Pular a barra do clicRBS e ir direto para o cabeçalho.
clicRBS
Nova busca - outros

TOP 5 - Vote nos destaques do GP da Bélgica

24 de agosto de 2014 0

Passada o espetacular retorno das férias da Fórmula-1 no GP da Bélgica, é hora de escolher os destaques da 12ª etapa do campeonato participando da nosso glorioso TOP 5.

Com nomenclatura típica gaudéria, o troféu terá, após cada corrida, três indicados por categoria. A votação vai até segunda-feira. Na terça-feira, divulgo o resultado.

Ricciardo aproveita batida entre Hamilton e Rosberg e vence na Bélgica. Com "intruso" no assoalho, Massa é só 13º em dia de mais um pódio de Bottas

24 de agosto de 2014 3
Foto Tom Gandolfini / AFP

Foto Tom Gandolfini / AFP

Spa, para muitos, é local para relaxar. Mas na Fórmula-1, Spa-Francorchamps, na Bélgica, é alta velocidade e disputas alucinantes do começo ao fim. E, na volta das férias, quem brilhou foi Daniel Ricciardo (Red Bull), que conquistou a terceira vitória no ano após aproveitar o enrosco entre os líderes do campeonato Nico Rosberg e Lewis Hamilton.

Os pilotos da Mercedes largaram limpo, com Hamilton assumindo a ponta. Na segunda volta, porém, Rosberg tentou recuperar a posição no fim de uma das retas mais velozes da pista, por fora, mas furou o pneu do companheiro com parte do bico, que se despedaçou.

Foto Tom Gandolfini / AFP

Foto Tom Gandolfini / AFP

Com o acidente, Hamilton caiu para último e, mesmo voltando à pista, foi incapaz de se aproximar da zona de pontuação. Acabou abandonando a corrida a quatro voltas do fim, para preservar o carro. Já Rosberg manteve a dianteira até a primeira parada nos boxes, quando trocou o bico e perdeu a liderança.

Enquanto isso, Ricciardo foi escalando o pelotão. Largou em quinto e herdou uma posição de Hamilton. Depois, teve audácia para deixar Fernando Alonso (Ferrari) e Sebastian Vettel (Red Bull) para trás. Líder, teve categoria para administrar a vantagem, evitar a aproximação de Rosberg e conquistar uma vitória improvável na Bélgica.

Foto Red Bull / Divulgação

Foto Red Bull / Divulgação

O grande trunfo da Red Bull foi uma asa traseira mais fina e pequena, que deu uma impressionante velocidade de reta ao carro – o que era, justamente, o grande calcanhar de aquiles da equipe tetracampeã. A solução aerodinâmica foi perfeita.

Com uma corrida sem erros e de muitas ultrapassagens, Valtteri Bottas mostrou a força da Williams e completou o pódio, seguido de um consistente e surpreendente Kimi Raikkonen (Ferrari), que finalmente conseguiu superar Alonso em uma corrida.

No final, destaque para a briga pelo quinto lugar. Nas duas últimas voltas, quatro carros disputaram a posição com a faca nos dentes. Vettel, com uma ultrapassagem inteligente na primeira curva da´ultima volta sobre Kevin Magnussen (McLaren) levou a melhor, seguido do dinamarquês, de Jenson Button (McLaren) e de Alonso.

Foto John Thys / AFP

Foto John Thys / AFP

Discreto e lento por ter um pedaço do pneu de Hamilton grudado por várias voltas no assoalho do carro, Felipe Massa (Williams) foi apenas o 13º. Um resultado frustrante, ainda mais com Bottas em terceiro. E outra pitadinha do imenso azar sem fim do brasileiro.

Com o resultado, Rosberg ampliou para 29 pontos a vantagem na liderança do campeonato sob um irado Hamilton, ainda inconformado com a manobra do rival que o tirou da corrida. A repercussão será imensa, coroando uma passagem por Spa digna de Fórmula-1!

