Pular a barra do clicRBS e ir direto para o cabeçalho.
clicRBS
Nova busca - outros
Capa ZH ZH Blogs Assine agora

Duas imagens, muitas versões

15 de dezembro de 2012 11

Depois de publicar o post de aniversário do Emerson Fittipaldi, fiquei reparando naquela foto que ele tá olhando, agachado, para a Lotus preta e dourada em 1972. Lembrei imediatamente de uma das cenas mais impressionantes da F-1, com o Ayrton Senna olhando para a Williams, com as mãos sobre o aerofólio do carro minutos antes da corrida do acidente fatal. Veio muita falação sobre aquela cena (desculpem a qualidade da imagem do Senna, é apenas uma reprodução de um frame do vt, pois nenhum fotógrafo fez foto daquele momento). Alguns dizem que o Senna sabia que ia morrer, outros dizem que ele se preparava para o suicídio, outros afirmam que era um gesto comum dele antes das corridas, outros falam que ele estava apenas rezando. Não sei, o que você acha?
A cena é muito parecida com a do Emerson olhando para a Lotus antes de uma corrida. E nada de mal aconteceu com o Rato depois.

Comentários (11)

  • Alvaro diz: 15 de dezembro de 2012

    “Lutei tanto pra pegar esse carro e agora que consigo não me deu um pontinho se quer.” Era isso que Senna pensava na foto.

  • Ricardo Paganella diz: 16 de dezembro de 2012

    Naquele momento Airton Senna estava falando com Deus!!! Eles se entendiam muito bem e provavelmente Deus estava dizendo ao Senna, vc já cumpriu com seu dever, a partir de hoje lhe darei novas missões!!!

  • Alesssandro diz: 16 de dezembro de 2012

    Mas no caso do Senna, os dias que antecederam este momento foram muito diferentes. Primeiro, o acidente com o Rubinho,depois a morte do Ratzemberger, além do fato de os próprios pilotos estarem reclamando da segurança dos carros, sendo que o Senna era o líder do movimento.
    De qualquer forma, cada um enxerga o momento baseado nas suas convicções. O fato é que logo depois, ocorreu aquele fatídico acidente com o Ayrton Senna e perdemos uma pessoa sensacional em todos os sentidos.

  • Fabrício Martins Tavares diz: 16 de dezembro de 2012

    Daniel: acho que as duas fotos trazem sentimentos muito opostos. A do Emerson parece ser a de devoção à Lotus. Ele está admirando uma obra prima, digamos assim. Já a do Ayrton é de preocupação. Porque naquela temporada ele já ia para a terceira etapa zerado de pontos. E o Schummy vinha de duas vitórias seguidas. Além disto teve os acidentes do Rubinho e do Ratzemberger (morte) no final de semana. Penso que falar em “saber que vai morrer” ou “suícidio” é trazer uma versão que ninguém pode comprovar … Abraço !!!

  • Eduardo diz: 17 de dezembro de 2012

    Prever a morte e suicidar-se são hipóteses que, francamente, beiram o ridículo. Difícil dizer o que se passa na cabeça de uma pessoa. O que é sabido é que o Senna estava sob pressão, o campeonato estava indo embora logo no início, e a Williams que ele tanto sonhou em guiar havia se transformado numa abóbora com o fim da suspensão ativa e do controle de tração. Some-se a isso os dois acidentes do fim de semana, e não tem como não ficar preocupado diante de um cenário assim. Cenário completamente diferente do vivido pelo Emerson na outra foto, quando ele estava em grande forma e tinha um grande carro nas mãos.

  • Roberto Taborda diz: 17 de dezembro de 2012

    Daniel, somente um detalhe: Tem várias fotos do Ayrton nesse momento até mesmo na NET. Sobre as cenas: A do Emerson é pura admiração, a do Ayrton, é concentração para “limpar” a mente de tudo que havia ocorrido no FDS e focar na prova. Só isso!

  • Matheus Corrêa diz: 18 de dezembro de 2012

    Senna tava muito diferente naquele fatídico final de semana. Não parecia o mesmo. Atitudes diferentes, parecendo adivinhar o pior. Sempre me arrepio quando vejo essa imagem!

  • Luis Mauro Gonçalves Rosa diz: 20 de dezembro de 2012

    Só pra colocar um “twist” na interpretação: O Emerson está conferindo o decaldo do patrocinador (pra ver se ficou legal) e o Ayrton está ajustando a asa traseira pra ganhar mais aderência, só isso! :-)

  • josé antonio coelho diz: 22 de dezembro de 2012

    Na minha modesta opinião, tudo isso refletia o semblante fechado de Senna na foto, com as mãos sobre o aerofólio de seu carro.
    1 – O Williams de 94 que vinha até a prova de Imola com sérios problemas de acerto; 2 – a morte de Ratzemberger e o acidente de Barrichello; 3 – a pressão extra-pista exercida pelos inúmeros compromissos que aumentavam a cada dia na vida do Ayrton Senna empresário e que dependiam do seu sucesso nas pistas e do qual dependiam inúmeros profissionais; 4 – Uma suposta fita obtida por detetive particular que comprovaria uma traição a Senna por sua namorada na época Adriane Galisteu como narrado no relato do jornalista de O Estado de S. Paulo, Lívio Orícchio em http://pt.scribd.com/doc/59633356/A-Morte-de-Senna.

  • adriano mezari duarte diz: 24 de dezembro de 2012

    Que pena que o José escreveu após muitos dias a postagem, pois poucos lerão esse link. Eu diria que é incrível, nunca tinha lido nada tão detalhista sobre o assunto.

    Daniel se puder reproduzir em parte esse material ou o endereço do link, acho que seria de grande valia.

    Um feliz natal ao Daniel e todos os leitores do blog.

  • SELDER CARLOS ARAÚJO DE SOUZA diz: 10 de setembro de 2013

    GOSTAM DE ENDEUSAR AQUELE SAFADO DO SENNA, ESQUECEM ELE.

Envie seu Comentário