Pular a barra do clicRBS e ir direto para o cabeçalho.
clicRBS
Nova busca - outros
Capa ZH ZH Blogs Assine agora

Estreia promissora: Massa supera Alonso e Hamilton no primeiro dia de treinos com a Williams

30 de janeiro de 2014 9
7

Twitter da Williams, Reprodução

Equipe, carro, cor, número, regulamento. Desde o ano passado, tudo mudou para Felipe Massa. Mas nada disso simboliza tanto a reviravolta na carreira do único brasileiro na Fórmula-1 quanto a atitude.

Pela primeira vez iniciando uma temporada como indiscutível número 1 de um time, Felipe transborda confiança. E impulsionado por ela, estreou pela Williams nesta quinta-feira com o segundo melhor tempo do dia nos testes da pré-temporada no circuito de Jerez de la Frontera, na Espanha.

Pela manhã, Felipe focou o trabalhos nos ajustes do carro e deu 36 voltas, terminando em quarto. À tarde, foram só 11 voltas, mas o suficiente para surpreender.

Em volta rápida, Massa fez 1m23s700 e ficou logo à frente do algoz de 2008, Lewis Hamilton, hoje na Mercedes, e do ex-companheiro Fernando Alonso, da Ferrari, que foi apenas o 5º.

massa_insta

Instagram de Felipe Massa, Reprodução

Após oito temporadas na Ferrari, Massa disse perceber muita diferença entre a escuderia italiana, que definiu como “emocional”, e a Williams, resumida como “força”. Confiante nas mudanças no regulamento como trunfo para voltar a vencer, revelou que contará os segredos de Maranello para ajudar o novo time:

— Direi tudo que sei! Farei de tudo que posso para ajudar o time a ser competitivo de novo, porque também quero isso para mim. Acho que escolhi a hora certa. Estamos entrando uma  nova era da F-1 e isso cai bem com uma mudança pessoal.

Felipe elogiou a decisão da Williams em contratar profissionais gabaritados para reforçar a parte técnica e revelou que a ambição dos ingleses, aliada a investimentos, foi um dos fatores que pesou para assinar contrato. E destacou o comprometimento do time com o projeto:

— Williams tem tudo o que é preciso para renascer. Tem uma fábrica sofisticada, o melhor túnel de vento, boas pessoas. Você tem os ingredientes, agora é hora de assar a torta. O time está pronto.

Dinamarquês voador

magnussen

Twitter da McLaren, Reprodução

A surpresa do dia foi o estreante Kevin Magnussen, de 21 anos. Com a McLaren — melhor equipe até agora nos testes —, o dinamarquês cravou a volta mais rápida do treino após 52 voltas durante a tarde.

Os testes foram marcados, outra vez, por muitas panes, que causaram a interrupção do treino por pelo menos quatro vezes. O maior desafio neste começo de ano tem sido a confiabilidade dos novos motores V6 1.6 litros, em especial com o novo sistema de recuperação de energia.

Percebe-se um melhor desempenho de times movidos pela Mercedes (McLaren, Williams, Mercedes e Force India), seguido dos propulsores Ferrari (Ferrari, Sauber e Marussia). Já os carros que utilizam Renault (Red Bull, Toro Rosso e Caterham) têm enfrentado mais dificuldades mecânicas e rodado menos. Em três dias, a atual tetracampeã mundial deu apenas 14 voltas e não marcou tempo.

O último carro, enfim

marussia

Twitter da Marussia, Reprodução

Fora das pistas, destaque foi a apresentação do carro da nanica Marussia, também com o estranho desenho do bico, mais fino na extremidade. Hoje termina a primeira bateria da pré-temporada nesta sexta-feira. A próxima será de 19 a 22 de fevereiro, no Bahrein.

Confira os melhores tempos do terceiro dia

1. Kevin Magnussen (McLaren) — 1m23s276 (52 voltas)
2. Felipe Massa (Williams) — 1m23s700 (47)
3. Lewis Hamilton (Mercedes) — 1m23s952 (62)
4. Jenson Button (McLaren) — 1m25s030 (40)
5. Fernando Alonso (Ferrari) — 1m25s495 (57)
6. Nico Hulkenberg (Force India) — 1m26s096 (17)
7. Jean Eric-Vergne (STR) — 1m29s915 (29)
8. Adrian Sutil (Sauber) — 1m30s161 (34)
9. Robin Frijns (Caterham) — sem tempo (10)
10. Max Chilton (Marussia) — sem tempo (5)
11. Daniel Ricciardo (RBR) — sem tempo (3)

Comentários (9)

  • Carlos Xavier Rosa diz: 30 de janeiro de 2014

    Leandro, por qual equipe o Kamui Kobayashi está retornando ?
    O que você acha desse piloto ?
    Ele já mostrou que é rápido…..

  • Manoel Sichonany diz: 30 de janeiro de 2014

    Boa tarde Leandro. Vejo que a princípio, mesmo não podendo tirar muita coisa do que foi apresentado pelas equipes nesse inicio de preparação para a temporada 2014, a escolha de Felipe pela contestada mas sempre “Grande” Willians foi pelo menos a menos pior. Visto a dificuldade apresentada pela Lotus-Renault que nem sequer treinou em Jerez, o desempenho das pequenas Force India e Sauber nesses 4 treinamentos realizados e a força demonstrada pelos motores Mercedez dá para ter um pingo de esperança de que esse ano a vida de Felipe seja menos complicada. Ainda mais que esse ano ele assume a postura de primeiro piloto e com isso não terá seu desempenho prejudicado pela equipe como a Ferrari fez a vida inteira com seus pilotos menos preferidos. Espero que a Willians tenha acertado o caminho e consiga pelo menos brigar por pódios nessa temporada. Poderemos ver o renascimento de uma grande equipe. Quanto a RBR, parece que a crise financeira da Lotus também interferiu na sua comandatária, a Renault, e sendo assim se não houver uma melhora na confiabilidade dos seus propulsores até os testes do Barhein, Sebastian Vettel vai ter muito que trabalhar durante a temporada. A Ferrari pelo jeito segue na mesma balada dos últimos 5 anos, vai ter que tirar leite de pedra, porém nesse ano vai ter que lidar com 2 pilotos sem papas na língua, o que por um lado pode prejudicar o desempenho do time, mas por outro auxiliar no desenvolvimento do monoposto durante a temporada. Era isso. Um Abraço!

  • Alcides diz: 30 de janeiro de 2014

    Força sempre, Felipe!

  • Junior diz: 30 de janeiro de 2014

    Tomara que o Felipe retome o mesmo ritmo de antes do acidente.
    PS.: Por que o bico dos carros desse ano ficaram tão feios?

  • Lúcio Lima diz: 30 de janeiro de 2014

    Parabéns pelo Blog passo sempre por ele para me manter atualizado.
    Estou torcendo pelo Massa. Espero que ele possa ter um carro bom este ano.
    E que o campeonato (carros) fique um pouco mais equilibrado.
    Acelera ai Massa. Bota todos no espelho.

  • Jorge KNOLL diz: 30 de janeiro de 2014

    - Verdade que agora Felipa tem tudo para se dar bem. Além da experiência que trás da Ferrari, se livrou das amarras dos italianos que limitavam o seu desempenho, hora por Scumi, hora por Alonso.
    E antes, era mero coadjuvante dentro da equipe, porque todos os engenheiro, e técnicos estavam a trabalho de Schumi ou de Alonso.
    A bola da vez está contigo FELIPE MASSA, aRRIBA! AVANTE! SUCESSO!

Envie seu Comentário