Outros destaques

— A Eau Rouge, clássica curva de Spa, completou 75 anos. E, mais uma vez, presentou os fãs de velocidade. Desafiadora e em alta velocidade, foi um show à parte neste domingo.

— Alonso tomou cinco segundos de punição nos boxes, cumpridos no pit stop, porque os mecânicos ficaram mexendo no carro além dos 15 segundos que antecedem a volta de apresentação, antes da largada. Um erro bobo da Ferrari que custou caro.

— Estreante no lugar de Kamui Kobayashi, o alemão André Lotterer foi o primeiro a abandonar a prova. Não podia começar pior.

— Rosberg teve um adversário a mais nesta corrida: um pedaço de fita/pneu, que ficou preso na antena do carro e balançava sem parar em frente à viseira do capacete. Praga de Hamilton? Se foi, não adiantou. Mas a cena foi curiosa, em especial porque o alemão, apesar de desesperado para tentar enxergar melhor, não tirou o pé!

Resultado da GP da Bélgica

1. Daniel Ricciardo (Red Bull)
2. Nico Rosberg (Mercedes)
3. Valtteri Bottas (Williams)
4. Kimi Raikkonen (Ferrari)
5. Sebastian Vettel (Red Bull)
6. Kevin Magnussen (McLaren)
7. Jenson Button (McLaren)
8. Fernando Alonso (Ferrari)
9. Sergio Pérez (Force India)
10. Daniil Kvyat (Toro Rosso)
13. Felipe Massa (Williams)

Campeonato de pilotos

1. Nico Rosberg (Mercedes) — 220 pontos
2. Lewis Hamilton (Mercedes) — 191
3. Daniel Ricciardo (Red Bull) — 156
4. Fernando Alonso (Ferrari) — 119
5. Valtteri Bottas (Williams) — 110
10. Felipe Massa (Williams) — 40

Próxima corrida: GP da Itália, em 7 de setembro

Massa culpa chuva por nono lugar na Bélgica em dia de novo domínio da Mercedes e pole de Rosberg

23 de agosto de 2014 7

rosberg_belgica

Oi pessoal! Como postei logo cedo, infelizmente hoje não pude acompanhar ao vivo a classificação. Mas, recuperando o que rolou no treino, fiquei com a clara sensação de que nada mudou. A única novidade, mesmo, foi a chuva!

E a água tornou Spa ainda mais desafiante. Como a maioria de vocês já deve saber o resultado final do treino, hoje trago alguns destaques e comentários sobre a primeira definição de pole depois das férias da F-1. Confira:

— Nico Hulkenberg conseguiu a “façanha” de cair fora logo no Q1. Uma pena, pois o alemão é um dos pilotos mais regulares da temporada. Mas é aquela velha história: em treino com chuva, não dá para comer mosca. Vai ter de fazer uma corrida de recuperação, perdendo uma boa chance de aproveitar o embalo do potente motor Mercedes do carro.

— E se um dos que sempre vão ao Q2 ficou pelo caminho é sinal de que alguém aproveitou a chance. E, da rabeira, só podia ser mesmo Jules Bianchi. O piloto da Marussia voltou a surpreender, conquistando um feito que a Marussia pouco obtém. O francês está aproveitando cada chance na temporada. Gostaria de vê-lo na Ferrari, no lugar de Kimi Raikkonen, em 2015. Que tal?

— O Q2 não teve surpresas. Destaque, apenas, para Adrian Sutil, que conseguiu botar a Sauber em um inesperado 14º; Fora isso, mais uma vez vale mencionar o desempenho da Toro Rosso, em especial do veloz russo Daniil Kvyat, que sairá em 11º.

