EFE
A Fórmula-1 vem mesmo com muitas novidades em 2009. Elas são muitas, mas uma pode fazer a diferença, o KERS, o dispositivo que transforma a energia originada nas freadas em mais força para o motor, cerca de 85 cavalos a mais. O dispositivo não vai ser usado em toda a prova, mas em determinados momentos. O piloto pode acioná-lo por 6 segundos para fazer uma ultrapassagem, por exemplo. As maiores equipes encaram numa boa mudanças nos regulamentos técnicos e não enfrentam dificuldades. O problema é quando aparece uma coisa completamente nova e alguma dessas grandes equipes não consegue uma solução adequada. É o caso da Ferrari. A equipe italiana tem reclamado um monte do KERS, e se está reclamando não é por que acha o dispositivo uma afronta para a F-1, é por que não o dominou.

 

Robert Kubica, da BMW, uma das primeiras equipes a testarem o KERS, em meio à temporada de 2008, já disse que aposta nas mudanças das regras para lutar pelo título. O polonês está se referindo especificamente ao KERS, podem ter certeza.

Você acha que a Ferrari pode enfrentar tempos difíceis?

Postado por Daniel Dias

Comentários (3)

  • Denis diz: 29 de janeiro de 2009

    Daniel, voce achou alguma coisa sobre o funcionamento do KERS? Ok, sabemos que ele armazena a energia que seria transformada em calor na frenagem e reutiliza na aceleração, mas como ele armazena a energia e como reutiliza que não achei nenhum lugar que explique.

  • Paulo Roberto diz: 30 de janeiro de 2009

    Se a Ferrari não mudar sua filosofia de trabalho, não mudar alguns mecânicos que as vezes aparecem dormindo nos boxes enquanto a corrida tá comendo solta, vai sim enfrentar problemas iguais ou piores que no ano passado. Felipe Massa só não levou o título por que perdeu pontos preciosos. E graças a incompetência de alguns integrantes da equipe nas paradas nos boxes, em pelo menos três corridas, lembram?

Envie seu Comentário