Pular a barra do clicRBS e ir direto para o cabeçalho.
clicRBS
Nova busca - outros
Capa ZH ZH Blogs Assine agora

Enquanto Ferrari demite chefão na F-1, Alonso diz ter assinado contrato para "projeto de longo prazo"

24 de novembro de 2014 3
Arrivabene será o novo comandante da Ferrari na Fórmula-1

Arrivabene será o novo comandante da Ferrari na Fórmula-1

Definido o campeão e finalizada a temporada, os olhos começam a ser voltar ao campeonato de 2015. Hoje, duas notícias repercutiram bastante: a demissão de Marco Mattiacci, chefão da Ferrari, e a declaração de Fernando Alonso de que fechou contrato para um “projeto de longo prazo”.

Mattiacci ficou no cargo por apenas sete meses, substituindo Stefano Domenicali. A decisão de trocá-lo teria a ver com a má gestão da relação com Fernando Alonso na escuderia — que poderia ser um prenúncio de dificuldades para liderar Sebastian Vettel e Kimi Raikkonen.

Marco Mattiacci permaneceu apenas sete meses no cargo

Marco Mattiacci permaneceu apenas sete meses no cargo

O substituto será Maurizio Arrivabene, vice-presidente de Estratégia de Consumidor e Marketing de Eventos da Philip Morris, a fabricante do Marlboro. O executivo supervisiona o patrocínio da marca de cigarros à escuderia de Maranello e não é tão leigo como Mattiacci.

— Precisamos de uma pessoa com entendimento não só da Ferrari, mas também dos mecanismos de governança e exigências do esporte — explicou o presidente da Ferrari, Sergio Marchionne.

alonso

Fernando Alonso esconde o jogo, mas o destino está selado: McLaren

De saída do time italiano, Alonso disse à britânica Sky Sports que decidiu deixar a Ferrari por olhar para o futuro e não estar “convencido” do sucesso do time. E revelou ter firmado um contrato de longa duração com uma nova equipe — é a McLaren, mas o espanhol despista porque o anúncio será só em dezembro. E disse

— Vou me juntar a um projeto que não é só para o próximo ano, é uma relação de longo prazo e um projeto que espero que vá desafiar a Mercedes logo. E é por isso que eu tomei essa decisão. Estou olhando para o futuro com entusiasmo, pois quando você se junta a um novo projeto é porque você acha que é melhor.

Um pitaco do blogueiro: a McLaren precisará remar bastante para se aproximar da Mercedes. Potencial tem, mas não se chega no nível do time alemão em um estalar dos dedos. E a Ferrari, definitivamente, parte para um novo recomeço, que exigirá paciência e trabalho duro. A boa notícia é que Red Bull e Williams, cujo trabalho está em franca evolução, tendem a ser os oponentes de verdade dos atuais campeões.

Comentários (3)

  • verner becker diz: 25 de novembro de 2014

    A Ferrari se livrou de uma sarna arrogante! E a McLaren vai sofrer muito com esse mal humorado……

  • Celso Tama diz: 25 de novembro de 2014

    Quando anunciaram a contratação de Mattiacci como chefão não acreditei: como um Diretor Comercial de carros de rua dos EUA vai fazer a Scuderia Ferrari voltar a vencer ?
    Ele mesmo disse que não entendia nada de F1 !!! E agora o demitem ? Espero, por ele, que pelo menos o tenham retornado com ele para NY, porque o erro não foi dele, foi de quem o chamou para este cargo.
    Se confiavam tanto nele, deveriam tê-lo colocado em outro cargo menor para depois promovê-lo a chefão … ele sai como incompetente.
    E agora contratam um executivo da Marlboro só porque ele conhece a Scuderia … Bem, Jean Todt antes da Ferrari era chefão de Rally e deu a Scuderia uma tonelada de alegrias. Isto é, não conhecia a Ferrari mas sabia “comer poeira” de automobilismo.
    Vamos torcer ! Eu vou porque sou Ferrari.

  • Francisco diz: 26 de novembro de 2014

    Eu odeio a Ferrari! Equipezinha antidesportiva que sempre privilegia um dos pilotos.
    Tão colhendo o que plantaram.
    :D
    Parabéns às equipes Mercedes e Willians que não privilegiam nenhum dos seus pilotos em detrimento do outro.
    Abraço.

Envie seu Comentário