— A chuva costuma tornar tudo imprevisível, certo? Errado. A Mercedes ampliou ainda mais sua vantagem para os demais times. Conseguiu incríveis dois segundos de “folga” para a Red Bull. É muita diferença. E só aumenta.

hamilton_rosberg

— Lewis Hamilton liderou o Q1 e o Q2. Na hora do pega, perdeu para um eficiente Nico Rosberg. Resta saber se o alemão conseguirá segurar o companheiro em pista seca e largando em segundo. Vale lembrar que, nas últimas provas, o britânico teve de remar lá de trás. Amanhã, o desafio promete ser mano a mano.

— A propósito, Hamilton culpou os freios por não ter conseguido a pole. Mais um problema mecânico no carro dele ou só uma justificativa por ter sido superado outra vez por Rosberg? Fico com a segunda opção. Quem tem problemas nos freios não larga em segundo após fazer volta com o cronômetro zerado.

— Não fosse a chuva a Red Bull não estaria tão à frente. Mais uma prova do desempenho aerodinâmico do time do mago Adrian Newey. E mais: debaixo d’água, Sebastian Vettel mostrou que, sem problemas mecânicos, tem seus recursos, superando a sensação Daniel Ricciardo.

massa_belgica

— E a Williams? Voa no seco e pedala na chuva. Valtteri Bottas voltou a superar Felipe Massa, que, vejam só, culpou exclusivamente a chuva por não ter se saído melhor. Ahn? E como o finlandês conseguiu um bom sexto lugar? Está mais do que na hora de Felipe parar de dar desculpas e começar a admitir que precisa ser mais rápido.

E aí, gostaram do treino? Perdi algo essencial? Comentem e vamos debater!

O grid para o GP da Bélgica

1) Nico Rosberg (ALE/Mercedes) 2m05s591
2) Lewis Hamilton (ING/Mercedes) 2m05s819 +0s228s
3) Sebastian Vettel (ALE/RBR-Renault) 2m07s717 +2s126
4) Fernando Alonso (ESP/Ferrari) 2m07s786 +2s195
5) Daniel Ricciardo (AUS/RBR-Renault) 2m07s911 +2s320
6) Valtteri Bottas (FIN/Williams-Mercedes) 2m08s049 +2s458
7) Kevin Magnussen (DIN/McLaren-Mercedes) 2m08s679 +3s088
8) Kimi Raikkonen (FIN/Ferrari) 2m08s780 +3s189
9) Felipe Massa (BRA/Williams-Mercedes) 2m09s178 +3s587
10) Jenson Button (ING/McLaren-Mercedes) 2m09s776 +4s185
11) Daniil Kvyat (RUS/STR-Renault) 2m09s377
12) Jean-Éric Vergne (FRA/STR-Renault) 2m09s805
13) Sergio Pérez (MEX/Force India-Mercedes) 2m10s084
14) Adrian Sutil (ALE/Sauber-Ferrari) 2m10s238
15) Romain Grosjean (FRA/Lotus-Renault) 2m11s087
16) Jules Bianchi (FRA/Marussia-Ferrari) 2m12s470
17) Pastor Maldonado (VEN/Lotus-Renault) 2m11s261
18) Nico Hulkenberg (ALE/Force India-Mercedes) 2m11s267
19) Max Chilton (ING/Marussia-Ferrari) 2m12s566
20) Esteban Gutiérrez (MEX/Sauber-Ferrari) 2m13s414
21) André Lotterer (ALE/Caterham-Renault) 2m13s469
22) Marcus Ericsson (SUE/Caterham-Renault) 2m14s438

Largada: 9h deste domingo, para 44 voltas.

Hoje vou dar uma de Chilton!

23 de agosto de 2014 0

Amigos, estarei viajando a Santa Maria na manhã deste sábado e, por isso, só postarei a crônica do treino à tarde.

Mas fiquem tranquilos que vou dar uma de Max Chilton: lento, mas sem abandonar! E espero,  sinceramente,  trazer boas novas sobre Felipe Massa!

