Pular a barra do clicRBS e ir direto para o cabeçalho.
clicRBS
Nova busca - outros
Capa ZH ZH Blogs Assine agora

Ah, aqueles carros...

07 de julho de 2010 3

De fato, como bem lembraram aqui, o Lotus 78, aquela belezinha de outro post, tinha em especial o efeito solo. Era o chamado Carro Asa, porque seguia o princípio invertido da asa de avião. Como era invertido, o carro colava no chão. O Marcos Breda lembrou muito bem que o antecessor do carro da foto era um pouco diferente (aí na foto), com o radiador colocado no bico. A Lotus 78 teve essas duas versões, mas ambas eram Lotus 78.
Os carros de hoje da F-1 ainda usam o efeito asa, mas não na sua totalidade, porque as mini-saias, colocadas nas laterais do carro e que forçavam a passagem de ar totalmente por baixo do veículo, foram proibidas. A Lotus 78 foi mais uma obra genial do grande Colin Chapman, que, ao criar a Lotus 72 (sepultando os charutinhos), revolucionou a F-1. Tudo o que veio depois, inclusive a base dos carros de hoje, veio da 72.

Comentários (3)

  • Tiago Nobre diz: 8 de julho de 2010

    Olha… tenho que discordar. Na verdade o efeito solo é ainda maior hoje em dia. A retirada das aletas laterais não quer dizer que o efeito solo acabou. A baixa pressão entre o solo e o carro continua e muito maior do que antes. Tanto que é possível provar matematicamente que um carro de F1 em uma determinada velocidade conseguiria andar de cabeça pra baixo, tamanha é a zona de baixa pressão abaixo do carro.

    O escoamento de ar embaixo do carro é tão comportado quanto é possível sem limitações laterais, assim como em torno de todo o carro se forma um escoamento perfeitamente laminar (apenas se tornando turbulento – isto é, com maior atrito com o ar e maior arrasto aerodinâmico – atrás das 4 rodas e do aerofólio traseiro). A idéia original com certeza alavancou essa possibilidade, mas mesmo não podendo mais colocar saias, o efeito asa continua muito maior do que antes.

    Abraço!

    Resposta: É isso aí, sempre atento Tiago. Tens toda a razão.
    Abração.
    Daniel

  • Tiago Nobre diz: 8 de julho de 2010

    Daniel, consegui algumas imagens pra ilustar o que foi falado nesse post:
    http://sites.fabricatools.ig.com.br/site/midias/0616501-0617000/616618.jpg

    Aquela região azul embaixo do carro é a zona de baixa pressão.
    Essa imagem é de quando a FIA modificou a configuração da asa traseira dos carros em 2007 para facilitar as ultrapassagens.

    Aqui um esquema de como era o “chão” do Lotus 78 e o que era feito para manter a zona de baixa pressão que deixou o carro tão superior aos outros:
    http://www.ddavid.com/formula1/images/lotus79b.jpg

    E aqui como é o escoamento embaixo do carro hoje em dia (num gráfico CFD da USF1 antes de eles largarem o barco hehe):
    http://www.racecar-engineering.com/imageBank/u/usf1.JPG

  • Marcos Breda diz: 8 de julho de 2010

    O Lotus 78 foi, para mim, o carro mais bonito da história da F-1. A versão sem radiador no bico tinha linhas ainda mais harmônicas, o carro dos sonhos de qualquer aficcionado.
    Detalhe: se não me engano, o Ronnie Peterson (é ele nesta foto, não?) acabou morrendo pilotando o modelo anterior (com radiador no bico) em Monza. Por alguma razão que não consigo lembrar no momento, o carro titular não pôde ser utilizado e ele acabou largando com o modelo anterior, com o Andretti pilotando a versão mais avançada. O final triste da história todos conhecemos…
    Em tempo: devo ir a POA em breve, participar dos Encontro com o Professor Ostermann. E Devo, claro, ir a Tarumã andar de Celta. E também ao Velopark, andar de kart e de Veloce. Se quiser agendar uma entrevista ou algo assim, para ajudar a promover estas categorias gaúchas, conte comigo, ok?
    Abração
    do seu fã
    Marcos Breda

    Resposta: Só uma correção, querido amigo Marcos Breda: o fã aqui sou eu. Gostei muito quando vi teu nome prestigiando este Blog.
    Vamos nos encontrar com toda a certeza. Eu fiz o curso do Veloce. Tu vais adorar. Vamos combinar para irmos juntos ao Velopark.
    O Peterson teve de correr com o Lotus com radiador no bico porque bateu nos treinos e a equipe não conseguiu recuperar o carro novo a tempo.
    Grande abraço.
    Daniel

Envie seu Comentário