Pular a barra do clicRBS e ir direto para o cabeçalho.
clicRBS
Nova busca - outros
Capa ZH ZH Blogs Assine agora

Mudança nos pneus beneficia Red Bull na luta pelo título

14 de maio de 2013 7


Ao antecipar as mudanças nos pneus _ do GP da Inglaterra para o do Canadá, em 9 de junho _, a Pirelli beneficia a Red Bull e prejudica a Ferrari no duelo pelo campeonato. A equipe italiana parece ser a que melhor se adaptou aos pneus atuais _ com maior aderência e mais consumo. Quando ficou longe da luta pela vitória, Alonso teve problemas mecânicos ou acidente.

É claro que a ação não é um complô entre a fornecedora de pneus e a escuderia austríaca, mas resultado da pressão nos bastidores. Não sejamos ingênuos: não é só na pista que um mundial de F-1 é decidido.A chamada “cartolagem” faz diferença, e a Red Bull tem. Mais ainda diante do grande equilíbrio da atual temporada.

A Red Bull perdeu desempenho pelo maior consumo de pneus. Terminou 2012 em ampla vantagem pelo “conjunto da obra”. E começou a patinar pelo gasto excessivo dos compostos. Na Espanha, fez quatro pit stops, assim como a Ferrari, mas não conseguiu manter o ritmo alucinante de Alonso, por exemplo, mesmo sendo a melhor em aerodinâmica.

Depois da prova, a direção da equipe reclamou dos pneus. Por ter que poupá-los, alegou a Red Bull, Vettel foi mais cauteloso na pista. O presidente da escuderia chegou a afirmar que, no cenário atual, vence não o mais rápido, mas o melhor poupador de pneus.

Em partes, tem razão, mas reclamar é sempre mais fácil do que criar soluções. Críticas à parte, curiosamente a Mercedes não foi tão forte nas críticas. E olha que a equipe fez dobradinha no grid da Espanha e, depois, se arrastou até o fim da prova. Hamilton foi só o 12º, levando, inclusive, uma volta do vencedor Fernando Alonso.

Com a mudança, a expectativa é de que haja, no máximo, três paradas de boxe por corrida. Em Mônaco, no dia 26, os polêmicos pneus que gastam muito serão usados pela última vez. Vale ressaltar que a mudança nos pneus já estava prevista, mas por que antecipar?

Não pretendo, aqui, fazer uma “teoria da conspiração” a favor de Vettel. Pelo contrário, o tricampeão é um piloto incrível, lidera o campeonato e ruma favorito para o tetra.

O que pretendo destacar é que vale muito o que diz um famoso ditado: “quem não chora, não mama”. No caso da F-1, quem não chora também perde campeonato.

Com licença, Leandro, entro para te contrapor e botar mais pimenta na jogada. Desde que o Jean Todt (chefe de Michael Schumacher nos anos dourados da Ferrari) assumiu a presidência da FIA, a entidade passou a ser uma espécie de defensora da equipe italiana. Portanto, para mim, tem mais coisa atrás desta decisão de apressar a troca dos pneus em detrimento da Ferrari. Só a grana da Red Bull não explica os reais motivos. A equipe austríaca é nova no circo, e ainda não tem força política para mudar o jogo.
Abraços.
Daniel Dias

Comentários (7)

  • diego luiz da silva diz: 14 de maio de 2013

    O problema ao meu ver ate nem é esse , mas o fato de ter que usar o mesmo pneu para a corrida e o treio , como ele dura menos o fato de ja esta usado a vida util que ja é baixa fica menor ainda
    poderia continuar assim mas com o pneu para treio diferente do pneu para corrida e esse mania de usar dois tipos de pneu na corrida tambem tem que acabar , usa qual o seu carro melhor se adapta e para com esse regras malucas !!!!!

  • Marcos Rocha diz: 14 de maio de 2013

    Desculpa Leandro, mas fico com o Daniel, realmente acho que tem mais coisa por traz disso e se melhorar pra RBR vai melhorar também pra Ferrari e teremos um campeonato melhor ainda, assim espero.

  • Gerson SSA diz: 14 de maio de 2013

    A Ferrari tem muito mais força que a Red Bull,, mas estva sendo incompetente em suas decisões de box, agora que colocaram o melhor carro da F1 nas mas de Alonso, acho que vão virar o jogo com pneu ou sem pneu.
    Pq o melhor carro? quando QUE Massa saindo em nono ia ultrapassar Vetel sem ter um carro extremamente superior?

  • Emerson diz: 15 de maio de 2013

    O maior prejudicado é o Raikonen e a Lotus. Para a Ferrari e RBR vão ser bom.

  • marcelo diz: 15 de maio de 2013

    Bem, vamos puxar na memória a RBR reclamou dos pneus desde sempre, a mercedez também, no caso da primeira é que eles perceberam rapidamente que não poderiam estrair tudo que a aredinamica do carro permitia, a mercedez nunca se encontrou com os pneus, minha opinião é que a ferrari ganhou pela melhor tática atacar e 4 paradas não que ela tenha se adaptado melhor senão teria ganho as outras corridas; Vettel admitiu que demoraram a trocar a estratégia. a grande prejudicada é a lotus que deve ter estudado seu carro de 2010 e abe como utilizar os pneus. Opinião. achio que corridas deveriam ser ganhos pelos conjunto piloto carro, não pelos boxes, então claramente os pneus são decisivos e estão limitando carros a velozes mercedez e RBR, pneus duraram 7 voltas é de amargar, isso não é competição de pit stop…mas virou…acho ridiculo um piloto como rhamilton não pder competir pois os pneus iam embora depois de 5 voltas, o foco de uma competição não deve ser favorecimento a ferrari ou redbull, o foco deve ser no que é melhor para o esporte e para desportividade, não acham?

  • Leonardo Pilla diz: 15 de maio de 2013

    Pra mim a mudança partiu da própria Pirelli. Não é nada bom para a imagem da empresa apresentar para todo o mundo um pneu que é uma porcaria e se acaba em poucas voltas, mesmo quando é utilizado o composto mais duro.

  • Daniel Dias diz: 15 de maio de 2013

    Mas todo mundo sabia que não era um problema de qualidade na construção dos pneus. Gastavam muito porque a FIA pedia assim.
    Abraço.
    Daniel

Envie seu Comentário