No domingo,  tudo normal na cobertura da corridaça em Spa! Muito obrigado pela compreensão e bom treino a todos!

Mercedes lidera, Massa é quarto, Vettel tem problemas e Maldonado bate nos treinos na Bélgica

22 de agosto de 2014 1

hamilton_spa
Um mês se passou, mas parece que nada mudou na Fórmula-1. Nos primeiros dois treinos na Bélgica, a Mercedes ficou na frente, com Lewis Hamilton e Nico Rosberg. E o resto também parece replay.

Tetracampeão, Sebastian Vettel teve problemas no motor e nem participou da segunda sessão. Felipe Massa foi o quarto mais rápido do dia e segue flertando com as primeiras posições, principalmente nos treinos. Ao sair, disse que há chance de pódio.

E lá atrás, outra vez, Pastor Maldonado protagonizou mais um erro. O resultado foi um acidente com a Lotus, sozinho, na curva Pouhon. Destruído, o carro acabou virando atração da torcida após ter sido removido da pista de Spa.

AUTO-PRIX-F1-BELGIUM-SPA-PRACTICE

Foto Ben Stansall / AFP

Entre os destaques, a vantagem superior a seis décimos de Hamilton para Rosberg na segunda sessão. E, claro, a fantástica performance de Fernando Alonso, conquistando um improvável terceiro lugar em mais um dia de mágica com a Ferrari. Kimi Raikkonen também andou bem e foi o quinto.

Gritaria na Eau Rouge

Quinto mais rápido do dia, Jenson Button surpreendeu ao revelar que a baixa carga aerodinâmica dos carros o fez sentir frio na barriga ao contornar a clássica curva Eau Rouge. E mais: não resistiu e chegou a gritar dentro do carro.

— Você sai de traseira a mais de 300 km/h, e admito que deixei escapar alguns gritos dentro do meu capacete ao passar por lá em algumas voltas, especialmente com tanque cheio — disse o inglês.

Banho de gelo!

Lewis Hamilton e Fernando Alonso aceitaram os desafios de Daniel Ricciardo e Felipe Massa, respectivamente, e entraram na brincadeira do desafio do gelo, vinculado à campanha em prol de doações e pesquisas sobre a Esclerose Lateral Amiotrófica (ELA). Vejam as fotos:

hamilton_gelo_banho

alonso_gelo

Cueca da sorte?

Nico Rosberg revelou que, quando faz a pole, costuma usar na corrida a mesma cueca do treino. Pelo desempenho, isso já se repetiu seis vezes no ano. E foi além: disse que não só usa a mesma como não a lava de um dia para o outro. Meu Deus!

Felipe Massa também admitiu ser supersticioso. E disse que mantém a mesma cueca quando começa bem o fim de semana, além de sempre entrar no carro pelo lado esquerdo, para pisar com o pé direito primeiro. Pelo visto, no entanto, o ritual de Felipe anda falhando em 2014…

Gostei mesmo foi da respostas de Daniel Ricciardo, da Red Bull:

— É só uma desculpa para se algo der errado! É “nonsense”.

