Pular a barra do clicRBS e ir direto para o cabeçalho.
clicRBS
Nova busca - outros
Capa ZH ZH Blogs Assine agora

Por que Bruno deve permanecer na F-1?

26 de abril de 2012 5

Todos aqui entendem de Fórmula-1. Pois bem, alguém é capaz de apontar três motivos que justifiquem o Bruno Senna estar na Fórmula-1? Promove a F-1 porque recoloca o nome Senna no grid e tem um caráter acima da média entre os pilotos da F-1, não valem, porque estamos analisando o piloto Bruno Senna. Pergunta a la emparedado do BBB: porque Bruno deve permanecer na F-1? Se aparecerem três razões que me convençam, tá bom, aceito duas, mudo minha opinião sobre o sobrinho famoso.

Comentários (5)

  • Matheus diz: 26 de abril de 2012

    Facil, primeiro porque ele concorda com o ultra super queridinho da hora, Vettel, que o Brasil é uma bosta, segundo que sem o dinheirinho dele a Willians estaria quebrada e fora do grid, terceiro que é a unica possibilidade da Willians pagar uma divida histórica que tem junto a familia Senna, e ainda tem uma quarta, que com este carro horrivel da Willians nem o Vettel teria conseguido marcar 7 pontos neste mundial. Precisa mais?

  • Carlos Eduardo Silveira Kessler diz: 26 de abril de 2012

    E continua a implicância do nosso blogueiro favorito Daniel com o Bruno Senna. Pelo menos já está aceitando mudar de opinião, hehehe. Mas vamos as 3 razões então:

    1- A amostragem dele no automobilismo em geral é pequena, visto que começou a correr somente em 2004, 10 anos após a morte do Tio e pulando etapas importantes. Mesmo assim, ficou em 3º lugar na F3 em 2005 e em 2º na GP2 em 2008.
    2- Já mostrou habilidade correndo na chuva, fazendo uma grande corrida, com várias ultrapassagens na Malásia.
    3- Ele vem em ascensão na F1, começou na pior equipe HRT em 2010 para ganhar experiência. Em 2011, fez algumas corridas ao lado do Heidfeld na Lotus Renault, onde largou em 7º na Bélgica e chegou em 9º na Itália, com toda a pressão que existia para um piloto de sobrenome Senna e entrando em meio a temporada. Em 2012, já faz um bom campeonato na Williams, com 14 pontos conquistados. Mesmo sem poder participar de 15 de 20 primeiros treinos do final de semana, tem 10 pontos de vantagem sobre o Maldonado.

  • Flávio Schimmler diz: 26 de abril de 2012

    Confesso que não entendo tua implicância nem com o Massa nem com o Bruno. Ok, Massa anda em maus bocados, mas TODA SANTA SEMANA tu postas alguma coisa falando que ele cai. Pára com isso tchê, já tá chato.
    E segundo, o Bruno tá na primeira temporada de verdade dele na F1 e já supera em muito o Maldonado, assim como é um dos melhores colocados do segundo pelotão do grid.
    E não sei o que tu vês no Alonso. Não, ele não é o melhor piloto do grid. Bicampeão com aquela nave da Renault em dois anos excelentes para ele. Mas ele não faz milagre algum com a Ferrari. Ele tá na média de todos os outros pilotos, no momento.

  • Carlos Mota diz: 27 de abril de 2012

    1º – Mais do que Barrichello, Pizonia, Massa, Gugelmin, Pedro paulo Diniz, Ricardo Rosset, Tarso Marques, Ricardo Zonta, Luciano Burti, Henrique Bernoldi, Cristiano da Matta, Nelson Piquet Jr e Lucas Di Grassi, o Brunno teve de aturar não só a expectativa de ser substituto de Senna, como SER melhor ou IGUAL a Airton, por ser sobrinho. E isto no psicológico, Amigo, pesa muito;
    2º – Não teve ainda um carro competitivo e, com a experiência adquirida em incursões anteriores, tendo carro igual ao do companheiro, fica na frente deste;
    3º – A questão de estar lá por ter dinheiro é muito boba e não vem ao caso, pois o Alonso só está na Ferrari porque o banco espanhol garante uma baita verba para a equipe do cavalinho rompante, assim como outros pilotos garantem patrocínio para as equipes, o que é muito normal(a idéia poderia ser aproveitada no meu quarto esporte em preferência, o futebol).
    E como sentença: Bruno Senna é um piloto arrojado, coerente, cuidadoso, consciente e não é mais um aparvalhado que surgiu, como muitos por aÍ. ele está focado na carreira e em obter resultados. Além de lutar por seu espaço precisa lutar contra os criticos mordazes que o taxam de ruím ou péssimo. Sabe-se lá o que se passa no íntimo deste ser humano; a angústia e a luta contra a depressão por ser julgado por algo que ainda não cometeu.

  • Leandro Webster diz: 3 de maio de 2012

    1- Começou a correr “às verda” somente em 2004 e carregando o sobrenome Senna (o maior do automobilismo) e o “fardo de ter visto seu tio morrer em um acidente pela equipe que defende hoje, ou seja, no mínimo ele tem um lado psicológico muito forte;
    2- Mostrou habilidade na pista molhada e arrojo nas corridas (genética será?)
    3- Faz um bom campeonato pela Williams, sem falar que disputa posições nos treinos de classificação com o Massa, que dirige uma Ferrari.

    Obviamente o Bruno é infinitamente inferior ao Ayrton, mas está em um nível muito bom para a fórmula 1 atual, já que, há anos o fator “diferencial” está no carro, e não mais no piloto.

Envie seu Comentário