Resultado do 1º treino livre na Bélgica

1) Nico Rosberg                 (ALE/Mercedes)                      1m51s577 (25 voltas)
2) Lewis Hamilton              (ING/Mercedes)                       1m51s674  +0s097  (24)
3) Fernando Alonso           (ESP/Ferrari)                            1m51s805  +0s228  (16)
4) Jenson Button               (ING/McLaren-Mercedes)        1m52s404  +0s827  (21)
5) Kimi Raikkonen             (FIN/Ferrari)                             1m52s818  +1s241  (17)
6) Sergio Pérez                 (MEX/Force India-Mercedes)   1m52s903  +1s326  (24)
7) Kevin Magnussen         (DIN/McLaren-Mercedes)         1m52s922  +1s345  (23)
8) Nico Hulkenberg           (ALE/Force India-Mercedes)    1m52s937  +1s360  (22)
9) Daniel Ricciardo           (AUS/RBR-Renault)                  1m52s972  +1s395  (19)
10) Valtteri Bottas             (FIN/Williams-Mercedes)          1m53s172  +1s595  (20)
11) Sebastian Vettel         (ALE/RBR-Renault)                   1m53s369  +1s792  (11)
12) Daniil Kvyat                (RUS/STR-Renault)                  1m53s594  +2s017  (21)
13) Romain Grosjean       (FRA/Lotus-Renault)                 1m53s597  +2s020  (20)
14) Adrian Sutil                (ALE/Sauber-Ferrari)                 1m53s703  +2s126  (14)
15) Felipe Massa            (BRA/Williams-Mercedes)       1m53s968  +2s391  (20)
16) Jean-Eric Vergne       (FRA/STR-Renault)                   1m54s189  +2s612  (20)
17) Giedo van der Garde (HOL/Sauber-Ferrari)                1m54s335  +2s758  (16)
18) Pastor Maldonado     (VEN/Lotus-Renault)                 1m55s336  +3s759  (21)
19) Jules Bianchi             (FRA/Marussia-Ferrari)             1m55s782  +4s205  (19)
20) Alexander Rossi        (EUA/Marussia-Ferrari)             1m57s232  +5s655  (20)
21) André Lotterer           (ALE/Caterham-Renault)          1m57s886  +6s309  (24)
22) Marcus Ericsson       (SUE/Caterham-Renault)          1m57s977  +6s400  (24)

Resultado do 2º treino livre na Bélgica

1) Lewis Hamilton       (ING/Mercedes)                         1m49s189 (26 voltas)
2) Nico Rosberg          (ALE/Mercedes)                        1m49s793  +0s604  (28)
3) Fernando Alonso    (ESP/Ferrari)                             1m49s930  +0s741  (19)
4) Felipe Massa         (BRA/Williams-Mercedes)       1m50s327  +1s138  (24)
5) Jenson Button        (ING/McLaren-Mercedes)          1m50s659  +1s470  (31)
6) Valtteri Bottas         (FIN/Williams-Mercedes)           1m50s677  +1s488  (26)
7) Daniil Kvyat             (RUS/STR-Renault)                  1m50s725  +1s536 (25)
8) Daniel Ricciardo     (AUS/RBR-Renault)                   1m50s977  +1s788  (16)
9) Kevin Magnussen   (DIN/McLaren-Mercedes)          1m51s074  +1s885  (31)
10) Nico Hulkenberg    (ALE/Force India-Mercedes)    1m51s077  +1s888  (26)
11) Jean-Eric Vergne   (FRA/STR-Renault)                  1m51s383  +2s194  (26)
12) Adrian Sutil            (ALE/Sauber-Ferrari)                1m51s450  +2s261  (29)
13) Sergio Pérez          (MEX/Force India-Mercedes)   1m51s573  +2s384  (28)
14) Romain Grosjean   (FRA/Lotus-Renault)                1m52s196  +3s007  (25)
15) Kimi Raikkonen      (FIN/Ferrari)                             1m52s234 +3s045  (18)
16) Jules Bianchi         (FRA/Marussia-Ferrari)             1m52s776  +3s587  (23)
17) Esteban Gutiérrez  (MEX/Sauber-Ferrari)               1m53s955  +4s766  (7)
18) Max Chilton            (ING/Marussia-Ferrari)             1m54s040  +4s851  (18)
19) Marcus Ericsson    (SUE/Caterham-Renault)          1m54s050  +4s861  (30)
20) André Lotterer        (ALE/Caterham-Renault)          1m54s093  +4s904  (24)
21) Pastor Maldonado  (VEN/Lotus-Renault)                 sem tempo (2)
22) Sebastian Vettel     (ALE/RBR-Renault)                   sem tempo